sábado, 21 de março de 2009

VINHO GUARDADO - NANA CAYMMI

video

Cliquem e ouçam.Um belo Domingo.

Até Segunda-feira!

Porque hoje é Sábado, vamos homenagear uma bela mulher

A bela atriz francesa Brigitte Bardot. No início da carreira e hoje aos 73 anos

Memória: Entrevista com o Deputado Clodovil Hernandes

O estilista e apresentador de televisão Clodovil Hernandes, quarto deputado mais votado do país nas últimas eleições, morreu na terça-feira da semana passada, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC), aos 71 anos. Ele foi internado no Hospital Santa Lúcia, em Brasília, depois que assessores o encontraram inconsciente no chão do apartamento funcional em que morava. Seus últimos quatro anos foram difíceis: Clodovil sofreu de câncer na prósta'ta, teve uma embolia pulmonar e um primeiro AVC, do qual escapou por pouco. Mesmo alquebrado pelos problemas de saúde, desde que chegou à Câmara, em 2007, embalado por quase meio milhão de votos, o deputado fez o que se esperava dele: envolveu-se em muita polêmica. Chamou uma colega de "feia" e disse que "as mulheres hoje são ordinárias, trabalham deitadas e descansam em pé". Em julho do ano passado, Clodovil conversou com o repórter Diego Escosteguy, de VEJA, em seu extravagante gabinete na Câmara. A entrevista que se segue, extraída dessa conversa, é um bom retrato de quem era Clodovil – e do que ele pensava. Foi como se o deputado estivesse no quadro A Lente da Verdade, de um de seus programas de televisão.
O senhor gosta de Brasília?
É uma cidade que sempre buscou o glamour, mas nunca encontrou. Brasília foi maltratada desde o início, nasceu apanhando. Quem construiu Brasília foi Juscelino (Kubitschek, ex-presidente), mas quem deu os acabamentos foram os primos do demônio: uma gente que fez uns acabamentos de quinta. Em compensação, os empreiteiros, que manipularam as obras, estão riquíssimos.
O senhor fez amizades na Câmara?
Não. A maioria só aparece quando precisa de alguma coisa. O Arlindo Chinaglia me ligou uma vez. Falou horas a respeito das qualidades dele, todo pomposo, mas não prestei atenção. Ainda mais porque sei que ele é da turma da Marta Suplicy. Essa eu conheço desde menina. Ela é uma pendurada na influência do ex-marido. Uma pessoa que não muda o sobrenome para explorar a influência do ex-marido é o fim do mundo.
O senhor acha a Câmara malcuidada?
Está tudo caindo aos pedaços, velho, cheio de ácaros. Por isso não costumo sair do gabinete. Só saio quando tenho de ir ao plenário votar. Várias pessoas vêm conhecer o meu gabinete. É o mais visitado da Câmara. Você pode até não gostar de branco, mas não pode dizer que o gabinete seja de mau gosto.
É possível resgatar a ética da Câmara?
E o brasileiro tem ética, por acaso? A Câmara é o reflexo do Brasil. O problema é que o brasileiro se vende barato. É só o político dar uma cesta básica que ganha o voto. Isso acontece no país inteiro, é uma tradição que vem dos índios. Eles se vendiam por colares e espelhinhos. Esse processo continua igual na escolha das pessoas que vão comandar o país. Elas vêm para Brasília e saem gordas de tanto mamar na vaca profana.
Quem é a vaca profana?
É o país, claro. A verdade é que a maioria dos brasileiros não gosta de trabalhar. Quer um emprego para ficar encostado, e só. Gente desse tipo é que é conivente com as poucas-vergonhas, com os Duda Mendonça. Nosso país se fez dessa maneira: de degredados, de índios de má qualidade... Ou as pessoas acordam ou o país vai para o caos.
Por que o senhor entrou na política?
Eu não vim para Brasília porque quis. Foi o universo que me mandou, por uma razão que ainda não sei. Meses antes da campanha, quando descobri que estava com câncer, tive um insight. Sonhei com o prefeito de Ubatuba, um sujeito de péssima qualidade. Ele estava com as mãos nos quadris e me disse: "Você quer poder, então vire deputado federal". Não sei por que sonhei com ele. São histórias mirabolantes da minha vida. No dia seguinte ao insight, fui fazer um exame e descobri que meu câncer, que era do tamanho de uma moeda, estava do tamanho de um grão de arroz. Ninguém pôde explicar como diminuiu. Operei depois de uma semana. E eis que apareceu um senhor no hospital e me convidou para ser deputado. Era o Ciro Moura, presidente do PTC. Aceitei na hora.
Um sinal do universo?
Evidentemente. Por que aquele senhor apareceu justamente naquela hora? Nós recebemos recados todos os dias. Mas esse cidadão tinha intenções que eu não sabia. Ele queria usar meu nome para dar prestígio ao partidinho dele. Queria me explorar, usar meu nome para eleger outros deputados. Ainda bem que só um entrou pendurado em mim, como suplente. O universo é sábio. A verdade é que os partidos nanicos são desonestos, vivem de sugar dinheiro público. Mudei de partido e eles me processaram. Mas o fato é que os votos foram para mim – não para o partido.
O senhor teve 494 000 votos. O que explica essa votação expressiva?
Dizem que a população votou em mim como uma forma de contestação. Na verdade, não foi. Meu voto veio da mãe de família, que induziu o filho e o esposo a votar em mim. Tenho uma história que ilustra bem isso. Quando eu era candidato, dois assaltantes invadiram minha casa. Eu estava pintando de cueca, e de cueca continuei. Eles pediram dinheiro, mas, quando descobriram quem eu era e ouviram um pito, saíram rastejando da minha casa, pedindo desculpas. No dia seguinte, a mãe de um deles me ligou para me agradecer por ter dado aquela lição. E me contou que os dezesseis votos da família dela seriam para mim. Isso não é voto de protesto. É voto de quem acredita nos meus valores.
O senhor venceu um câncer de próstata e sobreviveu sem sequelas a um derrame...
Sofri muito com o câncer, mas foi algo que eu mesmo causei. Acho que aquilo aconteceu como uma forma de eu tentar me redimir da minha homossexualidade. Quando o médico me ligou para me informar que eu estava com câncer, fiquei aliviado. Dei graças a Deus.
Por quê?
Imagine se fosse aids. Eu poderia ter infectado muita gente. Mas paguei um preço alto pelo câncer. Fiquei impotente. O que eu posso fazer? Nada. Nem tudo pode ser uma maravilha. Às vezes consigo ter um orgasmo seco. Mas tem de haver uma ligação espiritual com o parceiro.
Por que o senhor não apresentou nenhum projeto defendendo o direito dos homossexuais?
Deus me livre. Quais direitos? Direito de promover passeata gay? Não tenho orgulho de transar com homem. O primeiro homem que vi transando com outro foi meu pai – era o meu tio, irmão da minha mãe. Eu tinha 13 anos. Foi num domingo, depois da missa. Sentei no chão e pensei: meu Deus, minha mãe não é amada por ninguém. Meu pai nunca soube que eu vi. Quando ele me perguntou, dois anos depois, se eu era gay, não respondi. Nunca mais se falou sobre isso lá em casa. Mas eu poderia ter dito o diabo para ele.

Para os ecologistas, no bumbum dos outros...

Quando se começou a falar em preservação da natureza, no fim dos anos 60, os ambientalistas eram vistos como seres exóticos. Na época, derrubar florestas para erguer cidades era uma boa ideia e nem se falava em aquecimento global. Hoje, a preocupação com o ambiente está na ordem do dia e os ambientalistas conquistaram respeito. Isso não impede que parte deles insista no figurino da extravagância. A toda hora grupos ambientalistas se engajam em campanhas cuja racionalidade é difícil de entender, seja pelos objetivos que perseguem, seja pelos métodos utilizados para alcançá-los. A mais recente dessas campanhas, promovida pelo Greenpeace, tem como meta impedir que se use para os devidos fins o papel higiênico ultramacio, formado por duas camadas de folhas. Nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, os papéis higiênicos mais caros têm três e até quatro camadas de folhas.
É o que diz a reportagem da Jornalista Renata Moraes, na Veja desta semana. Desta vez, a reclamação se deve ao fato de que esse tipo de produto não pode ser feito com papel reciclado. Sua produção exige fibras de celulose virgens, o que significa sacrificar toneladas de árvores. O Greenpeace alega que, nos Estados Unidos, boa parte da madeira usada para fabricar os rolos de papel higiênico é tirada das florestas nativas do norte do Canadá, importantes na absorção do dióxido de carbono (CO2), o principal gás do efeito estufa. E o que dizer das árvores plantadas exclusivamente para a produção de papel, em áreas de constante reflorestamento? Também estão na lista negra dos ambientalistas extremados porque, segundo dizem, áreas de monocultura não servem de habitat para variedades grandes de animais.
Enfim, a tese é que, para estar em paz com o planeta, é preciso usar papel higiênico do tipo áspero. É, no bumbum dos outros....

As alegações dos ecochatos

Suástica mais apagada

Preso há quarenta anos, Charles Manson, chefe da "família" de assassinos que aterrorizou a Califórnia, mostra a cara.

