sábado, 31 de janeiro de 2009

Médicos dão consulta por videoconferência na Amazônia

Exame do paciente é feito pela internet. Tecnologia beneficia cidades isoladas.

Uma nova tecnologia pode aliviar as dores de quem precisa de atendimento médico e não encontra especialistas nas cidades remotas da Amazônia. Ainda em fase de testes, um projeto lançado pelo Governo Federal coloca em contato doutores e pacientes por meio de uma câmera e um computador. O município de São Gabriel da Cachoeira (AM), que fica na fronteira noroeste do Brasil, é um dos locais que sofre com o problema da falta de médicos especializados. Com 40 mil habitantes, a cidade fica a 1400 quilômetros de Manaus, e é uma das mais isoladas da região. “Vários esforços foram feitos no sentido de atrair esses profissionais, mas ainda não conseguimos”, desabafa o Major João Couto, diretor do hospital da cidade. Um dos testes com o novo equipamento foi realizado lá. O paciente era Francisco, sargento do exército que apresentava manchas na pele e ainda não sabia qual era o seu problema. Usando Internet via satélite, ele foi examinado por uma dermatologista de Manaus, que verificou os sintomas usando as imagens transmitidas e obteve o diagnóstico: leishmaniose. A telemedicina, como é chamada a consulta feita à distância, é uma das possibilidades abertas pelo Gesac, programa de inclusão digital do Governo Federal que tem instalado pontos de comunicação via internet em locais distantes. No ano passado, já foram realizados quase 1200 exames usando a nova tecnologia. Em São Gabriel da Cachoeira, onde o equipamento portátil está em fase de testes, 32 pessoas foram atendidas à distância por especialistas. Até o final do ano, estima-se que o programa esteja instalado em 12 mil localidades de todo o país.

Foguete palestino atinge sul de Israel

Um foguete disparado a partir da Faixa de Gaza atingiu neste sábado o sul de Israel, explodindo perto da cidade de Ashkelon, segundo informou o Exército israelense.

O foguete teria caído em uma área descampada, sem provocar vítimas. Vários disparos de foguetes já foram feitos contra Israel a partir de Gaza nas últimas duas semanas, apesar do cessar-fogo declarado por Israel e pelo grupo Hamas, que controla politicamente a região, no dia 18 de janeiro.
Israel realizou uma ofensiva militar de três semanas contra a Faixa de Gaza com o intuito de interromper o lançamento de foguetes por militantes palestinos contra seu território. Cerca de 1.300 palestinos, em grande parte civis, e dez soldados israelenses foram mortos nas três semanas da ofensiva em Gaza. Além disso, outros três civis israelenses foram mortos em conseqüência dos ataques com foguetes palestinos.
Violações
O cessar-fogo, declarado independentemente por cada lado, tem sido violado diversas vezes.
Na terça-feira, um soldado israelense foi morto em um ataque a bomba na fronteira com Gaza.
Israel respondeu com ataques aéreos e uma breve incursão com soldados e tanques no território.

Sarney reclama a Dilma de interferência do Planalto

O senador José Sarney (PMDB-AP), um dos candidatos à presidência do Senado, se queixou com a ministra Dilma Roussef (Casa Civil) sobre a movimentação de votos da bancada do PSDB para apoiar o nome de Tião Viana (PT) na disputa. A informação é do blog do Josias de Souza.
Embora o próprio candidato tenha dito nesta tarde que descarta traições, Sarney detectou sinais de que Bernardo Carvalho, chefe da Casa Civil, estaria se esforçando para angariar votos para Viana.
Segundo o jornalista, a queixa foi feita por intermédio de um telefonema feito por Sarney na noite de ontem. A ministra, por sua vez, levou o caso adiante.
Leia mais em:http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/

10 anos de Chávez no poder

No dia 2 de Fevereiro, o presidente venezuelano Hugo Chávez vai completar dez anos no poder. Ele vem sendo acusado pela oposição de querer permanecer à frente do país, promovendo alterações na Constituição que permitam a reeleição ilimitada do presidente.Chávez causou polêmica ao redor do mundo ao chamar o ex-presidente americano George W. Bush de “diabo”, e afirma ter proclamado a “revolução socialista do século 21”. Ele é considerado por muitos o herdeiro político do líder cubano Fidel Castro.Na Venezuela, ele continua com a popularidade alta, graças a suas “missões” sociais financiadas com dinheiro do petróleo, que levaram saúde e educação básicas à população pobre.Chávez também liderou esforços em prol da reforma agrária em um país onde uma minoria rica controla a maior parte das terras cultiváveis.Mas a oposição acusa seu governo de ser ineficiente, de criar laços perigosos com o Irã e o Hezbollah no Líbano, e de ter fracassado no combate ao crime. O número de assassinatos no país pulou de 6 mil em 1999 para 13 mil em 2007, de acordo com números oficiais, transformando Caracas em uma das cidades mais perigosas do mundo.Além disso, a organização Transparência Internacional continua colocando a Venezuela como uma das nações mais corruptas do mundo e há dúvidas de que Chávez consiga manter seus programas sociais com a queda dos preços do petróleo.O que você acha do presidente venezuelano? Você acredita que Chávez é um líder que está levando o progresso a seu país ou ele é um demagogo que precisa deixar o poder?

Tom Cruise, no Basil, faz passeio turístico.

Acompanhado da mulher e da filha, ele foi conhecer a cidade. Ator acenou para os fãs e fotógrafos, ao sair do hotel.

O ator Tom Cruise deixou o hotel Copacabana Palace, na Zona Sul do Rio, onde está hospedado com a família, no fim da tarde deste sábado (31). Com a mulher, a também atriz Katie Holmes, e a filha Suri Cruise, ele foi conhecer pontos turísticos da cidade.
Antes de entrar no carro o astro internacional acenou para fãs e fotógrafos.
Tom Cruise veio ao Brasil para o lançamento do filme “Operação Valquíria”, na próxima terça-feira (3). Ele receberá a imprensa para uma entrevista coletiva e à noite, fará uma pré-estreia no Cine Odeon. O longa, no entanto, só chega às telas brasileiras no dia 13.
Durante todo o dia, fãs, curiosos e turistas ficaram esperando em frente ao hotel Copacabana Palace, na Zona Sul do Rio, para ver Tom Cruise e a família.

Casal do Titanic, juntos mais uma vez no cinema.

Mais de uma década depois de 'Titanic', Winslet e DiCaprio voltam aos cinemas como par romântico e uma química ainda maior. Só que desta vez, não é a morte que separa os dois, mas a vida.
Na trama, que se passa nos anos 1950, Winslet e DiCaprio vivem April e Frank, dois jovens que se conhecem em uma festa, se apaixonam e se casam. Tudo parece perfeito: eles têm uma bela casa, um lindo jardim, dois filhos, um emprego estável para ele e os afazeres de casa para ela. O problema é que o tédio do casamento corrói suas fantasias e os leva a desejar algo além.
Dirigido com elegância por Sam Mendes, vencedor do Oscar por 'Beleza americana', o filme traz o mesmo olhar ácido sobre aqueles que vivem sob as regras do 'sonho americano'. Só que a crueldade de 'Foi apenas um sonho' faz o longa anterior parecer uma comédia bobinha. Portanto, prepare-se para um soco no estômago, cinematográfico, é claro.
Leia mais sobre cinema em: http://g1.globo.com/

Japão anuncia ajuda de US$ 17 bi a países asiáticos

O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, disse neste sábado que seu país está disposto a oferecer um pacote de 1,5 trilhão de ienes (cerca de US$ 17 bilhões, ou R$ 39 bilhões) para ajudar os países asiáticos a combater os efeitos da crise econômica mundial.