As marcas são as que se esperam de um senhor de 74 anos com pouco acesso a benefícios estéticos: barba grisalha, careca, rugas. E um pouco mais: a tatuagem meio apagada de uma suástica entre as sobrancelhas. Assim é hoje Charles Manson, o assassino que, com lábia, violência e boa dose de loucura, liderou um bando de hippies numa seita – a "família Manson" – que matou a tiros, facadas e por enforcamento sete pessoas em duas noites na Califórnia, em 1969. Uma das vítimas foi a atriz Sharon Tate, mulher do diretor Roman Polanski, então com 26 anos e grávida de oito meses. O objetivo da seita, em sua dupla jornada de trucidamento de desconhecidos, era apressar o juízo final instaurando uma guerra entre negros e brancos, tudo avalizado por mensagens que Manson distinguia em músicas dos Beatles.
Apressou, isso sim, o fim do movimento dos jovens cabeludos, meio sujos e sem compromissos, que nunca mais se encaixou na legenda paz e amor. Manson e quatro seguidores – três deles mulheres, maioria na seita – acabaram condenados à cadeira elétrica, mas a pena de morte foi suspensa na Califórnia meses depois (voltou, sem afetá-los) e a sentença mudou para prisão perpétua. Nestes quarenta anos, sempre cabeludo, desafiador e com ar lunático, Manson deu entrevistas, compôs algumas músicas e cultivou a preservação do mito em certos círculos sombrios. Quando a idade apagou a imagem, sumiu – para reaparecer agora nesta foto de rotina para atualização dos arquivos da penitenciária Corcoran que o jornal Los Angeles Times pediu e recebeu. Irreconhecível. A não ser pela suástica.

Não reclamem ao bispo

Ao longo de 2 000 anos de história, duas forças, ora conflitantes, ora complementares, moldaram a Igreja Católica: a doutrina do amor e o amor pela doutrina. Dom José Cardoso Sobrinho, arcebispo de Olinda e Recife, é sem dúvida um homem da segunda força. Aos 75 anos, pequenino e orgulhosamente teimoso, ele reitera ponto por ponto as declarações que o transformaram na figura mais criticada no caso da menina de 9 anos estuprada pelo padrasto que engravidou de gêmeos e fez um aborto legal. A excomunhão dos adultos envolvidos é exigida pelas leis da Igreja, diz dom José, que considera ter cumprido o seu dever. "Estou tranquilíssimo", repete nesta entrevista, concedida na casa da arquidiocese na presença de outras cinco pessoas – um advogado, uma psicóloga, um médico e sua mulher, e um vigário. "Eles estão me dando apoio", explicou.
A entrevista completa está publicada na Revista Veja.

Felipe Andreoli dá uma bóia para Lula usar na 'marolinha'

Um dos repórteres do "CQC", Felipe Andreoli acompanhou os passos do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em sua viagem a Nova York.
Ele fez questão de entregar a Lula uma bóia "caso a marolinha (como o presidente chama a crise no Brasil) se transformasse numa onda maior".
Lula recebeu a brincadeira com bom humor.
O programa da Band exibirá a segunda parte da viagem nesta segunda-feira, dia 23.

O mundo animal tem elefante cor-de-rosa

Um cinegrafista especializado em vida selvagem capturou imagens de um filhote cor-de-rosa de elefante ( foto )em Botsuana, um país no sul na África.Mike Holding fez fotos do filhote rosa em meio a uma manada de cerca de 80 elefantes no delta do rio Okavango, enquanto filmava para um programa da BBC."Nós vimos (o elefante rosa) por apenas alguns minutos, enquanto o rebanho cruzava o rio", disse.
"Foi um momento muito empolgante para todos no acampamento. Sabíamos que era algo raro, ninguém conseguia acreditar", acrescentou.Especialistas acreditam que o filhote provavelmente é albino, o que é um fenômeno extremamente raro entre elefantes africanos. ''Três ocorrências''
Elefantes albinos geralmente não são brancos, mas apresentam uma coloração entre marrom avermelhado e tons de rosa. O albinismo é comum em elefantes asiáticos, mas muito raro em espécies da África. "Encontrei apenas três referências a filhotes albinos, que ocorreram no Parque Nacional Kruger, na África do Sul", disse Mike Chase, ecologista que lidera a organização de caridade Elefantes Sem Fronteiras."Provavelmente esta é a primeira vez que um elefante albino é registrado no norte de Botsuana."
O filhote parece se abrigar embaixo da mãe, para se proteger do sol.
"Estudamos os elefantes da região há cerca de dez anos e esta é a primeira prova documentada de um filhote albino", acrescentou.Ameaça
Chase afirmou que o problema poderá dificultar a sobrevivência do filhote.
"O que vai acontecer com este filhote albino ainda é um mistério. A sobrevivência a este raro fenômeno é muito difícil nas condições duras da África. O sol forte pode causar cegueira e problemas de pele", afirmou.De acordo com o ecologista, pode haver esperança para o filhote, pois parece que ele já está aprendendo a se adaptar à sua condição."Pelo fato de este filhote de elefante ter sido visto no delta do rio Okavango, ele poderá ter uma chance maior de sobrevivência. Ele pode buscar abrigo debaixo de grandes árvores e se cobrir de lama, o que o protegeria do sol", afirmou."E o filhote, que tem entre dois e três meses de idade, parece já caminhar na sombra de sua mãe."
"Este comportamento sugere que ele sabe de sua fragilidade frente ao forte sol africano e adaptou um comportamento único para melhorar suas chances de sobrevivência.""Aprendi que os elefantes se adaptam muito facilmente, são inteligentes e mestres na sobrevivência", acrescentou.
Fonte:BBC-London

Mugabe é obstáculo para ajuda internacional ao Zimbábue

Em seu primeiro dia como ministro da Educação em um governo tão quebrado que a maioria das escolas foi fechada e milhões de crianças estão ociosas, David Coltart disse ter recebido um convite surpreendente."Venha receber seu novo Mercedes branco", um funcionário disse a Coltart, um político de oposição veterano, enquanto o presidente Robert Mugabe espiava de um retrato na parede do gabinete do ministro.A oferta de um Mercedes Classe E para cada ministro na coalização no poder há apenas um mês era um ação clássica de Mugabe, uma oferta para seduzir seus inimigos políticos com os presentes caros que há muito concede a seus seguidores leais.Coltart disse não, obrigado.
Membros de oposição como Coltart, que ingressaram no governo de Mugabe no mês passado, já obtiveram alguns sucessos, como fazer com que os professores voltem ao trabalho e conseguir a libertação de alguns presos políticos. Mas muitos deles alertaram em entrevistas que o progresso terá vida curta se os países ocidentais, em reunião na sexta-feira em Washington para discutir o aumento da ajuda, não oferecerem os bilhões de dólares em ajuda necessários para a reconstrução do Zimbábue.Os principais doadores de ajuda médica e alimentar emergencial do Zimbábue -os Estados Unidos, o Reino Unido e outros países europeus- enfrentam uma dúvida dolorosa diante dos apelos por mais ajuda.
Como os países mais ricos do mundo podem injetar dinheiro na economia debilitada do Zimbábue sem financiar Mugabe, alimentando sua máquina de favores e prolongando suas desastrosas três décadas no poder?

Fonte: New York Times

A versão real de "Quem quer ser um milionário?"

O filme "Quem Quer Ser Um Milionário?", no qual um garoto pobre indiano vence um programa de perguntas e respostas, conquistou oito Oscar. O país é lar de um homem com uma história semelhante - Harsh Nawathe, que se transformou em milionário em 2000 em um programa de TV. Hoje ele ajuda a educar crianças nas favelas.Harshvardhan Nawathe está sentado diante de uma pequena televisão em seu minúsculo apartamento no norte da cidade. É uma noite de domingo no início de março, uma semana após a cerimônia de premiação do Oscar, e Nawathe está assistindo a um programa de entrevistas chamado "Nós, o Povo". Os convidados no programa estão debatendo o filme "Quem Quer Ser Um Milionário?" ("Slumdog Millionaire", ou "cão de favela milionário" em uma tradução ao pé da letra), que conquistou oito Oscar. Eles -e o restante da Índia- estão discutindo o assunto há dias.
Harshvardhan, que é conhecido pelo apelido de Harsh na Índia, também foi convidado para participar do programa. O assunto é se o filme, no qual um menino órfão das favelas vence um programa de perguntas e respostas e se torna milionário é ofensivo para a Índia, ou se a Índia deve se orgulhar do sucesso do filme no Oscar. Harsh recusou o convite.Ele desliga a TV, pega seu filho de quatro meses e o coloca em seus braços. Então ele fala com o bebê e faz caretas para ele, como os especialistas recomendam no livro "Baby Minds Brain-Building", que ele está lendo. Ele quer assegurar que Saraansch cresça inteligente, como seu pai.
Nawathe não quer ter nada a ver com toda a comoção em torno de "Quem Quer Ser Um Milionário?", pois como pai ele não tem mais tempo. Ele trabalha com crianças nas favelas de Mumbai (a antiga Bombaim) como parte de uma fundação que paga por professores, livros escolares, roupas e cursos de informática, para que nenhuma das crianças em seus programas deixem a escola sem se formar.
Fonte: Der Spiegel News

Lula, o internacional


Protógenes escreve a Obama e ataca Lula

"Estimado Presidente Barack Obama:
Como é amplamente reconhecido, a sua eleição ao cargo supremo dos EUA reafirma e fortalece a luta pela democracia e pela justiça travada por cidadãos honrados em nações do mundo inteiro. Acreditamos que existe, de fato, "uma luta em andamento que vai além do oceano" dizendo respeito ao bem-estar de toda a coletividade humana.
É nesse espírito que estamos enviando essa comunicação à sua atenção.
O Brasil vive momentos de fragilidade, pois evidências de esquemas de corrupção que ameaçam a soberania de nosso país estão presentemente sendo avaliadas nos EUA. Precisamos, portanto, do seu apoio.
Sabemos, afinal, que o crime organizado internacional não tem qualquer comprometimento com o valor público das nações do planeta, mas apenas com a sua dizimação, fato que perpetua o flagelo e o sofrimento de centenas de milhões de seres humanos em todos os países.
A luta brasileira contra a corrupção tem se tornado mais intensificada nesses últimos meses conforme a operação Satiagraha da Polícia Federal tem evidenciado ao povo brasileiro o envolvimento dos três poderes da república em esquemas de corrupção. Isso se tornou público a partir da apreensão e condenação do banqueiro-bandido Daniel Dantas, o agente financeiro de inúmeras fraudes e atos criminosos realizados nos últimos 15 anos em conjunto com os mais altos representantes públicos dos poderes executivo, legislativo e judiciário do Brasil.
Como resultado desse quadro lamentável, os poderes da república brasileira têm agido de forma patentemente arbitrária e antidemocrática, visando obstruir os processos da lei e da ordem, dessa forma traindo os interesses 190 milhões de cidadãos brasileiros ao favorecer bandidos já condenados pelas leis do país.
O fato é que os 2 bilhões de dólares já bloqueados com a ajuda de governos estrangeiros – do total de U$ 16 bilhões desviados pelo banqueiro-bandido Daniel Dantas – mostram a veracidade dos crimes e provam que a luta vai, sim, além dos oceanos. Mesmo assim e apesar de ter sido condenado a dez anos de prisão bem como ao pagamento de multa de R$ 12 milhões por tentar subornar um delegado da Policia Federal, o banqueiro-bandido condenado responde a sentença em liberdade após receber dois Hábeas Corpus sucessivos contrariando todo o histórico de julgamentos e súmulas da Suprema Corte brasileira.
Infelizmente, não é apenas o judiciário que está no payroll do banqueiro-bandido Daniel Dantas. O próprio presidente da república, o Lula, acaba de colocar los amigos para assumir controle do Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin) com um decreto no dia 19 de fevereiro de 2009, visando obstruir processos relativos à soberania da nação – aliás, uma jogada não muito distante do Patriot Act do presidente G.W. Bush que custou aos EUA um atraso que o senhor pode mensurar melhor do que ninguém. No caso em questão, 11 entidades autônomas, incluindo as forças armadas brasileiras, formavam um conselho consultivo que coordenava a Sisbin. Esse conselho foi agora substituído por um comitê de seis indivíduos amigos de Lula, todos com um passado ético extremamente questionável.
Como é de conhecimento público, as informações da investigação Satiagraha contendo provas irrefutáveis dos crimes mencionados acima se encontram em 12 discos rígidos, encontrados dentro de uma parede oca na residência do banqueiro-bandido Daniel Dantas, os quais estão presentemente nas mãos da CIA nos EUA para serem analisados e revelados os esquemas de corrupção no Brasil com reflexos no seu país. Não é difícil imaginar as razões que levaram essas evidências para longe do Brasil ao considerarmos a seriedade dos crimes cometidos e o poder dos criminosos envolvidos, cuja lista abrange expoentes do sistema financeiro internacional, alguns já bem conhecidos do público estadunidense.
Assim como o senhor, o senador Russ Feingold e milhões de homens e mulheres honrados em seu país, a grande maioria dos brasileiros acredita que a lei deve valer para todos equitativamente, caso contrário a democracia se torna uma mentira e colocamos em risco o futuro da liberdade e da cidadania no mundo. Temos que lutar juntos pela transparência e pela justiça dia e noite para que as forças corruptas não se imponham sobre as forças do bem e por isso acreditamos vigorosamente que não pode haver protelações quanto à justiça clamada pelo povo brasileiro em face da crise moral que assola o Brasil.
Finalmente, lutamos pela justiça HOJE. Como escreveu Martin Luther King Jr., "Justiça atrasada é justiça negada". Então, contamos com a sua vigilância e o seu apoio para que os processos de avaliação e divulgação dos dados contidos nos 12 discos rígidos em poder da CIA não sejam obstruídos. Queremos apenas a verdade, pois sabemos que basta a verdade para que a soberania do nosso povo seja garantida.
Deus abençoe o senhor, sua família, o povo americano e todas as suas iniciativas visando o aprimoramento social da humanidade.
Carta publicada no blog Protógenes contra a Corrupção
Comento: Quer dizer que um servidor público federal, dá-se o direito de dizer o que quer e como quer, insinua que o Presidente da República -sim o Lula - está na folha de pagamento de Daniel Dantas e ainda fica impune. Afinal, que pretende o senhor Protógenes? Onde quer chegar com seu proselitismo político?

Desemprego faz saque do FGTS subir 35% no mês

O aumento do desemprego já atinge as contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que poderá registrar mais saques do que depósitos este mês. Como mostra reportagem de Geralda Doca, Eduardo Rodrigues e Luiza Damé, publicada na edição do Globo neste sábado. Os desembolsos cresceram 20% em janeiro e 35% em fevereiro, na comparação com o mesmo período de 2008.
Foram gastos em janeiro deste ano R$ 2,336 bilhões para pagar a 1,3 milhão de trabalhadores e, em fevereiro, R$ 2,623 bilhões, para 1,459 milhão de desempregados. Apesar disso, o saldo de arrecadação ainda foi positivo, o que não deve mais acontecer em março, calculam técnicos da Caixa Econômica. A previsão é que este mês registre déficit nas contas, ou seja, saques devem superar os depósitos.

Aldo Rebelo: decisão sobre Raposa Serra do Sol agride interesse nacional

Segundo o deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), em carta a esta coluna, a decisão do Supremo Tribunal Federal de manter a demarcação em área contínua de 1,7 milhão de hectares da reserva Raposa-Serra do Sol, na fronteira do Brasil com a Guiana e a Venezuela, “embute um equívoco geopolítico”. Aldo explica que os magistrados do STF encontraram razão para suas decisões em leis e portarias, mas não na Constituição, “como observou em seu voto contrário e solitário o ministro Marco Aurélio de Melo, a decisão agride o interesse nacional e projeta um futuro de sombras e incertezas quanto à unidade do Estado e da Nação”. Para o parlamentar, a demarcação contínua confere a tribos indígenas o “esdrúxulo status” de minorias apartadas do todo nacional. “O respeito aos direitos dos indígenas não pode implicar o esbulho dos não índios que há muito tempo fincaram a Bandeira do Brasil naquela região,” afirma Aldo Rebelo. Para o deputado, caberá ao Congresso Nacional, última instância da soberania popular, a reparação deste “erro calamitoso” do Executivo e do Judiciário.

Polícia descobre central de distribuição de notas falsas em SP

A polícia descobriu ontem, sexta-feira (20), como milhares de cédulas falsas eram distribuídas para comerciantes na Vila Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo. Em menos de 24 horas, quase R$ 30 mil em dinheiro falso foram encontrados na cidade. Nesta quinta-feira (19), a polícia já tinha apreendido outros R$ 4 mil em notas falsas. Foi com um pequeno toque no canto do painel de um carro que o investigador descobriu um fundo falso. Dentro, estavam vários maços de notas. O outro esconderijo ficava no assoalho, atrás do carpete. Os carros apreendidos transportavam R$ 24,5 mil.
O laboratório onde as cédulas falsas eram produzidas não foi encontrado, mas a polícia descobriu que depois de impresso, o dinheiro era entregue a um salão de cabeleireiros na Vila Brasilândia. Segundo a investigação, o dono vendia as notas para outros comerciantes na seguinte proporção: cinco falsas por uma verdadeira. De acordo com a polícia, um homem de 48 anos, que já havia sido preso outras vezes por falsificação de dinheiro, fazia a entrega do dinheiro falso. Um cabeleireiro era responsável por colocar as notas no comércio. O dinheiro era distribuído na Zona Norte de São Paulo, em São Bernardo do Campo, no ABC, e em Mirandópolis, a 594 km de São Paulo. As notas falsas encontradas nesta sexta são praticamente idênticas às verdadeiras. Elas têm, inclusive, marcas d´água e textura. A impressão, no entanto, mal feita. Uma observação vai cuidadosa vai perceber que a cédula verdadeira tem cor mais forte, e o fio de segurança é mais largo. O tamanho da falsa é milímetros maior que o da verdadeira. Outro detalhe descoberto depois que o dinheiro foi apreendido: em várias notas de R$ 100 e R$ 50 o número de série se repete em várias notas.
Veja o site do SPTV

Após pouso de avião, Secretaria prevê medidas contra a Infraero

A Secretaria estadual do Ambiente (SEA) informou na noite desta sexta (20) que vai anunciar as medidas cabíveis contra a Infraero na segunda-feira (23). Uma equipe do Instituto Estadual do Ambiente(Inea) comprovou o pouso e acompanhou o desembarque. A SEA informou à Infraero que se o avião pousasse no aeroporto, o Santos Dumont pode ser multado em até R$ 1 milhão e inclusive ser interditado. O órgão alegou que há uma necessidade de um novo licenciamento ambiental para a ampliação de voos no terminal.
O presidente da Azul Linhas Aéreas, Paulo Janot, disse que há três voos programados para este fim de semana no Aeroporto Santos Dumont. Segundo ele, todas as viagens estão confirmadas até que haja uma nova ordem. Ele ressaltou a importância do trajeto Rio-Campinas. “O Brasil ainda é um país pequeno quando se trata em número de voos. O que pretendemos é dar mais possibilidade aos brasileiros de voarem pagando um preço mais barato. O interior de São Paulo é um mercado promissor e o nosso objetivo é ser eficiente nesse serviço”, disse.
“O Brasil ainda é um país pequeno quando se trata em número de voos. O que pretendemos é dar mais possibilidade aos brasileiros de voarem pagando um preço mais barato. O interior de São Paulo é um mercado promissor e o nosso objetivo é ser eficiente nesse serviço”, disse.
O o pouso do voo 4018, da Azul Linhas Aéreas, no Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, foi autorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nesta quinta-feira (19), credenciando a Azul Linhas Aéreas a iniciar nesta sexta operações na rota Rio-Campinas no Santos Dumont.