Durante pronunciamento no Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, na Suíça, Aso disse que o Japão está pronto para oferecer uma ajuda de "pelo menos 1,5 trilhão de ienes, ou cerca de US$ 17 bilhões no total".
O montante previsto será gasto em um período de três anos em projetos de infra-estrutura e na promoção do comércio, com o objetivo de estimular o crescimento regional.
"Será necessário fortalecer a cooperação regional em direção ao fortalecimento do potencial de crescimento asiático e da expansão da demanda doméstica", disse Aso.
Em seu pronunciamento, o líder japonês também pediu aos países ricos que ajudem as nações menores e alertou contra os perigos do protecionismo.
"Vamos lutar contra qualquer tipo de protecionismo", afirmou Aso.
Os bancos asiáticos têm resistido à crise financeira melhor do que seus equivalentes na Europa ou nos Estados Unidos.
No entanto, as economias da região fortemente dependentes de exportações foram afetadas pela redução da demanda mundial.

Obama, realista, crê que recuperação demandará anos

O presidente dos EUA, Barack Obama, antecipou neste sábado que deve lançar um novo plano para estimular a concessão de crédito no país. E voltou a reforçar que não espera uma solução de curto prazo para a pior crise econômica em mais de 70 anos. "Os americanos sabem que a nossa recuperação econômica levará anos, e não meses", disse ele, em seu segundo programa semanal de rádio, a frente da Casa Branca.
Obama também pressionou novamente o Senado a aprovar o pacote de US$ 819 bilhões já liberado pela Câmara dos Representantes (Deputados). Nesta Casa, o programa passou sem quaisquer votos dos legisladores republicanos. Entre os senadores, também se espera resistência igual, pois vários partidários já criticaram vários itens do plano proposto do Casa Branca.
"Os riscos estão em um nível tão alto que nós não podemos nos permitir mais os velhos confrontos e posturas partidárias em Washington. É a hora de ir numa direção diferente", afirmou ele.
O presidente americano também prometeu que o secretário do Tesouro, Timothy Geithner, está preparando uma "nova estratégia" para reviver o fluxo de crédito e reduzir os custos dos créditos imobiliários.
"Logo meu secretário do Tesouro, Tim Geithner, vai anunciar uma nova estratégia para reviver nosso sistema financeiro, que vai estimular o fluxo de crédito para empresas e famílias. Nós ajudaremos a baixar os custos das hipotecas e ampliar os empréstimos para as pequenas empresas, de modo que possam criar empregos". afirmou.

Venda do anticoncepcional Nociclin é proibida em SP

São Paulo - A Secretaria de Estado da Saúde proibiu por 90 dias a venda de cinco lotes do anticoncepcional Nociclin, do laboratório EMS, nas farmácias de São Paulo. Análise do Instituto Adolfo Lutz em 3,4 milhões de pílulas indicou que o remédio pode falhar. O Nociclin é vendido em todo o País, inclusive no programa federal Farmácia Popular.
A fabricante EMS também produz o Contracep, interditado de novembro de 2007 ao fim de 2008 por ineficácia. Na época, sete usuárias engravidaram. O laboratório informa que cumprirá as determinações, mas que os lotes interditados do Nociclin “não foram comercializados no varejo, sendo seu único destino o Ministério da Saúde”.
O ministério enviou cinco lotes do Nociclin para programas de planejamento familiar de municípios paulistas com menos de 500 mil habitantes. Antes da entrega, testes foram feitos e os problemas detectados. O governo federal repassou 20 milhões de unidades para Fortaleza, Teresina, Belém, Recife, Boa Vista, Feira de Santana, Juiz de Fora, Osasco e Amapá, mas, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nenhuma outra vigilância sanitária notificou irregularidades.

A opinião que falta

Luciano Pires

A extradição de Cesare Battisti transformou-se em mais uma daquelas comédias macunaímicas tão brasileiras. Para quem não acompanhou, um resumo.
Cesare Battisti é um italiano que durante os anos setenta participou de um grupo de esquerda (Proletários Armados pelo Comunismo) praticandoatos terroristas na Itália. Cesare foi preso, mas escapou da cadeia e foi para a França onde durante alguns anos recebeu refúgio de FrançoisMitterrand, presidente de orientação socialista que protegeu ativistas de esquerda em território francês. Na Itália - mesmo sem sua presença- foi julgado e condenado a prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas. Quando o regime francês mudou, Cesare fugiu para o Brasil.Em 2007 foi preso no Rio de Janeiro. A Itália pediu sua extradição e nosso Comitê Nacional para os Refugiados rejeitou por três votos a doiso pedido de refúgio político do italiano, que recorreu ao Ministro da Justiça Tarso Genro. Tarso concedeu-lhe refúgio dizendo que estudou ocaso e viu vestígios de perseguição política. A Itália ficou indignada e chamou de volta seu embaixador, caracterizando uma crisediplomática. O caso será examinado pelo Supremo Tribunal Federal que ratificará ou não a decisão do ministro.
Em meio ao tiroteio, toneladas de informações - acusando ou defendendo o italiano - circulam pela internet tornando praticamente impossívelestabelecer uma idéia clara do caso. Foram ouvidos amigos, inimigos, intelectuais, políticos, testemunhas e centenas de pessoas. E não sechega a uma conclusão.
Afinal, o Brasil deve extraditar Battisti ou não?
Sugiro que sejam ouvidas as opiniões de alguns italianos que conhecem bem o caso: um policial chamado Andrea Campagna, um joalheiro chamadoPierluigi Torregiani, um comerciante chamado Lino Sabbadin e Antonio Santoro, um agente penitenciário. Que seja perguntado a eles se umassassinato por motivações políticas deve ser tratado de forma diferente de um assassinato comum. Aposto que eles seriam unânimes em dizerque sob seu ponto de vista não faz nenhuma diferença a motivação para o assassinato.
De todas as opiniões, as desses quatro são as mais importantes. São as opiniões que faltam. Os juristas enrolam-se nos meandros das leis, ospolíticos em interesses de poder, os intelectuais em confusões ideológicas, os jornalistas na ignorância e sede pela audiência. Mas essesquatro italianos usariam um recurso que só eles têm: a experiência própria.
Andrea, Pierluigi, Lino e Santoro são os quatro que Battisti matou ou mandou matar. Para quem está enterrado - assim como para seusfamiliares - não faz diferença a motivação. A vida foi tirada, acabou, não tem volta.
Podemos argumentar sobre crimes políticos ou comuns que nos privam de objetos, bens, oportunidades ou direitos. Podemos argumentar sobrecrimes que nos atacam a honra e a dignidade. Mas crimes que privam a vida - exceto em casos de legítima defesa - não permitem argumentação.São assassinatos, a maior indignidade que se pode cometer contra um ser humano.
Crimes políticos devem ser tratados de forma diferente dos crimes comuns, sim senhor.
Mas só até o primeiro cadáver.
Luciano Pires:www.lucianopires.com.br

Reflexões de "Thandra Morena"

Namorar, paquerar ou ficar sózinha(o)?
Hoje em dia é raro encontramos alguém muito maravilhoso, que compartilhe conosco momentos de amor, emoção, alegria..enfim, que esteja do nosso lado, nos dando aquela companhia agradável..
Namorar...nossss como é bom, mas muitos dizem ..."a tem que ser com a pessoa certa." Oras mas que pessoa certa é essa hein? Será que há alguém perfeito???? Não, não, penso que há homens ou mulheres que sabem tranformar pequenos momentos em grandes momentos de emoção, de satisfação, de amor, de companheirismo, de energia, de paixão...
Paquerar, ooooo coisa gostosa, isso nos fascina e muito hein! Em qualquer lugar que estejamos, com qualquer pessoa que estivermos, se aparece aquele rapaz, aquela moça, já nos dá aquela sensação gostosa, algo por dentro nos deixa inquieto, tudo para despertar a atenção do outro...
Ficar sozinha(o)..iiii...será que é bom? Enfim...creio que às vezes é necessário sim ficarmos um tempo sozinhos, mas a companhia de alguém é algo tão gostoso, tão aconchegante, que nos anima...
Alguns estudantes preferem ficar sozinhos pra não atrapalharem em seus estudos, outros namoram e nem ligam com isso..e aí: será que namorar pode atrapalhar os estudos???? eisss a pergunta!
Mas o mais importante, temos que ter um gosto, um amor, um tesão por nós mesmos, para depois gostarmos do outro, da outra...poderemos estar só, ou acompanhados, pois se nos amarmos e conheçer nosso íntimo melhor, ahh jamais sentiremos aquele gostinho de solidão!