Festival do pênis reúne multidão em cidade japonesa

Atração principal do festival é uma procissão com um pênis gigante.Segundo a crença, símbolo traz sorte às mulheres que querem ter filhos.
Um dos mais curiosos do mundo, o festival do pênis reuniu uma multidão de turistas e japoneses no último domingo (15) em Komaki, no Japão. Chamado de "Tagata Honen Matsuri", o evento é realizado todos os anos na cidade. Assista a vídeo no YouTube.

Americano casa com 2 mulheres que vivem no mesmo condomínio

O norte-americano Charles L. Clemens Jr., de 61 anos, foi preso acusado de bigamia em Overland Park, no estado do Kansas (EUA), por ter supostamente se casado com duas mulheres que vivem no mesmo condomínio. Os policiais receberam uma chamada em novembro da segunda mulher, que, após ir até o apartamento da primeira esposa para confrontar Clemens, descobriu que ele já era casado. Clemens foi detido nesta semana e na quarta-feira teve sua primeira audiência no tribunal. Segundo a Justiça, Clemens se casou com sua primeira mulher há 22 anos. Mas, em janeiro de 2006, voltou a se casar, mas sem revelar que já tinha esposa. Ambas as mulheres estão na faixa de idade entre 50 e 60 anos.
Fonte: FoxNews

TJ do Pará concede reintegração de posse e manda MST sair da fazenda de Dantas

O Tribunal de Justiça do Pará aceitou recurso da Agropecuária Santa Bárbara Xinguara e concedeu mandados de reintegração de posse para que o governo estadual desocupe as duas fazendas da empresa invadidas em fevereiro pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) no sul do Estado. A empresa é controlada pelo grupo Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas.
Inicialmente, uma juíza de primeira instância de Marabá (PA) havia negado os pedidos e exigido reuniões entre os sem-terra e a empresa, para só depois dar sua sentença.
Mas, antes mesmo dessa decisão, a Santa Bárbara entrou com um recurso no tribunal, que acabou sendo deferido na última quarta-feira.
Em seu despacho, a desembargadora Marneide Trindade Pereira corroborou a versão da empresa, negada pelos trabalhadores rurais, de que as ações foram feitas violentamente.
"Além da tomada violenta da propriedade particular pelos invasores, é publico e notório a destruição do patrimônio particular causada com a destruição de plantações, matança de gado", afirmou.
"Deixar os invasores permanecerem nos imóveis invadidos toda vez que isto ocorre é compactuar com a impunidade e fortalecer o MST." Pereira também citou "mortes de pessoas de ambos os lados, decorrentes das invasões", o que não ocorreu nesse caso.
A Secretaria da Segurança Pública do Pará afirmou que não há previsão para o cumprimento dos mandados. Disse que existem ao menos 88 ordens anteriores, e que só quando elas forem executadas é que as da empresa serão cumpridas. Segundo a CNA (Confederação Nacional da Agricultura), esse total chega a 111.

Protógenes recua e diz que juízes e procurador não sabiam da ação da Abin na Satiagraha.

Em novo depoimento prestado para a Procuradoria da República no Distrito Federal, o delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz disse que o o procurador da República Rodrigo de Grandis e os juízes federais Fausto De Sanctis e Marcio Milani não sabiam da participação de agentes da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) na Operação Satiagraha. A informação é do Ministério Público Federal.
Reportagem da revista "Veja" da última semana informava que Protógenes havia dito em depoimento espontâneo prestado em setembro que havia informado o procurador e o juiz sobre a colaboração de agentes da Abin na Satiagraha.
De Grandis divulgou nota no último domingo dizendo que não havia sido informado da participação da Abin no caso, nem formalmente ou informalmente.
No novo depoimento, Protógenes disse que o procurador e o juiz sabiam "das dificuldades operacionais que a administração central da Polícia Federal estava causando às apurações".
De Grandis disse que mesmo sem ser comunicado, a participação da Abin na Satiagraha não configura crime nem ilegalidade.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Google atualiza imagens históricas do Earth.

SÃO PAULO - O Google atualizou sua base de imagens históricas disponíveis no aplicativo Google Earth.
Novas fotografias de satélite e imagens de arquivos de bibliotecas permitem ver como eram grandes cidades no passado e acompanhar sua evoluçãoA ferramenta tem dados mais ricos de cidades americanas, como Nova York e européias, como Londres e Paris.

BID empresta US$ 197 milhões para financiar termelétricas no Brasil.

WASHINGTON, EUA (AFP) - O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou, nesta sexta-feira, que entregará 197 milhões de dólares ao Brasil para financiar parcialmente a construção de duas termelétricas - no Ceará e no Maranhão.
Essas duas usinas a base de carvão vão elevar em 1.080 MW a capacidade de geração elétrica para ambos os estados, divulgou o BID.
A instituição também tramitará empréstimos de até US$ 314 milhões com vários bancos internacionais, acrescentou a nota.
O BNDES contribui para o projeto com um empréstimo de cerca de US$ 1,5 bilhão.
Antes de aprovar o crédito, os patrocinadores dessas unidades se comprometeram a desenvolver projetos de energia renovável para compensar as emissões anuais de gases causadores do efeito estufa que serão produzidas pelas duas novas plantas.

Vítimas de desabamento de teto de igreja querem processar Renascer.

Sobreviventes e parentes das vítimas do desabamento do teto da sede internacional da Renascer se preparam para mover ações contra a igreja. A família da aposentada Luíza da Silva, de 62 anos, responsabiliza a direção da igreja pela morte da fiel e reclama da pressa para a reconstrução da nova sede. "Eles (dirigentes) vão reconstruir uma igreja nas costas do povo. Não vou deixar barato", desabafa a operadora de telemarketing Maria José da Silva, de 54 anos, sobrinha da vítima. Maria afirma que a tia frequentou os cultos da Renascer por 14 anos, recebia um salário mínimo e mantinha doações mensais superiores a R$ 130. "Ela era fervorosa, praticamente uma beata", lembra a sobrinha. Segundo Maria, desde que o jogador Kaká fez uma doação de 200 mil euros para a igreja no ano passado, Luíza se viu incentivada a lançar um grande desafio em nome da fé: juntar R$ 10 mil para doar à Igreja (além da contribuição mensal). A fiel chegou a economizar R$ 3 mil. Embora a igreja tenha arcado com as despesas do funeral da tia, Maria diz que, no velório, pastores especularam sobre os bens deixados pela aposentada e chegaram a perguntar se a vítima havia deixado algo para ser doado à Igreja. "Sabiam que ela era sozinha e não tinha filhos nem marido", disse.
Para Maria, os raros contatos com os representantes da Igreja desde a morte da tia eram tentativas de convencer a família a evitar uma ação civil.
http://www.abril.com.br/noticias/brasil/

"Marolinha" no Datafolha: Cai aprovação de Lula.

Taxa caiu de 70%, em novembro, para 65%, segundo o instituto. Foi a primeira queda da avaliação de Lula no segundo mandato.

O Instituto Datafolha divulgou nova pesquisa sobre a aprovação do governo Lula nesta sexta-feira (20). Os dados mostram que a aprovação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva caiu em relação à última pesquisa, realizada em novembro: era de 70% e agora caiu para 65%.
O Datafolha informa que esta foi a primeira queda na avaliação de Lula no segundo mandato, iniciado em 2007. Nos últimos meses, com o agravamento da crise econômica, a nota dada ao governo Lula também caiu, de 7,6 para 7,4, em igual período. As informações são do jornal "Folha de S. Paulo". Entre as regiões do país, a aprovação do governo Lula - caracterizada pelas notas "bom" ou "ótimo" -, a melhor avaliação continua a ser no Nordeste (77%), seguido do Norte/Centro-Oete (64%), do Sudeste (60%) e do Sul (57%). No que se refere ao desempenho específico na área econômica, a aprovação caiu de 61%, há quatro meses, para 53%, atualmente.
A pesquisa que ouviu mais de 11,2 mil pessoas e foi concluída na quinta-feira (12), de acordo com o Datafolha.
Apesar da queda, a aprovação de Lula continua acima dos "picos" atingidos pelos demais presidentes durante seus respectivos mandatos: a maior aprovação de Fernando Henrique Cardoso foi de 47% em 1996, enquanto os índices máximos de Itamar e Collor foram de 41% e 34%, respectivamente. Em relação à crise, 43% dos entrevistados consideraram ótima ou boa a postura do presidente Lula neste levantamento; em relação ao mesmo tema, o percentual de aprovação era de 49% no fim de 2008. Neste mês, 31% consideraram que o Brasil será muito prejudicado pela crise, índice que era de 20% em novembro do ano passado.

Obama faz piada em programa de TV e comete gafe.

Em sua primeira participação em um talk show desde a eleição como presidente, Barack Obama concentrou a conversa em economia, mas falando também sobre suas habilidades no boliche.
No "Tonight show", de Jay Leno, perguntado sobre a pista de boliche na Casa Branca, principalmente depois que Obama falhou neste esporte durante a campanha eleitoral, o presidente dos Estados Unidos afirmou que está praticando.
Consegui 129", disse entre as risadas da platéia. A pontuação perfeita no boliche é 300. "Isto é muito bom presidente", disse, sarcasticamente, Leno.
"É como nas Olimpíadas Especiais ou algo similar", respondeu Obama em uma referência aos Jogos Paraolímpicos.
A Casa Branca tentou minimizar a contovérsia com rapidez, com a esperança de que a viagem de dois dias de Obama à Califórnia, estado muito afetado pela crise, não seja ofuscada pela gafe.
"O presidente fez uma declaração fora de tom ao fazer piada sobre sua habilidade no boliche, que de nenhuma maneira tinha a intenção de ridicularizar os Jogos Paraolímpicos", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Bill Burton.
"Obama acredita que os Paraolímpicos são eventos estupendos que dão uma oportunidade de brilhar a pessoas com deficiências de todo o mundo", disse Burton.
Assessores do presidente afirmaram antes da gravação do programa de TV que Obama não tentaria ser engraçado, e que pretendia dirigir-se a um público mais amplo sobre seus planos para resgatar a economia dos Estados Unidos.

Polícia quer fazer retrato falado de suspeito de matar padre espanhol.

A polícia investiga a morte do padre espanhol Ramiro Ludeño, no Recife. Ele foi atingido por um tiro na noite de quinta-feira (19). Na madrugada desta sexta-feira (20), a delegada Joseneide Confessor já ouviu duas mulheres que estavam com a vítima no momento do crime.
Segundo a polícia, as duas trabalhavam com o padre em um movimento social voltado a adolescentes de Jaboatão dos Guararapes (PE) e podem ajudar a fazer o retrato falado do assassino. A delegada ainda vai ouvir outras pessoas que consigam descrever o criminoso.
As mulheres que já prestaram depoimento disseram que o assassino era jovem, vestia uma camisa branca e usava mochila azul. Ainda de acordo com elas, o rapaz teria esperado as duas entrarem no carro, se aproximou do lado do passageiro e efetuou o disparo, que acabou perfurando o tórax do religioso. A polícia informa que nada foi roubado e o criminoso fugiu a pé. O padre chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu. O veículo em que o padre estava já passou por perícia. Ele morava há 34 anos no Brasil e se destacou pela atuação no Movimento de Apoio aos Meninos de Rua (Mamer).
Leia mais em: Padre espanhol é assassinado no Recife

Gmail cria ferramenta para cancelar e-mail.

O Google adicionou a algumas contas do Gmail (sobretudo em inglês) uma nova ferramenta para os apressados ou esquecidos de plantão. É o botão "undo" (em inglês, "desfazer"), que possibilita ao usuário cancelar a entrega de uma mensagem até cinco segundos após ela ter sido enviada.
É um recurso para ser usado quando -rapidamente- o usuário se lembra que o e-mail ficou sem um anexo ou que a mensagem foi enviada para a pessoa errada.

Morre, em São Paulo, o fundador do laboratório Aché.

Faleceu ontem, Quinta-feira (19), em São Paulo, o empresário e fundador do laboratório brasileiro Aché, Victor Siaulys.
Siaulys, morreu aos 73 anos, em decorrência de um câncer, e estava internado há 30 dias no Hospital Albert Einstein, onde também está sendo velado.
O empresário fazia tratamento médico contra um quarto câncer. Chegou a ser submetido a um transplante de medula, em outubro de 2008, mas "complicações no decorrer dos meses acabaram debilitando a saúde do empresário".
Além do Laboratório Aché, Siaulys conduziu outros empreendimentos, como o Hotel Unique, o Unique Garden e o Instituto Tomie Ohtake.
O cortejo rumo ao Cemitério Horto da Paz, em Itapecirica da Serra, sairá do Hospital Albert Einstein às 15h desta sexta-feira (20). Com uma bela história de vida, Siaulys era filho de imigrantes lituanos e em toda sua infância e juventude viveu no bairro Pompeia, na zona oeste de São Paulo.
Sua capacidade de trabalho e empreendedorismo o levou ao topo como executivo, trazendo em seu curriculum, inclusive, sua experiência como vendedor de peixe e office-boy, fato este que causava admiração aos colegas, no curso de direito da Faculdade de Direito do Largo São Francisco.
Ao meu amigo Vitor, paz na eternidade, e a minha certeza, de que lá na outra vida, o arquiteto do Universo o chamará para bem administrar as coisas do além.

União Européia decide dar ao FMI crédito de mais de US$ 100 bilhões.

É, a marolinha européia está demorando ser controlada. Apesar dos esforços orçamentáros e financeiros do países do bloco europeu, os líderes da UE (União Europeia) perceberam a necessidade de dar -como diríamos nós, nordestinos- mais "fôlego" financeiro aos países em desenvolvimento e decidiram nesta sexta-feira (20) conceder ao FMI (Fundo Monetário Internacional) um crédito de 75 bilhões de euros (US$ 101,6 bilhões).
O objetivo é duplicar a capacidade da instituição de oferecer financiamento a países com problemas devidos à crise, informaram fontes europeias.
Ao fim da reunião, o premier espanhol José Luiz Zapatero ( foto ) elogiou a iniciativa e justificou o procedimento como necessário e pertinente.
O FMI está há meses pedindo um aumento de seus recursos para garantir que pode ajudar os países mais atingidos pela crise. A instituição já emprestou US$ 50 bilhões a governos com problemas e dispõe de mais US$ 200 bilhões, mas calcula que suas necessidades podem chegar a US$ 500 bilhões.
O Japão ofereceu um empréstimo de US$ 100 bilhões, e, na quarta-feira (18), o presidente do Comitê de Assuntos Exteriores do Senado dos Estados Unidos, John Kerry, e o republicano de mais representatividade no comitê, Richard Lugar, apoiaram a concessão de cerca de US$ 100 bilhões ao Fundo.
Na semana passada, os Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia e China) anunciaram que não vão dar recursos extras ao órgão enquanto a instituição não for reformada para permitir maior participação dos quatro países emergentes.
Os líderes europeus chegaram a um acordo para defender que os recursos do FMI (Fundo Monetário Internacional) sejam dobrados, segundo esboço final do documento para a reunião de cúpula do bloco hoje. No contexto dos preparativos da próxima reunião do G20 (grupo formado por representantes de países ricos e dos principais emergentes), em 2 de abril, em Londres, os líderes da UE decidiram anunciar qual será a contribuição europeia.
Os europeus esperam que outros parceiros importantes, principalmente Estados Unidos e China, ofereçam também financiamento ao FMI. Outro objetivo da UE para a reunião em Londres é ampliar as competências do FMI para que também se encarregue de supervisionar o setor financeiro.
Os europeus defendem reforçar a cooperação deste organismo com o FSF (Fórum de Estabilidade Financeira, na sigla em inglês), um órgão informal que reúne autoridades e supervisores de economias desenvolvidas, assim como representantes de organismos multilaterais, como o BCE (Banco Central Europeu) e o FMI.
Dentro do processo para melhorar a qualidade da supervisão internacional e a representatividade das instituições encarregadas desta tarefa, os 27 países-membros da UE apoiaram hoje a incorporação ao FSF de todos os membros do G20.
Outro objetivo da UE é revisar o funcionamento das instituições financeiras multilaterais --fundamentalmente o FMI e o Banco Mundial--, para reequilibrar a distribuição de poderes entre os membros e modificar o sistema de escolha de seus dirigentes.

Madonna e Jesus Luz discutem por causa de telefone.

O relacionamento suspeito entre Madonna, 50, e o modelo brasileiro Jesus Luz, 22, parece ter tido seu primeiro choque.
E o motivo da discussão é um velho conhecido dos casais: o telefone. É o que revela reportagem publicada nesta sexta-feira (20) no site do jornal britânico "Daily Mail", que diz que Madonna não tem gostado nada das conversas de Luz ao celular.
Conforme fontes ouvidas pelo jornal, há alguns dias, a cantora viu Luz conversando com sua família pelo celular. "Ela foi para cima dele" e "disse que era rude de sua parte atender uma ligação na frente dela", disse uma pessoa próxima.
Ainda assim, conforme a fonte, o modelo não cedeu aos caprichos da cantora e disse que ela não estava sendo razoável. "Ele manteve a posição e eles tiveram uma discussão acalorada", disse a fonte. "Madonna concordou em deixar ele atender o celular quando estiver perto, mas apenas em emergências", completou.
Segundo a fonte, quem agora está furioso é Jesus, porque Madonna continua usando seu celular normalmente.
Em visita recente ao Brasil, o modelo negou que evite receber ligações pelo celular, como já havia criticado um ex-empresário.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Avião se choca contra dois prédios,cai e mata ao menos 7 em área povoada de Quito.

O choque de um avião contra dois prédios provocou a morte de ao menos sete pessoas em Quito, Equador, segundo a Cruz Vermelha. Os três tripulantes de um avião militar que caiu hoje em um bairro de Quito morreram, enquanto outros que estavam em terra podem ter ficado feridos. O ministro coordenador de Segurança Interna e Externa, Miguel Carvajal, também confirmou a morte de três civis. Um outro corpo foi encontrado no local, mas ainda não foi retirado do local do acidente.
Moradores fogem pela janela de um dos edifícios atingidos pelo avião em Quito, no Equador.
Veja outras imagens do acidente
Uma fonte militar indicou à Agência Efe que o acidente matou o piloto, o co-piloto e um mecânico de voo de um avião tipo Wirchraft, que realizava um voo de instrução entre a cidade de Manta e Quito.Policiais, bombeiros e equipes de socorro já seguiram para o local do acidente.Uma fonte dos bombeiros indicou à Efe que o aparelho se chocou contra dois prédios e que houve uma pequena explosão, por isso os moradores da região começaram a ser retirados da área do acidente.O subsecretário de Transporte Aéreo equatoriano, Guillermo Bernal, disse que as causas do acidente estão sendo investigadas.
Fonte UOL notícias.

Brasil, um país básico


Estreia amanhã o musical 'A Noviça Rebelde' em SP.