Uma piada de sogra: Porque hoje é Sábado...

Um sujeito estava no bar e quando olhou para o relógio começou a ficar desesperado ...
Meu Deus já deu meia noite e eu tô aqui ainda !!!
Minha mulher vai me matar por chegar bêbado em casa a uma hora dessas*.
Então o amigo, já experiente no assunto de chegar tarde , deu o seguinte conselho: faz como eu faço com minha patroa; chega de mansinho, tira os sapatos e entra no quarto sem fazer barulho.
Aí vai para debaixo do cobertor e, tirando a parte de baixo do pijama dela, faça carinhos, e tudo o mais. Quando você terminar ela vai estar feliz e cansada, então vai virar pro lado e não vai nem notar o horário e nem falar que você chegou tarde, além de ficar super contente no dia seguinte.
Então o cara foi pra casa... Entrou devagarzinho... Abriu a porta do quarto sem fazer barulho... Se dirigiu à cama e se meteu debaixo do lençol. Subiu o vestido do pijama e mandou ver...
Se atracou com a mulher e deixou ela louca. Ela gemeu baixinho, e de repente adormeceu. Crente do bom trabalho que tinha feito e feliz sabendo que não ia apanhar, foi ao banheiro tomar um banho ...
Quando chegou lá, viu um bilhete pendurado no espelho...
"Querido, não faça barulho, mamãe veio nos visitar e está dormindo em nossa cama! Quando chegar, venha dormir comigo no quarto das crianças!"

O que deseja uma mulher?

A eleição de Barack Obama está mexendo com os Estados Unidos. Não é sempre que aparece por lá um presidente que trepe. O antecessor mais ilustre foi Bill Clinton, não por acaso de novo presente agora neste governo. O tema lhe interessa?
Pois bem, eis que a revista dominical do The New York Times que, diga-se de passagem nunca foi conservadora ou pudica, mas que também não traz de praxe a sexualidade em destaque, vem com essa questão formidável: o que querem as mulheres?
O autor do artigo, Daniel Bergner, segue o roteiro-padrão desse tipo de reportagem, iniciando pela grande bobagem de que "nem Freud poderia imaginar o que se está descobrindo agora sobre a sexualidade feminina". É o gosto norte-americano pelo "update" ou "upgrade" - joga fora o velho. Aí, Bergner faz uma análise sobre o trabalho da psicóloga Meredith Chivers, da Universidade Queen, em Kingston, Ontário, sobre a sexualidade feminina. Chivers tem feito estudos sobre o que excita uma mulher. Em um documentário chamado "Bi the Way", apresentado no festival de cinema de Nova Iorque, ela declara que para as mulheres heterossexuais, olhar para um homem nu caminhando na praia é tão excitante como ver uma paisagem, ou seja, a tesão feminina não é fixa, não é baseada em um padrão genético pré-fixado ou único - são muitas as conclusões de Chivers, mas fui ficando com sono ao longo do artigo. Curioso é que Freud descobriu isso em 1915 em seu magnífico estudo sobre a pulsão. Porém, como a metodologia de Freud não permite "laboratórios", "experimentos", "testes", "macacos", "coelhos" e "rinocerontes" - é uma metodologia que privilegia a escuta de humanos - então, não dá capa de revista. Na reportagem de Bergner, é grande o espaço para os testes de Chivers mostrando filmes de macacos bonobos em atividades sexuais para um público masculino, feminino e homossexual, e depois a "medida" da excitação através de um "aparelho" chamado "plethysmograph" - é impressionante o fascínio da mídia pela psicologia experimental! Mais impressionante é o amor da psicologia experimental pelos bichos - mas isso é tema para outro artigo. Soon!
Enfim, que bom que essa questão seja debatida novamente. Só por isso já valeu a pena a eleição de Barack Obama! O retorno de Monica Lewinsky promete!!

O fórum, em Belém, é uma festa...


Charge de Sponhol, publicado no site do Claudio Humberto:

Fidel, agora, critica Obama e pede devolução de Guantánamo.

O ex-presidente-ditador de Cuba, Fidel Castro, criticou hoje (30) o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e pediu a devolução a Havana da base naval de Guantánamo. Em seu artigo da série “Reflexões”, publicado na ilha comunista, Fidel acusou Obama de ser “soberbo” e de cometer “abuso” pela decisão de fechar a prisão em um ano. O artigo tem o título de “Decifrando o pensamento do novo presidente dos Estados Unidos”. Fidel escreveu que o presidente americano está oferecendo “adoçantes similares” à Rússia, à China, à Europa, à América Latina e ao resto do mundo. Fidel acusou, ainda, Obama de “compartilhar do genocídio contra os palestinos” que, segundo ele, estaria sendo cometido por Israel. Para ele, Obama e o seu vice, Joe Biden, "apoiam de forma decidida a relação entre Estados Unidos e Israel e consideram que o incontrovertível compromisso no Oriente Médio deve ser a segurança de Israel".
O engraçado é que Fidel, há dias atrás, havia tecido elogios e externado esperanças quanto à gestão do novo presidente norte-americano.

França afirma que Battisti é mentiroso.

O conselheiro para assuntos europeus da França, Fabien Reynaud, foi hoje ao Parlamento italiano desmentir o ex-terrorista Cesare Battisti, que disse à revista IstoÉ ter recebido ajuda do serviço secreto francês na fuga ao Brasil. "Não tem qualquer fundamento", garantiu o representante do presidente Nicolas Sarkozy, colocando mais recheio na rocambolesca história de Battisti.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Tarso é ‘ofensivo e vulgar’ diz italiano

O político italiano Giuseppe Moles ( foto ), membro da coalizão governista Povo da Liberdade (PDL), chamou o ministro brasileiro Tarso Genro (Justiça) de "ofensivo e vulgar", após ele ter dito à imprensa que o país europeu ainda está fechado em seus “anos de chumbo”. Genro tem sido alvo de críticas na Itália após ter concedido o status de refugiado político ao terrorista Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por quatro homicídios. O político declarou ainda que Genro deve "pensar no que diz, em vez de dizer o que pensa". Em sua opinião, ninguém tem o direito de “dar lições de liberdade e democracia à Itália, sobretudo o senhor Genro”. Para Moles, o gesto do governo brasileiro demonstra “cumplicidade em relação ao terrorismo”.
As informações são da Agência Ansa.

PSDB dá tiro no próprio pé.

Talvez cansados do desdém do dono do Poder Legislativo - o PMDB - os tucanos resolvem apoiar o candidato petista à presidência do senado. Abaixo, um texto de Reinaldo Azevedo. Ninguém melhor que ele para comentar o fato.

Tucanos recebem elogios de presidente do PT. Falta só uma medalha.

"O PSDB teve uma decisão muito sensata. Eles entenderam o significado político da candidatura de Tião e abandonaram a disputa entre situação e oposição. Foi uma relação republicana e respeitosa".É o presidente do PT, Ricardo Berzoniev, a elogiar o apoio dos tucanos ao petista Tião Viana (PT-AC) na disputa pela presidência do Senado. Sempre que Berzoniev elogia o comportamento republicano de alguém, meu coração de enche de alegria.Se há partido que sabe apreciar o comportamento “republicano” dos outros, esse partido é o PT. E “os outros” sempre são “republicanos” quando concordam com o... PT. Já o modo de o PT ser “republicano” é jamais fazer um acordo que possa ao menos dividir benefícios com adversários. Entrem na Internet para verificar como os petistas são “republicanos” na Assembléia Legislativa de São Paulo, por exemplo. Ou como foram “republicanos” no apoio dado à greve armada de setores da Polícia Civil no estado.Ademais, vamos ser claros, não? Se Berzoini está elogiando o comportamento dos tucanos, isso significa, naturalmente, que o PSDB escolheu o melhor para si mesmo, não é? Sempre que os tucanos tomam uma atitude que fortalece o PSDB, Berzoniev elogia...Ah, sim: posso imaginar a alegria de alguns tucanos com as apologias feitas pelo presidente do PT. Os emplumados não resistem ao charme desses progressistas.
PS: Quem passou a usar o adjetivo “republicano” com esse particular sentido foi Tarso Genro, o dono do cachorro “Faísca”, ou “Iskra”, na linguagem leninista. Eram tempos pós-mensalão, em que ele falava em refundar o PT, cascata em que um monte de gente caiu. Até lá, a briga parecia só com Zé Dirceu... Quando o dono de “Iskra” percebeu o tamanho do problema, passou a chamar de “golpistas” os que criticavam o governo Lula por causa daquela lambança. Faço este PS só para demonstrar que a palavra “republicano”, no petismo, pode significar tudo, inclusive nada.