Tempos difíceis como os de agora – em que as mazelas da economia global arrancam investimentos de projetos sociais – exigem cada vez mais iniciativas de grande criatividade na busca de recursos para que organizações sociais sem fins lucrativos consigam manter suas fontes de receitas e o andamento de seus programas de captação. Foi nessa busca criativa que a católica Liga Solidária e a judaica Unibes (União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social) firmaram parceria inédita para promover a pré-estreia do musical A Noviça Rebelde, acontecido ontem (18 de março), no Teatro Alfa, em São Paulo. Toda a renda do espetáculo foi revertida para os projetos sociais de ambas, atendendo diretamente mais de 10.400 pessoas.
O cenário de montanhas, freiras, nazistas malvados e crianças encantadoras embala, à base de muita cantoria, o amor entre o patrão e a babá. A inevitável imagem da atriz Julie Andrews no clássico do cinema volta, agora ao palco, com os mesmos cabelos, o vestido rodado de avental e a voz doce e poderosa na pele da novata Kiara Sasso. O musical A Noviça Rebelde, que estreia comercialmente amanhã (20) em São Paulo, é a prova de que os espetáculos enlatados da Broadway, ainda que com pitadas tupiniquins, chegaram para ficar.

Fritzl é condenado à prisão perpétua.

O austríaco Josef Fritzl, que manteve sua filha num porão por 24 anos e teve sete filhos com ela, foi considerado culpado de assassinato de uma das sete crianças e condenado à prisão perpétua, que será cumprida em um hospital psiquiátrico.
O júri do caso considerou Fritzl culpado de todas as acusações incluindo estupro, incesto, assassinato por negligência e prática de escravidão.
O réu não demonstrou nenhuma emoção durante a leitura do veredicto, afirmou que aceitava a sentença e não entrará com recurso.
O juiz afirmou então que ele poderia conversar com o advogado, mas ele negou movendo a cabeça e foi retirado da corte, ainda sem demonstrar nenhuma emoção.
"Ele mostrou em sua confissão que percebe a dimensão de seus crimes e, assim, este veredicto é uma consequência lógica", afirmou o advogado de Fritzl, Rudolf Mayer.
A pena de prisão perpétua foi determinada depois que Fritzl foi considerado culpado de assassinato por negligência de um dos filhos que teve com a filha Elisabeth, um bebê que morreu logo depois do parto.
O júri aceitou por unanimidade a alegação da promotoria, de que a criança poderia ter sobrevivido se tivesse recebido cuidados médicos que Fritzl se negou a providenciar.
Inicialmente, Fritzl, de 73 anos, negou as acusações de assassinato e prática de escravidão, mas admitiu todas as acusações depois de ver o depoimento de Elisabeth, gravado em vídeo.
Veja o vídeo da reportagem da BBC Brasil:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/multimedia/2009/03/090319_fritzlveredict_video.shtml

Promotoria pede prisão de líder opositor na Venezuela.

Não bastasse as demonstrações de truculência e postura ditatorial de seu Presidente, a Venezuela dá mais uma demonstração de republiqueta. Desta feita a Promotoria Geral acusou o líder opositor e prefeito de Maracaibo, Manuel Rosales, de enriquecimento ilícito e solicitou nesta quinta-feira, 19, sua prisão preventiva. Rosales é um dos principais dirigentes antichavistas e se converteu em um dos principais líderes da fragmentada oposição ao presidente Hugo Chávez. Rosales respondeu afirmando que a ação responde a "uma ordem" de Chávez.
A promotora Katiuska Plaza afirmou que apresentou a um tribunal a acusação contra Rosales, relativa ao período em que ele foi governador do Estado de Zulia, entre 2002 e 2004. Ela afirma que possui provas para embasar suas acusações. Rosales ainda não comentou o caso. A Promotoria Geral informou em comunicado que o processo contra Rosales se baseou em um informe que ele apresentou em julho de 2007 à Controladoria Geral, sobre a declaração jurada de patrimônio que realizou como governador. "Esse informe, remetido ao Ministério Público em 14 de agosto de 2007, concluiu que Manuel Rosales registrou fundos que não pôde justificar ante o órgão controlador", sustenta o texto.
Evidentemente que lá, como cá, existem políticos que tratam o erário como se fora seu. No entanto, é sabido, que Chavez ( o hilariante aprendiz de Fidel castro ) persegue Rosales há mais de quatro anos, tendo demonstrado, publicamente inclusive, sua intensão em destruir a carreira política de seu tenaz opositor.
Sendo o mentor dos três poderes, o que caracteriza na prática uma ditadura disfarçada, Chavez faz e disfaz em seu quintal venezuelano.

O clima em nosso planeta:Novas alterações climáticas.

Não bastasse as inúmeras discussões sobre o aquecimento global, protocolo de Kioto e outros assuntos relacionados ao aquecimento global, o alvoroço agora foi provocado por um artigo na última edição da publicação científica americana Proceedings of the National Academy of Sciences: um estudo com 52 especialistas afirma que existem 56% de chances de uma mudança dramática acontecer na Terra, se nada for feito para conter as alterações climáticas.
Foram avaliados cinco dos chamados "tipping points", algo como pontos sem volta, em termos científicos, capazes de influenciar o clima no planeta irreversivelmente: o desaparecimento da Amazônia, o derretimento da Groenlândia e da Antártida, a desaceleração da corrente do Golfo (que "esquenta" a Europa) e o fenômeno meteorológico El Niño.
As chances de pelo menos uma dessas "catástrofes" acontecer, caso o aquecimento global até 2200 fique em 4ºC, seriam de uma em seis. Caso ele ultrapasse este teto, o planeta pode chegar a vários desses pontos sem volta, e a probabilidade de pelo menos um deles ocorrer -- provavelmente o derretimento da capa de gelo da Groenlândia ou o desaparecimento da Amazônia -- sobe para 56%.
"Até o momento, um forte aquecimento de mais de 4ºC até 2200 parece um possibilidade clara", afirmou o coordenador do estudo, Elmar Kriegler, do Instituto para Mudanças Climáticas de Potsdam, na Alemanha.
É bom lembrar que as análises levam em conta o ano 2200, ou seja, bem mais adiante que a maioria dos modelos, que costumam ir até 2100, no máximo.
Na blogosfera, o estudo já vem despertando a ira dos céticos. E agora? Qual é a sua opinião?

Hoje é dia de São José.

São José é o patrono da Igreja Universal, dos carpinteiros, dos pais e da justiça social.
Para os católicos, é também o padroeiro da boa morte, uma vez que, muito provavelmente, teve a seu lado no momento derradeiro, Nosso Senhor e a Virgem Maria. Para Santa Teresa D'Ávila - doutora e grande mística da igreja - ele deveria ser ainda o protetor de todos os monges e freiras, devido ao seu belo exemplo de vida. Nada mais justo para o homem santo, que amou a Deus como se fosse seu próprio filho.
O dia de São José, tem natureza agrária e, no Nordeste do Brasil, estão intimamente ligadas à colheita do milho, plantado em 19 de março, sendo o Santo o anfitrião dos festejos juninos.
Sendo responsável pela benção do plantio do milho, São José aparece como a primeira presença religiosa do ciclo: é o protetor dos lares, das famílias e da agricultura. Na cultura popular, se chove no dia de São José, o inverno é certo.
De domínio público, são conhecidos no nordeste brasileiro, versos e canções em homenagem ao santo comemorado no início do plantio.

Kama Sutra da Satiagraha.

Na última semana, analisei trechos do material encontrado no computador de Protógenes Queiroz e encaminhado à CPI dos Grampos. Um documento, em particular, tem de ser mais debatido: o relatório no qual os agentes engajados pela PF comentam, com linguagem rasteira, os boatos sobre os relacionamentos amorosos de Dilma Rousseff. Numa homenagem a Protógenes Queiroz, que sempre manifestou um interesse especial pela cultura indiana, chamei esse relatório de Kama Sutra da Satiagraha.
O Kama Sutra da Satiagraha tem como protagonistas Dilma Rousseff e outros dois nomes: o primeiro, como mencionei em minha coluna, é Valter Cardeal, diretor da Eletrobras. Em 2007, depois de ter sido nomeado presidente da empresa, ele foi grampeado pela PF e denunciado por envolvimento com o esquema de propinas da empreiteira Gautama. O segundo nome eu prefiro manter em respeitoso sigilo porque ele, Silas Rondeau - Epa! -, nunca precisou da ministra para fazer carreira, já que é visceralmente ligado ao grupo de José Sarney. O que importa, em seu caso, é o seguinte: na Operação Navalha, ele também foi acusado pela PF de envolvimento com o esquema de propinas da Gautama.
Na primeira reportagem de VEJA sobre o conteúdo do computador de Protógenes Queiroz foi reproduzida uma passagem escandalosa que, estupidamente, acabou sendo ignorada na cobertura da imprensa. Ela diz: "Para cada tonelada de álcool, é pago US$ 1,5 para o Silas. O Zeca é dono da Dilma. Na estatal, ganham Sarney, Romero Jucá, Renan e Barbalho". Interpretando: Silas só pode ser Silas Rondeau. Quem é que lhe paga um dólar e meio? Alguém já perguntou a Protógenes Queiroz? O que significa aquela frase sobre Zeca, ou Zeca Diabo, ou José Dirceu, ser dono da Dilma? Que estatal é essa que gratifica José Sarney, Romero Jucá, Renan Calheiros e Jader Barbalho? Na CPI dos Grampos, Protógenes Queiroz tem de ser esmagado contra a parede até responder essas perguntas.
Quando VEJA publicou sua reportagem, Protógenes Queiroz alegou que, em seu computador, havia apenas fragmentos da Satiagraha. Mentira. Os trechos envolvendo Dilma Rousseff, Valter Cardeal, Silas Rondeau e todos os outros referem-se claramente ao setor de energia. A suspeita é que a PF tenha um aparato de espionagem que passa dados sigilosos de um inquérito para o outro, sem o menor controle da autoridade judiciária. Dessa maneira, o conteúdo de um grampo realizado para a Operação Navalha pode ser repassado clandestinamente para a Operação Boi Barrica ou para a Operação Satiagraha. Os delegados que fazem parte desse aparato tornam-se proprietários de notícias valiosas, que podem ser usadas contra quem lhes interessa. Por isso as operações da PF fazem tanto barulho, mas raramente resultam em condenações. O que interessa, no caso, é a posse da informação, e não a informação em si. O perigo é um só: que a informação se transforme em matéria-prima para achaques.
À primeira vista, o Kama Sutra da Satiagraha é somente uma bizarrice repugnante. Mas ele pode ajudar a esclarecer como alguns agentes da PF garantiram a impunidade a um bocado de gente associada ao governo. Basta descobrir o que Protógenes Queiroz pretendia obter com aquele "dólar e meio pago para o Silas".