Deve ser por isso...

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa
Perguntei ao meu amigo, o Visconde de Sabugosa, por que o chefe do Governo Brasileiro agora deu para dizer, muito irritado, que o Brasil é um país Soberano.
- Porque é, ora, pipocas. Você não sabia? O Brasil é Soberano desde 1822!
- Soberano, como, insisti.
- Ora, Soberano como! Você pergunta cada coisa, MH. Cada coisa... Soberano, aquele que detém poder ou autoridade suprema, sem restrição nem neutralização; dominador, poderoso; supremo, absoluto; excelente, magnífico; altivo, arrogante; eficiente, eficaz.
- Você está parecendo um dicionário.
- É que estou justamente repetindo o que diz o Aurélio. Sabe como é, debaixo desta cartola tem uma cabeça que quer aprender e, para tal, nada como um dicionário, o Pai dos Burros. E sabe o que mais? Segundo o Aurélio, Soberano vem da palavra “suverano”, do Latim Vulgar.
- Vulgar !?!?!?
- Ô Minha Nossa Senhora da Achiropita, vulgar de vulgo, povo. Vem do latim falado pelo povo Romano. É italianíssima de origem essa bela e poderosa palavrinha, como é, aliás, a imensa maioria das palavras portuguesas...
- Também gosto muito do Pai dos Burros. Mas o que eu não sabia era que, por ser Soberano, o Brasil podia errar à vontade! Deve ser por isso. É Soberano para errar em progressão geométrica. Errar sem licença de Deus.
- Não é tanto assim...
- Não é tanto assim? Vem cá, Visconde, estão perdendo um tempo enorme com um tal de Battisti, um italiano que matou lá na Itália. Um mequetrefe que queria, na década de 70 do século passado, transformar a Itália numa ditadura, assaltou para encher os cofres de seu grupelho, matou e depois fugiu. Vem fugindo há quase 30 anos. Entrou aqui com passaporte falso, com carimbos da Polícia Federal forjados e recebeu status de refugiado político do Governo Brasileiro! Mentem por ele, envolvem o nome da senhora do presidente francês, dão ouvidos a uma escritora francesa que não está nem aí para a Soberania da Itália, ou do Brasil, isso lá é papel de país Soberano? A mim me parece mais papel de país Vassalo. Vassalo do erro!
- Você ficou zangada, hein? Tudo isso é o sangue “da noi”?
- Não tem nada a ver com sangue, mas tem a ver com respeito por um país que ao fim da II Guerra Mundial, arrasado por uma guerra terrível, destroçado por um governo fascista e miserando, reergueu-se e nunca mais abandonou a via democrática. Um país onde a Imprensa é livre, onde a Justiça funciona perfeitamente, onde o povo tem voz e usa sua voz. A Itália merece nosso respeito e eu me orgulho de minha ascendência, muito mesmo. Gostaria de, um dia, voltar a me orgulhar de meu país, que por enquanto, só amo. O que é muito diferente.
- Diferente?
- Muito. Você sabe que é. Amar, a gente até pode amar incondicionalmente. Sentir orgulho de... é muito diferente. Não é só a novela feia desse italiano, não. Tem muito mais. Você ficou sabendo que neste país de saúde pública perfeita morrem 600 pessoas por dia com sepse? É, sepse, nome novo para doença antiqüíssima, controlada em quase todos os países do mundo, a velha septicemia. Sabia? E sabe por quê? Porque a grande maioria dos médicos não sabe diagnosticar a sepse. Atacada de imediato, não mata. Mas nós estamos perdendo 600 brasileiros por dia com essa doença tenebrosa, que além de matar, faz o doente sofrer muito até seu final.
- Essa é forte.
- Não é? E não vai melhorar. São poucas as cidades onde há hospitais públicos já não digo de qualidade, mas com médicos! Temos uma quantidade imensa de Faculdades de Medicina, mas não temos médicos. Temos uma quantidade inacreditável de farmácias, mas não temos farmacêuticos. Temos cursos de tudo, de Gastronomia à Mecânica Quântica, mas a maioria das crianças sai da escola como entrou, analfabeta. Sabe ler o nome, pichar paredes, somar o ganho do dia, mas não sabe e não quer ler. Têm chances de melhorar?
- Não. Não têm.
-As prisões estão cheias. Li que 49% dos detidos nem foram julgados! É outra coisa que não temos: Defensores Públicos. O salário parece que é aviltante. Outro fenômeno muito brasileiro: bacharéis em Direito tem de sobra. Mas Justiça? Bem, aí já é querer muito... Porém os homens lá em cima estão preocupados é com o italiano: não querem que ele sofra nem uma injustiça. Acham que se ele for devolvido para a Itália, vai ser morto, torturado, sei lá. Ele vai é levar um susto. Não vai nem acreditar. Sair da Papuda para uma prisão como uma que vi perto de San Gimignano, é mesmo para o sujeito ficar extasiado. Ele é capaz de nunca mais querer sair de lá...
- É pena, MH, mas acho que você vai se decepcionar. O Governo Brasileiro não vai voltar atrás.
- Não sei. Segundo você, Soberano tem muitos significados. Por exemplo, tanto pode o Governo Brasileiro escolher ser dominador, poderoso, absoluto, arrogante, como pode escolher ser excelente, magnífico, altivo, eficiente, eficaz. É ou não é?
Ele pode declarar que o Brasil não é Soberano para se meter na Soberania de outros países. Pode se lembrar, inclusive, que a senhora do Presidente Lula, e seus filhos, admiram tanto a Itália que pediram, e obtiveram, a dupla cidadania. Olha, com certeza até mais do que eu, que tenho tanto direito quanto eles e não solicitei o mesmo privilégio. Como disse um jornal de Vicenza: “Si scrive Barbosa, ma si legge Rubinato”.
- É...

Texto extraído do Blog do Noblat:http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