Vídeo da semana: Dirty Dance

video

Toffoli, o homem das "armações".

Se José Antonio Toffoli ganhará uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), só o tempo dirá. Enquanto isso, ele se contenta com o cargo de advogado-geral da União e com a reputação de um dos homens mais estilosos da República.
Todos os dias de manhã, ele escolhe com cautela os argumentos jurídicos para sustentar na frente dos ministros, a gravata e os óculos de grau que formarão o conjunto. Ele diz que são 25 óculos no total. Há quem diga que o número chega a 37.
Nos dias de embate, em que precisa subir na tribuna do STF para defender as posições do governo, Toffoli opta pela armação lilás com detalhes em metal da marca Armani e uma gravata rosa ou vermelha.
- As cores dizem muito: o vermelho e o roxo representam a tensão. O azul é aproximação - explicou.
Nos dias em que ele apenas assiste ao julgamento as cores são mais sóbrias. Hoje, por exemplo, no julgamento da reserva Raposa Serra do Sol, ele escolheu uma armação com detalhes em dourado e haste grossa marrom com alto relevo. Que combina com o terno escuro e a gravata de listras horizontais em tons de bege.
Fora do trabalho, o advogado é mais ousado. Confessou até que alguns modelos são impossíveis de usar nos tribunais.
Em um jantar em dezembro do ano passado, por exemplo, ele combinou a armação preta com haste grossa e quadriculada em preto e branco com um suéter preto de gola alta e o jeans casual.
- Tenho que usar óculos mesmo, então gosto de variar - defendeu-se. E Toffoli não gosta de usar lentes, já que tem quatro graus de miopia no olho direito e oito no esquerdo. – O meu esquerdo é meio capenga - confessou.
Ele saiu para almoçar no último fim de semana e aproveitou para usar um “óculos extravagante”, como ele mesmo definiu. Era azul e brilhante.

A volta do "boêmio"!

Expulso do PT depois do mensalão, o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares apresentou ontem ao Diretório Nacional da legenda seu pedido de refiliação. Em carta ao presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), ele diz que tem coração petista e pede a reconsideração da expulsão, em outubro de 2005, argumentando que já pagou pena maior do que merecia.
Depois de conversar com Berzoini, Delúbio iniciou uma romaria pelos gabinetes dos líderes do PT no Congresso. Do líder na Câmara, Cândido $(SP), recebeu apoio. Petistas ouvidos pelo GLOBO consideraram remota a possibilidade de o partido voltar atrás na expulsão. Nos bastidores, Delúbio pede apoio de dirigentes petistas para se filiar a um partido aliado - o que teria de ocorrer antes de uma eventual recusa de seu pedido pelo PT. Delúbio tem conversas adiantadas com dirigentes do PMDB de Goiás. Seu objetivo é disputar um mandato de deputado federal em 2010, e terá que se filiar a um partido até outubro deste ano. A Berzoini e Vaccarezza, o ex-tesoureiro disse que considera o afastamento do PT uma punição muito pesada.
- Ele quer voltar, e vamos discutir o assunto. Ele assumiu que houve caixa dois no PT, disse que não houve dinheiro público. Assumiu a responsabilidade - afirmou Vaccarezza. Delúbio não quis dar entrevistas.
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

Tião Viana diz que ressarciu Senado dos gastos com celular.

Um dia após assumir publicamente que emprestara um celular do Senado - que não tem limite de gastos - para sua filha usar numa viagem de 15 dias ao México, o senador Tião Viana (PT-AC) informou que pagou ontem a conta, mas não quis revelar o valor da fatura. O diretor-geral da Casa, Alexandre Gazineo, também não informou o valor recebido, alegando que isso representaria uma quebra do sigilo do petista, que chegou a responsabilizou o presidente José Sarney (PMDB-AP) pelo vazamento da denúncia contra ele. De manhã, Viana até ameaçou revidar o suposto ataque, o que só alimentou na Casa boatos de que o arsenal de denúncias contra ele poderia aumentar.
No fim do dia, Viana fez questão de esclarecer alguns desses boatos, como o de que ele teria sido ressarcido pelo Senado por um incêndio ocorrido em seu apartamento funcional.
- Eu estava com minha família no Acre, quando houve um incêndio $destruiu parte do meu apartamento em Brasília. Perguntei ao diretor-geral se o Senado tinha algum seguro. Como a resposta foi negativa, perguntei se teria direito a uma ajuda de custo entre R$ 5 mil e R$ 10 mil para reduzir o prejuízo. O que há de errado nisso? - indagou, sem dar detalhes do que recebeu a título de indenização.
O petista também foi alvo de insinuações de que teria tido altos gastos médicos pagos pelo Senado, mas negou.
Comento: Tião vai negar tudo, sempre, ele faz parte do grupo petista que acha que apenas os outros erram quando cometem, digamos, certos "desvios de conduta".
Alô, alô, Tião!
Do leitor que se assina Zé Mané, no blog do Noblat:
"O limpinho senador Tião Viana se lambrecou todo por causa de um celular? Uma merreca de um celular?
Assim não pode, assim não dá. Esculhambaram a corrupção. Desmoralizaram a bandalha. Apequenaram a instituição. Um celular, senador?
Façavor, essa corrupção tá ficando muito muquirana. Tira das manchetes, põe em nota de rodapé pra gente não passar vergonha por causa de coisa tão mixuruca.
O que as máfias de respeito do mundo, as melhores organizações criminosas do planeta vão pensar de nós?
Fazendo um ganhozinho num reles celular? Vão rebaixar a nossa classificação, vão nos tirar da elite mundial da pilantragem emergente. Vão nos expulsar do grupo dos BRICs - Bandalha Recorrente Indica Competência.
Ô mico, e logo agora que a marolinha está passando, a gente cai pra segunda divisão do campeonato mundial de trambique?
Sabia que um petista ainda haveria de me decepcionar, de reduzir ao nível de um celular a atividade parlamentar.
Ô tristeza!

Tribunal de Justiça de São Paulo, manda Lindemberg à Juri popular.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) recusou ontem (18) um pedido da defesa de Lindemberg Alves de anulação de sentença para levá-lo a júri popular. Com a decisão, por dois votos a um, o TJ-SP encerra as possibilidades de recurso neste tribunal pela defesa de Lindemberg, acusado de manter em cárcere privado e, posteriormente, assassinar a ex-namorada Eloá Pimentel, de 15 anos, no apartamento da garota em Santo André, na Grande São Paulo. De acordo com a assessoria da corte, a previsão é de que o julgamento ocorra até janeiro de 2010.Essa é a segunda decisão do TJ-SP sobre o caso nesta semana. O desembargador Pedro Menin, da 16ª Câmara de Direito Criminal, suspendeu ontem pedido de habeas-corpus da defesa de Lindemberg, de 22 anos. No documento, a defesa alegou que o jovem teve sua defesa cerceada quando foram indeferidos os testemunhos de dois policiais que participaram da invasão do apartamento. A suspensão deu prosseguimento ao caso, que estava parado desde janeiro.

Senado: Gastança e muito luxo.

Quando chegar ao Senado nos próximos dias, a Fundação Getúlio Vargas vai descobrir que a Casa tem uma frota de 165 veículos, dezenas de diretores sem uma função determinada, e gastos milionários com telefonia, despesas médicas, passagem aérea, consultoria, combustíveis, além de uma bilionária folha de pagamento. Vai se deparar, por exemplo, com um número guardado até hoje sob sigilo: 1,8 mil funcionários terceirizados.
Cerca de R$ 200 mil, por exemplo, foram depositados no ano passado nas contas dos buffets mais caros da cidade. No período, a Casa despejou R$ 369 mil de dinheiro público com “festividades e homenagens”, quase o dobro do ano anterior. O Senado guarda a sete chaves, sob o discurso do sigilo pessoal, as despesas médicas de senadores, familiares e servidores. Os valores chamam atenção. Somente em 2008, R$ 60 milhões caíram na conta de hospitais privados e clínicas famosas de Brasília e São Paulo.
A pedido do Correio, o site Contas Abertas levantou as despesas do Senado nos últimos dois anos, incluindo não só folha de pagamento, mas também custeio e investimento. As diárias de viagens ao exterior de servidores e parlamentares também quase dobraram: saltaram de R$ 481 mil em 2007 para R$ 700 mil no ano passado. A polêmica das passagens aéreas a amigos envolvendo a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA) trouxe à tona esse tipo de despesa. Em dois anos, R$ 40 milhões foram liberados para a agência de turismo responsável pelas viagens dos gabinetes dos senadores.
A garagem do Senado é famosa pelo brilho dos carros luxuosos expostos no local. A reportagem teve acesso à frota completa da Casa, relação que provavelmente deve cair nas mãos dos auditores da FGV. São 165 veículos no total, sendo 88 usado pelos senadores. O restante pertence à estrutura administrativa e boa parte, luxuosas camionetes e picapes 4 x 4, é usada pela polícia legislativa, diretores e servidores influentes, alguns inclusive com motoristas de empresas terceirizadas. São carros comprados entre 2005 e 2008, mais novos do que os dos próprios senadores, adquiridos em 2003. Comparando com a tabela Fipe, a frota do Senado beira os R$ 6 milhões. Os dados mostram que R$ 2 milhões saíram dos cofres do Senado para encher os tanques desses veículos em 2008.
http://www.correioweb.com.br/

Omissão aqui, doação pra lá.

Parece brincadeira, mas não é: O governo brasileiro está transportando para a Bolívia, nas asas da FAB, dez toneladas do praguicida Temefós, para combater o mosquito da dengue no país do companheiro Evo Morales.
Já para a Bahia infestada...

Uruguai, aprova eutanásia.

O Parlamento Uruguaio aprovou ontem (18) um projeto de lei que autoriza pacientes terminais a optarem por interromper o tratamento, o que foi definido no país como "direito à eutanásia". De acordo com o projeto, a opção por “interromper tratamentos que prolongam a vida” pode ser do próprio paciente ou de seus familiares. Para que o tratamento médico seja suspenso, o paciente, familiares e testemunhas deverão assinar um documento, autorizando e reconhecendo no cartório tal iniciativa. A definição "doente terminal" deverá ser do médico que cuida do paciente e ratificada por outro especialista. A proposta foi aprovada em dezembro passado no Senado e agora depende da aprovação ou veto do presidente do país, Tabaré Vázquez.
As informações são da BBC Brasil.

Projeto de Clodovil é aprovado no Senado.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou ontem (18), por unanimidade, o projeto do deputado Clodovil Hernandes (PR-SP), que autoriza o enteado ou a enteada a adotar o nome de família do padrasto ou da madrasta. Pela proposta, o enteado ou a enteada poderá requerer ao juiz que autorize, no registro de nascimento, o nome de família de seu padrasto ou de sua madrasta, desde que com a concordância expressa das partes. Na justificativa, Clodovil argumentou que, muitas vezes, a relação entre o enteado e seu padrasto “é tão profunda quanto à de pai e filho”. Clodovil morreu ontem (17) vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). O deputado esteve presente à comissão, na semana passada, para acompanhar a votação de seu projeto. A proposta precisa ser aprovada pelo plenário do Senado antes de ir à sanção do presidente Lula.

Senado ‘emprestou’ quatorze apartamentos.

Agindo às sombras e em detrimento à probidade administrativa e respeito ao bem público, a direção do senado da República permite a ocupação irregular de imóveis funcionais no Senado Federal, benesse que não se limita apenas a seus dirigentes.
Pelo menos quatorze apartamentos funcionais de uso privativo dos senadores estão cedidos a ministros de outros poderes e magistrados.
Os apartamentos de duas salas e quatro quartos com suíte, estão localizados na quadra 309 Sul, em Brasília. São cinco no bloco ‘C’, dois no bloco ‘D’ e mais sete no bloco ‘G’.
No Senado, ontem, nenhum diretor quis defender o empréstimo dos apartamentos funcionais a pessoas estranhas à Casa.

Satiagraha: juiz nega quebra de sigilo.

Como já era esperado, depois de usar e abusar dos holofotes, o juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, negou hoje (18) o pedido da CPI das Escutas Telefônicas da Câmara dos Deputados para ter acesso aos dados relativos à Operação Satiagraha, da Polícia Federal. De acordo com De Sanctis, o novo pedido não acrescenta nenhum “dado importante que justificasse o levantamento” do sigilo legal impostos às interceptações telefônicas realizadas durante as investigações. O processo refere-se a supostos crimes financeiros envolvendo o sócio-fundador do banco Opportunity, Daniel Dantas. Para o vice-presidente da comissão, deputado Laerte Bessa (PMDB-DF), com a decisão, o juiz “dificulta os trabalhos da CPI e vira as costas à nação”.
Evidentemente, acho eu, que doravante todos os envolvidos, ou pólos passivos e ativos da relação jurídica, deverão desencadear um verdadeiro festival de negativas de autoria. Este, sem dúvida, é dos inquéritos mais polêmicos e tecnicamente falhos que já vi na história do DPF.
O país tem de lamentar a decisão do juiz Fausto de Sanctis. O sigilo hoje serve apenas à teia verdadeiramente criminosa que se formou em torno dessa operação, com sua indústria de boatos e vazamentos seletivos. Fausto De Sanctis poderia ter posto um fim nessa folia. Mas preferiu manter a situação como está. E isso significa que criminosos continuarão no seu papel de pistoleiros da honra alheia.O juiz lê jornais e visita a Internet. Certamente não ignora as barbaridades que estão por aí.
Diga aí, senhor juiz: quem poderia sair perdendo com o fim do sigilo? Ora, quem está lucrando com ele, não é mesmo?

Marolinha no Japão.

Sony congelará salário de funcionários por um ano.Empresa oferecia reajuste por merecimento.Sony também irá reduzir ganhos de seus diretores.
A fabricante japonesa de produtos de eletrônica Sony decidiu nesta auinta-feira (19), pela primeira vez, congelar o salário de seus empregados fixos durante o ano fiscal 2009, que começa no próximo mês, conforme noticia o diário econômico local "Nikkei".
A medida é uma tentativa da empresa de enfrentar seus resultados do ano fiscal de 2008, que devem indicar as maiores perdas anuais da história da Sony.
Ao contrário de outras companhias japonesas, a Sony não aumenta o salário de seus empregados de maneira automática a cada ano de acordo com o tempo de seu funcionário na empresa.
A gigante da eletrônica japonesa determina a cada outono, no começo do ano fiscal, o aumento que cada empregado merece, de acordo com suas funções.
No ano fiscal 2009, a Sony não aplicará aumento salarial e manterá seus empregados com os mesmo ganhos mensais, que atualmente estão, em média, em 381.584 ienes (US$ 3.975).
A companhia anunciou também que cortará o salário de seus empregados com postos médios entre 10% e 20%, a partir de abril, e que aplicará grandes reduções sobre os ganhos de seus diretores.

Clodovil no além.

Charge de Gabriel-O Globo

Habeas corpus para Dado Dolabella.

A desembargadora Giselda Leitão concedeu habeas corpus pedido pelo advogado Michel Assef Filho em nome do ator Dado Dolabella, que está deixando a prisão, na sede da Polinter, na Pavuna.
O advogado Michel Assef Filho, que assiste Dado Dolabella, sai em defesa de seu cliente, com a seguinte pétala jurídica:
- Ele não é bandido.
Pode ser, doutor. Mas antes, por favor, defina bandido.

Collor admite que bloqueio da poupança foi um erro.

Nas respostas que deu aos repórteres que o entrevistou no Programa que foi ao ar na TV Brasil, nesta quarta feira (18), o senador Fernando Collor (PTB-AL) reconheceu ter incorrido em erros na época em que foi presidente da República.
Incluiu no rol de equívocos o bloqueio das cadernetas de popupança decretado pelo Plano Collor.
E declarou:
“Naquela época, querendo fazer os ajustes de forma rápida, equivoquei-me”. Se tivesse a oportunidade de voltar no tempo...
“...Certamente eu não teria adotado um programa econômico que causasse tanto desassossego...”
“...Se tivesse outra chance, não teria bloqueado a poupança de pessoas físicas e jurídicas”.
Na seara política, Collor disse que não teria arrostado o impeachment se tivesse um apoio sólido no Congresso.
E mencionou outro erro:
“A falta de diálogo com a classe política e com [políticos e empresários de] São Paulo".
"A CPMI [Comissão Parlamentar Mista de Inquérito] não teria prosperado caso houvesse base de sustentação no Legislativo”.
A julgar pelos escândalos que se seguiram no mundo político brasileiro, todos convertidos em fumaça, o ex-presidente parece ter alguma razão.
Vesgastado pelo petismo no passado, Collor revela-se agora um aliado de Lula. E arremata:
“O momento é de o Brasil ter a união de todos para avançar nos próximos dois anos...”
“...Sou entusiasta do PAC, aliado do presidente Lula e faço parte de sua base de sustentação”.

TRT mantém cortes da Embraer e eleva indenização.

O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª região, sediado em Campinas (SP), manteve as mais de 4.200 demissões feitas pela Embraer.
Prevaleceu a lógica. Dói, mas não há no ordenamento jurídico do país lei que impeça uma empresa privada de mandar trabalhadores ao meio-fio.
Em benefício dos demitidos, o TRT impôs à Embraer um reforço das indenizações.
A empresa terá de pagar mais dois avisos prévios até o teto de R$ 7 mil por cabeça.
A Justiça também determinou que sejam mantidos por um ano os convênios médicos dos demitidos e de seus dependentes por um ano.
Autor da ação que levou arrastou a Embraer aos escaninhos do TRT, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos disse que recorrerá ao TST.
Insiste na anulação das demissões. Quanto à Embraer, disse que aguardará a publicação do acórdão do TRT para decidir o que fazer.
Em Brasília, o ministro Carlos Lupi (Trabalho) veio à boca do palco para anunciar uma boa nova.
Depois de passar três meses no vermelho, o cadastro de empregos do governo anotou um saldo positivo de 9.179 vagas no mês de fevereiro.
Significa dizer que o número de contratados (1,233 milhão) foi maior do que o de demitidos (1,224). Não é muito. Mas é alguma coisa.
Num otimismo que os números ainda não autorizam, Lupi voltou a manusear sua bola de cristal:
"A minha expectativa é que março será o mês da virada. O saldo negativo dos últimos três meses não se repetiu em fevereiro. E eu acredito que...”
“...A reação do mercado, a diminuição das demissões e o aumento do salário-mínimo serão determinantes para que a geração de empregos se recupere mais ainda no próximo mês...”
“...Eu continuarei sendo um otimista, confiando na economia do Brasil. O nosso país está sendo um dos primeiros a mostrar que saiu da crise".
Saiu da crise? Então, tá!