Pagamos um fórum para Lula se esbaldar

O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, não estará presente esta semana no Fórum Econômico Mundial, em Davos, prescindindo assim da oportunidade de se juntar a líderes de empresas e a 41 chefes de Estado. Em vez disso, decidiu juntar-se a mais de 100.000 ativistas de todo o mundo num encontro anticapitalista em Belém, no Estado do Pará.
O governo de Lula está gastando R$ 78 milhões (25,6 milhões de euros) - pagos pelos nossos impostos - para ter no 8º Fórum Social Mundial, grupos provenientes de 59 países. Entre eles conta-se um sindicato dos trabalhadores do sexo da Índia e um grupo de belgas que quer abolir o Banco Mundial, salienta o Jornal de Negócios.O evento teve início no dia 27 de janeiro e termina no mesmo dia da reunião anual de Davos, no domingo. Hoje, Lula debateu a crise financeira global num painel com o presidente venezuelano, Hugo Chávez.“Ele tomou partido”, comentou um empresário que organizou o primeiro Fórum Social Mundial, Oded Grajew. “Lula não quer ir a Davos e ouvir as mesma ideias que levaram o mundo à falência”, acrescentou.
Para os fãs do "eloquente" presidente brasileiro, sua decisão de estar presente neste fórum social é uma “bofetada” para os banqueiros, cuja “mentalidade de cassino” ele cita frequentemente como sendo a causadora de uma crise no capitalismo.
Em 2003, Lula, antigo líder sindicalista, aproveitou a sua primeira presença em Davos como presidente para garantir aos investidores que pretendia não deixar que a dívida do seu país não fosse paga. Ao regressar pela terceira vez a Davos, em 2007, foi elogiado pelo presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, por ter criado “um modelo de globalização com uma face humana”. A oposição à globalização foi um dos temas de fundo do primeiro Fórum Social Mundial, que se realizou em 2001 em Porto Alegre. O Partido dos Trabalhadores, que Lula representa e que ajudou a financiar o evento, tem participado de todas as edições anuais. Este ano, o Fórum Social Mundial está consagrado ao tema “É Possível Outro Mundo”.O “El País” sublinha que os ativistas presentes no Fórum são de todas as esquerdas: as antigas e as modernas. Esquerdas que ainda citam Lenine, mas também esquerdas de novos ecologistas, anarquistas e progressistas. Muitas esquerdas com uma única pergunta: o que fazer ao capitalismo? “Uma novidade: pela primeira vez, nenhuma dessas esquerdas queimou bandeiras norte-americanas, como em edições anteriores deste encontro”, salienta o jornal.

Obama protege a siderurgia. Lula chia...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta sexta-feira, durante a sua primeira entrevista coletiva no Fórum Social Mundial, uma crítica a medida tomada pelo presidente americano Barack Obama, que visa proteger as siderúrgicas norte americanas, proibindo o uso de aço importado.
A cláusula "Compre América", incluída no pacote de estímulo econômico que o presidente americano quer ver aprovado até 16 de fevereiro, proíbe a compra de ferro e aço estrangeiros - como europeus e do Brasil, que é o maior exportador de ferro e um dos maiores exportadores de aço do mundo - para projetos de infraestrutura financiados com recursos do Tesouro Americano. Lula acha que a iniciativa de Obama é um equívoco e afirma que isto só agravará a crise.
Crise? Mas que crise? No próprio Fórum Social, hoje, Lula afirmou, em discurso veemente, que a crise "é deles" ( referindo-se aos americanos ).
O presidente brasileiro continua , ele sim, cometendo equívocos e agindo, sempre, como um falastrão latino.Tem gente que gosta!

Bandido bom é o nosso?

Diante de tantas discussões sobre a concessão de refúgio político ao deliquente Cesare Battisti, a turma na internet lança a campanha em favor do bandido Marcola. Além de brasileiro, marcola assume seus crimes, é inteligente, preparado, leu muitos livros ( falta escrever um para se igualar a Battisti ) e não nos causará aborrecimentos internacionais. Ao contrário, até trouxe alguns benefícios segundo a turma na internet, que afirma que em 3 dias, entre tantas coisas, ele:
- reduziu o transito
- retirou os camelôs das ruas
- reduziu a carga horária de trabalho (sem reduzir o salário)
- aumentou o contingente de policiais nas ruas
- mobilizou os deputados
- aumentou o poder da fé entre as pessoas
- potencializou o ambiente para uma subida do dólar e auxiliou aos exportadores
- permitiu que as famílias jantassem juntas
- tirou as crianças das ruas e os jovens da noite
- fechou os bares e reduziu a taxa de criminalidade
- baixou a taxa de roubos e sequestros
- uniu opositores na briga por um mesmo objetivo
Sem contar que ele assume que é ladrão, não dançou no congresso e nem comemorou com pizza.
Leia mais em:http://www.zebisteca.com.br/979/piadas/politicos/marcola-presidente

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

E-mail de um marido dedicado

Querida,
Está tudo em ordem durante sua ausência. Estou preparando meu próprio almoço. Está dando tudo certo.
Ontem fiz batata frita. Ficou bom. Era preciso descascar a batata?
Fui buscar uns brioches na padaria e quando voltei o esmalte da frigideira tinha soltado e ela estava toda derretida. Inclusive o cabo.. E você que me dizia que o teflon segurava qualquer coisa ...
Quanto tempo precisa pra cozinhar ovos? Já deixei eles fervendo lá duas horas, mas continuam duros que nem pedra. Bom vou aguardar um pouco mais...
Semana passada tive um contratempo cozinhando as ervilhas. Decidi esquentar a lata no microondas e ele explodiu. A lata decolou feito um foguete, atravessou o teto e acertou a filha do seu Freitas, nosso vizinho de cima. Ela foi parar no pronto-socorro. Ainda bem que eles tinham plano de saúde.
Já aconteceu contigo de a louça suja criar mofo? Como é possível isso acontecer em tão pouco tempo? Aliás, atrás da pia tem de tudo que é bicho, daqui a pouco vai dar pra fazer um documentário e vender pro Nacional Geografic.
Durante o último almoço eu emporcalhei o tapete persa com molho de tomate. Você sempre me dizia que mancha de molho de tomate não sai. Bobinha! Com um pouco de querosene não tive problema algum. Saiu tudinho, inclusive a cor do tapete.
A geladeira estava criando muito gelo, então tive que fazer um defrost nela. O gelo sai fácil se você raspa ele com uma espátula de pedreiro! Ficou ótimo, foi fácil e rápido, agora a geladeira não sei porque está aquecendo..
De toda forma, a carne ficou bem passada.
No mais, na última quinta-feira quando sai para o trabalho esqueci de trancar a porta. Alguém deve ter invadido nosso apartamento porque estão faltando alguns objetos de valor, inclusive aquele colar de marfim que seu bisavô trouxe da África. Mas como você sempre diz, o dinheiro não traz felicidade, e tudo que é material é efêmero.
O seu guarda-roupa também está vazio, mas acho que não devem ter levado muita coisa, afinal você sempre diz que nunca tem nada pra vestir.
Beijos mil, com muito carinho, do seu querido Afonso.
PS: Sua mãe deu uma passada aqui pra ver como estavam as coisas. sofreu um infarto. O velório foi ontem à tarde, mas preferi não te contar pra não te aborrecer à toa.
Volte logo, estou com saudades...

Mensagem poética do dia

O forte vento que por aqui passou. Trouxe todas as certezas...Me mostrando tudo o que sou.
Colocando as cartas na mesa.Passou como passa a primavera, trazendo luz e beleza ao jardim.
E que ao partir para outras estações, deixa triste a begônia e o jasmim. O breve vento que por aqui ventou, trouxe teu cheiro e tua lembrança.Desmontou casas e tudo quebrou, mas deixou também a esperança.
Vento forte e feroz que tudo arrasta e traz, em seu rastro quem ficou pra trás, deixando-me ouvir uma vez mais a tua voz. Voz que sibila em meus ouvidos. Que também me faz muito feliz. Passa levando tempos vividos do ontem que me fez infeliz. Quero me agarrar em teus cabelos e, por você, me deixar levar, voar por entre rosas nos canteiros e, suavemente, deixar você me amar.
Remetida por SONIA MARIA DE MELO

A marolinha do Lula - Brasil pode ter crescimento negativo

O Brasil vai acompanhar o resto do mundo num pouso forçado em 2009, com a possibilidade até de ter crescimento negativo, segundo Nouriel Roubini, o prestigiado economista que previu com mais precisão o grande cataclisma financeiro que se abateu sobre a economia global a partir de setembro do ano passado. "O crescimento no Brasil pode ser próximo de zero, pode ser 1%, ou pode até acabar sendo negativo; mas para um país como o Brasil, que tem problemas de pobreza e subdesenvolvimento, qualquer coisa abaixo de 3% já é um pouso forçado", disse Roubini em Davos nesta quarta-feira, 28, de manhã, em conversa com jornalistas, enquanto se preparava para uma maratona de encontro e debates durante o Fórum Econômico Mundial.Ironicamente, quanto pior fica a economia global, mais sobe o cacife de Roubini, que nos encontros anuais do Fórum em anos recentes previu consistentemente que se caminhava para o desastre.
Leia mais em http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/

Artefatos nucleares, em mãos erradas...

Como se já não bastasse o soturno ambiente global, por conta da crise econômica, um respeitado especialista tratou ontem de introduzir mais alarmismo no Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça). Segundo Graham Allison, diretor do Centro Belfer para Assuntos Científicos e Internacionais da Kennedy School of Government, da Universidade de Harvard, "A ordem nuclear global não é mais estável hoje do que era a ordem financeira há um ano ou dois". Como a ordem financeira derreteu - e hoje está mais para desordem -fica implícito, de fato, que artefatos nucleares podem aparecer amanhã ou depois nas mãos de grupos irregulares. Mais que implícito, Allison ousou dizer que, "talvez, no próximo encontro de Davos, o terrorismo tenha feito um ataque com armas biológicas ou de destruição em massa em algum lugar". A frase do especialista surgiu justamente em um debate cujo título era "Crises a serem evitadas a todo custo", o que significa que ele não está seguro de que um atentado com artefato nuclear possa ser de fato evitado. "Nossa capacidade de avaliar riscos sistêmicos é limitada", diz Allison.
Outro acadêmico de Harvard, Daniel Shapiro, diretor da Iniciativa para a Negociação Internacional da universidade, também foi sombrio, ao lembrar que não se cumpriu a expectativa de que o mundo seria um lugar mais seguro, existente quando terminou a Guerra Fria, há 20 anos.

Quando o crime compensa

O ministro da Justiça, Tarso Genro, “bate o pé”, e diz que não reverá a decisão que concedeu refúgio político ao italiano Cesare Battisti e duvida que o Supremo Tribunal Federal (STF) modifique seu despacho, abrindo uma brecha para a extradição do ex-militante de esquerda, condenado à prisão perpétua por atos terroristas. "Se o Supremo mudar essa orientação, será uma anomalia institucional muito grande", afirmou Tarso ao Jornal O Estado de São Paulo.Esta afirmativa nos demonstra que Tarso anda "esquecido" que à decisão do Supremo, pode-se até, demonstrar insatisfação, mas não contestá-las ou caracterizá-las como isto ou aquilo. Afinal, ele não quer que sua decisão seja respeitada? Respeite a do STF, então. Até agora ninguém atribuiu sua decisão - em relação à Battisti - de "anomalia jurídica", embora seja eivada de equívocos jurídicos.
Tarso disse, ainda, que em nenhum momento teve a intenção de ofender o Estado de Direito italiano. "A minha jurisdição sobre esse processo do Battisti está esgotada e não tenho o que revisar", insistiu. "Agora, o Supremo vai decidir quais os efeitos dessa decisão, mas não é o caso de examinar o mérito, e, sim, a constitucionalidade da norma que outorga ao ministro o direito de conceder refúgio e interrompe o processo de extradição."Tarso procura minimizar, a todo custo, o imbróglio em se meteu e baixar a temperatura da crise, seguindo ordem expressa do "companheiro-chefe", o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para não esticar a polêmica. Disse entender a reação da Itália, destacou a amizade entre os dois países e crê na superação do impasse pela via diplomática."Não existe crise entre o Brasil e a Itália nem atos de hostilidade", desconversou. "Acho que esse, realmente, é um caso doloroso para a sociedade italiana. Como a Itália não teve uma lei de anistia ( agora quer legislar na Itália?), essas graves questões, dos anos 70, ainda não estão cicatrizadas."O governo italiano move processo pela extradição de Battisti porque ele foi condenado à prisão perpétua, acusado de quatro homicídios, entre 1978 e 1979. Dirigente do movimento intitulado Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), Battisti fugiu para a França e também viveu no México. Mesmo depois de receber o status de refugiado político concedido por Tarso, no último dia 13, o ex-ativista permaneceu preso em Brasília, pois o STF alegou que vai analisar o caso em fevereiro.
Para quem não tinha mais tantos votos, nem "feitos" a "contabilizar", Tarso conseguiu manter-se na mídia e "arranjar" um fato de repercussão internacional. O "companheiro" ainda quer ficar mais tempo na pauta do jornalismo tupiniquim.

Até que enfim, Genu - do mensalão - é exonerado.

Um dos envolvidos no escândalo do mensalão em 2005, o economista José Cláudio Genu, foi demitido na quarta-feira do Ministério da Agricultura. Ele foi acusado de enriquecimento ilícito, e a demissão foi formalizada pela Controladoria Geral da União. Segundo o órgão, a sindicância comprovou que a evolução patrimonial de Genu foi incompatível com sua renda.
É possível, que para Lula, seja apenas mais um aloprado que "errou" à sua revelia.

Prometeu mas não...cumpriu


Mesmo com grandes perdas, Ford não aceita ajuda do Governo

A fabricante americana de automóveis Ford anunciou as maiores perdas anuais de sua história, mas afirmou que não vai pedir ajuda do governo dos EUA.
A empresa declarou perdas líquidas de US$ 5,9 bilhões no último trimestre de 2008. As perdas somadas do ano chegam à quantia recorde de US$ 14,6 bilhões.
Ao contrário de suas rivais General Motors e Chrysler, a Ford não recorreu aos empréstimos do governo federal.

Blog também é "cultura" !

A etimologia de algumas palavras e expressões:

Calote é diminutivo de cala. Cala (palavra que tem calo como variante) é o talho que se faz numa fruta, ou queijo, para degustação do eventual comprador. Quando a cala é pequena, o que geralmente é o caso, então é um calote.Ocorre que, antigamente, muito comprador abocanhava a porção em oferta e não comprava o produto, o que resultava em prejuízo para o vendedor.O calote, portanto, - antes de algum imbecil inverter o sentido do termo- , quem tomava era o vendedor, não o comprador.
Pode tirar o cavalo da chuva:Quando alguém chegava a cavalo em visita, de duas, uma: ou atrelava a montaria na própria cerca, ou, caso fosse demorar, fazia-o num canto ao abrigo da chuva ou do sol. Ocorria às vezes que o visitante pensava ficar pouco e atrelava o cavalo à cerca, mas a conversa acabava por revelar-se tão proveitosa que o anfitrião a certa altura afirmava: "Pode tirar o cavalo da chuva". Era um convite para ficar.
Carcamano: tem origem no italiano "calca mano". O insulto era dedicado aos comerciantes italianos que, ao pesar o produto, emprestavam impulso extra à balança calcando-lhe a mão.
Maneiro: O adjetivo maneiro em geral expressa atributos positivos. Se alguém é maneiro é porque é hábil, capaz, jeitoso. Se alguma coisa é maneira é porque é cômoda, prática, útil, legal. Ocorre que a palavra vem do latim manuariu, que significa, sim, jeitoso, capaz, ágil com as mãos – mas também, e por isso mesmo, ladrão.
Gato-sopata: Sopata? Não, não há erro de digitação. A expressão teria surgido da derrota imposta aos gatos pelos cachorros quando estes colocam aqueles sob a pata. Um gato sob a pata, ou, sinteticamente, sopata, é um gato maltratado, neutralizado, subjugado. O sapato que o nonsense popular pôs ao lado do gato na expressão se deve ao fato de sapato ser mais familiar e rimar com gato.
•••Adaptado Copiado da coluna de Roberto Pompeu de Toledo, numa edição da revista VEJA de junho de 2002 (!!!). Todas as explicações sobre a origem das palavras e expressões reproduzidas foram tiradas do livro A casa da Mãe Joana, de Reinaldo Pimenta.

Onde comprar o pão de cada dia


Imagine, agora, a Panificadora Pão com Droga.Um pãozinho francês recheado com maconha. Quanto mais o caboclo come o pão, mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome...Um estouro de vendas.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Consulta ao médico terapeuta

Dr. Paulo,
Espero que possa me ajudar.Peguei meu carro e saí­ pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre.Rodei pouco mais de 1km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido.Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, com a filha da vizinha!Eu tenho 32 anos, meu marido 34, e a garota 22. Estamos casados há 10 anos,ele confessou que eles estavam tendo um caso há 6 meses. Eu o amo muito e estou desesperada.Você pode me ajudar?
Antecipadamente grata.
Patrícia
RESPOSTA:
Cara Patrícia,
Quando um carro pára, depois de haver percorrido uma pequena distância,pode ter sido a uma série de fatores.Comece verificando se tem gasolina no tanque.Depois veja se o filtro de gasolina não está entupido.Verifique também se tem algum problema com a injeção eletrônica.Se nada disso resolver o problema, pode ser que a própria bomba de gasolina esteja com defeito, não proporcionando quantidade ou pressão suficiente nos injetores.
Espero ter ajudado.
Dr. Paulo

Eu sabia que conhecia esse cara de algum lugar!...


Piada da Quarta-Feira

O gerente e o negão

O gerente chama o empregado da área de produção, um negão forte, 1,90m de altura, 100kg, recém-admitido, e inicia o diálogo:
- Qual é o seu nome?- Alceu, senhor! Responde o empregado.
- Olhe - diz o gerente - eu não sei em que espelunca você trabalhou antes, mas aqui nós não chamamos as pessoas pelo seu primeiro nome.Isso seria muito familiar e levaria a perda de autoridade. Eu só chamo meus subordinados pelo sobrenome, porque isso sim é saber colocá-los em seu devido lugar. Eu os chamo de Ribeiro, Matos, Souza, Andrade, Teixeira, e assim por diante. E quero que me chame de Sr. Mendonça, entendeu?
- Sim, senhor, entendi!
- Agora - diz o gerente - quero saber, responda, qual é o seu nome???
O empregado responde:
- Meu nome é Alceu Paixão.
- Tá certo..., Alceu. Pode ir agora...

PSDB poderá apoiar a candidatura de José Sarney

Apesar de não ter anunciado oficialmente o apoio da bancada a qualquer candidato à presidência do Senado, o PSDB deve fechar com a candidatura do senador José Sarney (PMDB-AP), segundo o vice-líder tucano Álvaro Dias (PR). Ele chegou a colocar a informação em sua página pessoal na Internet, logo após o término da reunião da bancada para tratar do assunto.
"O PSDB decidiu apoiar o nome do senador José Sarney na disputa pela presidência do Senado", dizia a nota. Durante o dia, em nenhum momento o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), e o líder Arthur Virgílio Neto (AM), responsáveis pelas negociações, confirmaram a informação que, no fim da tarde, foi retirada da página virtual do vice-líder.Na nota, Álvaro Dias informou que a decisão do PSDB "respeita a tradição da Casa, que privilegia a maior bancada. O confronto anunciado entre PSDB e PT nas eleições presidenciais do próximo ano também influenciou". Dias afirmou ainda que "com a imediata adesão do DEM à candidatura Sarney, a oposição perdeu as condições políticas para apresentar candidatura alternativa".
Pela tarde, Arthur Virgílio e Sérgio Guerra reuniram-se com os dois candidatos, para apresentar formalmente as propostas que condicionam ao apoio do PSDB. Tanto Sarney quanto Tião Viana, que apresentou por escrito suas respostas, apoiaram os questionamentos do PSDB.Arthur Virgílio Neto chegou a cogitar de uma nova reunião da bancada, no final da tarde, para que fosse tomada uma posição, o que foi descartado mais tarde. Eles tentavam contatos com os senadores Tasso Jereissati (CE), Mário Couto (PA) e Cícero Lucena (PE), que estão no exterior.

Acredite, é a pura verdade: O vasco ganhou...


Vasco goleia o Tigres e desencanta na Taça GB
Do UOL Esporte - Rio de Janeiro
O rugido da fera não foi suficiente para assustar o Vasco. Nesta quarta-feira, a equipe cruzmaltina conseguiu a sua primeira vitória na Taça Guanabara-2009, primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, sobre o Tigres, em Xerém. E não foi uma vitória qualquer, foi uma goleada por 4 a 0. Rodrigo Pimpão, no primeiro tempo, o volante Nilton (dois dos reforços contratados para essa temporada) e o atacante Faioli, duas vezes, completaram o marcador na etapa final. O Gigante da Colina foi o primeiro clube grande da capital a bater os donos da casa, debutantes na Primeira Divisão do Carioca, no Estádio Los Larios.
Na terceira rodada da competição, no próximo final de semana, o Vasco enfrenta o Duque de Caxias, às 16h, em São Januário. O triunfo em Xerém fez com que o clube cruzmaltino somasse os seus três pontos iniciais no Grupo A. Já o Tigres, ainda com apenas um ponto, vai até a cidade de Campos enfrentar o Americano, às 20h30. "Sei que posso começar jogando quando o técnico precisar. O importante é poder dar a minha contribuição ao Vasco independente de briga por titularidade", disse o atacante Faioli.

O caminho para paz



Esta é a chave de tudo. A paz. Estes meninos, um Israelense e um Palestino, comprovam que a têm no coração. Vivendo e caminhando abraçados enquanto o ódio e a guerra contaminam o coração de adultos, que apenas visam seus interesses, patrocinados pela intolerância e o horror.

O valor de um abraço

O espetáculo divino


A madrugada se despede, a noite se instala. Mas, a escuridão ainda predomina.
Os homens usam a luz artificial para espancar as trevas. São faróis de carros, para os que se deslocam a distâncias. Nas casas, são lâmpadas,velas ou lampiões.
Lâmpadas nos postes auxiliam a mostrar o caminho que o foco da lua, com sua luz prateada, não se mostra suficiente.Faróis em pontos estratégicos apontam o rumo aos que navegam nas águas mansas, ou agitadas, dos mares.Logo, os braços da madrugada se espreguiçam e pequenos raios de luminosidade tocam a manhã, para que desperte. Finalmente, é manhã plena e enquanto os homens correm, de um lado para outro, em função de seus estudos, de seus negócios, de suas vidas, Deus instala seu extraordinário aparelho multimídia para a projeção do um novo dia.
Em trabalho sem igual, que a cada dia não se repete da mesma forma, o "Arquiteto sem par" projeta na tela do Universo, os Seus slides. Há luz, som, animação.
Os braços do salgueiro balançam, agitados pelo vento que se veste da brisa ligeira.
Jardins, montanhas, campinas. Áreas verdejantes, rios cantantes. Fontes generosas se multiplicam.A projeção é tão magnífica que o espetáculo permite se sinta o perfume da terra, das flores, dos veios da madeira aberta em sulcos.Os raios do sol aqui lançam sombra, para bem além se estendem, espancando nuvens.As pequenas elevações parecem ondular na paisagem. As folhas multicoloridas do outono se misturam em um quadro, enquanto noutro as delícias da primavera explodem em botões.
Paisagens desérticas, quase intermináveis, de um lado. Dunas, oásis, palmeiras, paredes altas, montanhosas, de outro.Gelo aqui, calor acolá.Pássaros cantam, ovos são chocados, a vida se multiplica em toda parte.E assim, durante as horas do dia, os slides irão se sucedendo um a um.O homem passa apressado, muito poucos se dando conta dos quadros que se alternam, sucedem.Quando morre a tarde e a noite retorna e, como hábil artista, Deus estende um negro manto, a fim de que os astros que percorrem o Infinito, possam melhor ser percebidos. Assim é, a cada dia, a cada noite.Se o homem contemplasse mais a natureza, estudasse melhor as suas leis,
compreendesse a harmonia que ela leciona, viveria melhor.Quando o cansaço o tomasse, nas horas de trabalho, pararia um pouco e olharia o jardim.Se estiver cercado por paredes de concreto de vários edifícios, poderia olhar o céu, acompanhar o passeio das nuvens e permitir-se despentear pelo vento.Bastará colocar a cabeça para fora de uma das janelas em que esteja.Tudo isso o revigoraria. E o faria lembrar de Quem o criou por amor e por amor o sustenta.Dar-se-ia conta de que acima das leis humanas, uma maior, imutável e justa vigora.Lembraria que é filho de Deus, que a vida é um tesouro muito precioso para ser desperdiçada.E, então, aprenderia que o dia foi feito para o homem e não o homem para o dia. O que quer dizer que dosaria trabalho, lazer, meditação.
Horário para alimentar o corpo. Horário para alimentar a alma.Sobretudo amaria intensamente aos que com ele convivem neste lar abençoado que se chama planeta Terra.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Assim falou Barack Obama

Barack Obama dá sua primeira entrevista, na televisão, aos árabes
O presidente Barack Obama optou por dar sua primeira entrevista televisionada como mandatário para um canal de televisão árabe. Em declarações à al-Arabiya, de Dubai, Obama afirmou que EUA cometem erros algumas vezes, mas ressaltou que sua administração pretende ter uma aproximação mais diplomática do que seu antecessor e reiterou que ao mundo muçulmano que "os americanos não são seus inimigos"
Obama gravou a entrevista na segunda-feira enquanto seu enviado ao Oriente Médio, o ex-senador George Mitchell, iniciava uma viagem de oito dias pela região. "Eu disse a ele para começar escutando. Muitas vezes, os Estados Unidos começam dando ordens, mas nós não sabemos todos os fatores envolvidos. Então, vamos ouvir. Ele vai falar com todas as grandes partes envolvidas e me dar um retorno para que possamos formular uma resposta específica", disse Obama durante a entrevista, e reiterou o compromisso dos EUA com Israel como aliado, e seu direito de defesa; mas sugeriu que os israelenses devem tomar decisões duras e que seu governo pressionará para que isso seja feito. "Não podemos dizer nem aos israelenses ou aos palestinos o que é melhor para eles. Eles terão que tomar algumas decisões. Mas acredito que é o momento oportuno para que ambos se deem conta de que o caminho em que estão não levará prosperidade e segurança para seu povo". Obama acrescentou: "há israelenses que reconhecem que é importante alcançar a paz. Eles estão dispostos a fazer sacrifícios se o momento for adequado e existir uma colaboração séria da outra parte".
Obama renovou seu apelo durante a entrevista, ressaltando que viveu na Indonésia por muitos anos - maior país de população muçulmana - e afirmou que suas viagens aos países islâmicos o convenceram de que, apesar da fé, as pessoas têm esperanças e sonhos em comum. "Meu trabalho com o mundo muçulmano é comunicar que os americanos não são seus inimigos. Nós cometemos erros algumas vezes. Nós não temos sido perfeitos", afirmou.
Durante a entrevista, o presidente dos Estados Unidos ainda afirmou que o Irã "agiu de um modo que não conduz à paz e à prosperidade da região", mas não descartou a hipótese de dialogar com o país. "Suas ameaças contra Israel, sua busca por uma arma nuclear e seu apoio a organizações terroristas, nada disso ajudou", disse. "Mas eu acho que é importante que estejamos abertos para negociar com o Irã, para expressar de maneira clara nossas diferenças e descobrir os potenciais caminhos para o progresso. (...). Como eu disse em meu discurso de posse, se países como o Irã quiserem abrir seus punhos, encontrarão nossa mão estendida", afirmou o presidente.

“Soldado israelense morre em explosão na fronteira de Gaza”.

Na foto: Líderes das comunidades judaica e palestina realizam ato pela paz, em Porto Alegre.
Com este título, o Jornal O Estado de São Paulo – em sua página on line – anuncia que um soldado israelense foi assassinado por radicais do Hamas.
É isto mesmo que lemos. Quando morre um soldado de Israel, ninguém o mata. Ele morre. Simples, assim.
Não quero com isso abrir nenhuma frente de discussão sobre o jornalismo brasileiro e sua metodologia de redação, nada isenta.
Na verdade o que aconteceu foi uma violação da trégua, estabelecida em 18 de Janeiro passado, acertada entre Palestinos e Israelenses.No momento em que as milícias do Hamas quebravam a trégua, ato contínuo, Israel reagiu com um ataque aéreo.
Mas o que mais pontifica, nesta oportunidade, é que concomitantemente se efetivava a quebra da trégua, o Egito apresentava proposta de cessar-fogo, definitivo, a partir de 05 de Fevereiro, proposta bem aceita por Maher aL Taher, representante da Frente Popular para a Libertação da Palestina.
O que povoa nossos sonhos, é a paz definitiva entre dois povos que se matam há séculos, tendo como fulcro uma razão político-teocrática ( será que este termo existe? ),isto não obstante as opiniões que a "isenta" imprensa ocidental- mantida, em parte, pelo petrodólar- nos remete goela abaixo como pílula informativa.
É preciso estar atento e, obstinadamente, efetivarmos todos os esforços possíveis e necessários para que esses povos não mais desencadeiem batalhas que só produzem cadáveres e ódio.
Que pelejem batalhas pela paz, pela luta contínua pela liberdade e democracia plena, e que a imprensa ocidental não faça de seus meios de comunicação um cavalo de batalha alimentado pelos interesses econômicos patrocinados pelos que possam saciar a sêde de petróleo.

Enviado da UE a Gaza culpa Hamas por guerra

Deu no Estadão:
Em visita à Faixa de Gaza, o chefe do programa humanitário da União Europeia, Louis Michel, afirmou ontem que o Hamas tem "imensa responsabilidade"sobre a atual tragédia humana no território palestino. Segundo informou o diplomata, o bloco europeu não dialogará com o grupo islâmico, qualificado por Michel de "terrorista", até que o Hamas renuncie definitivamente à luta armada e reconheça o Estado de Israel.
A UE congelou sua ajuda a Gaza depois que o grupo islâmico expulsou o rival Fatah do território, em 2007. O Hamas figura na lista europeia de organizações terroristas, status que impede qualquer diálogo direto e auxílio financeiro até que o grupo abandone as armas e aceite negociar com Israel."Eu digo intencionalmente isso: o Hamas é um grupo terrorista e deve ser denunciado como tal", declarou Michel.
Apesar do isolamento imposto ao grupo, o emissário anunciou que a UE auxiliará a população de Gaza com um pacote emergencial de US$ 70 milhões. Michel, porém, não especificou como o dinheiro será distribuído sem passar pelo Hamas, que governa a região.
Sobre o lado israelense, o diplomata disse a jornalistas que "a ofensiva foi abominável, indescritível". Cerca de 1.400 palestinos morreram e 5 mil ficaram feridos nos 22 dias de conflito. No mesmo período, 13 israelenses foram mortos. O representante da UE pediu ainda que Israel levante o bloqueio a Gaza e condenou o desrespeito às leis internacionais dos dois lados.
O chefe da diplomacia do bloco, Javier Solana, anunciou ontem que irá para a região ajudar a fortalecer o cessar-fogo.
Leia mais em: O Estado do São Paulo

Obama, o poderoso

EUA querem ''diplomacia direta'' com o Irã

Susan Rice adverte que fim do polêmico programa nuclear iraniano é uma das prioridades do governo Obama.A nova embaixadora dos EUA na ONU, Susan Rice, disse ontem que o novo governo americano vai propor uma "diplomacia direta" com o Irã. Para ela, o programa nuclear iraniano é uma prioridade para o presidente Barack Obama. "Estamos ansiosos para nos engajar em uma diplomacia vigorosa, que inclui a diplomacia direta com o Irã", afirmou Susan, após uma conversa com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.
A negociação direta com Teerã era uma das promessas de campanha de Obama, que estaria, assim, desmontando mais um pilar da política externa do ex-presidente George W. Bush, que tentou manter o Irã em completo isolamento diplomático nos últimos anos.
Fonte:O Estado de São Paulo
Foto/montagem: http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

A fatura da Igreja Renascer

Deu no Blog do Noblat:

Dinheiro saindo pelo ladrão

A Igreja Renascer poderá reconstruir rapidinho o teto do seu templo que desabou em São Paulo sobre 400 pessoas, matando sete e deixando uma centana de feridos. Só de pagamento de dízimo por meio de cartão de crédito Visanet, ela arrecada por mês cerca de R$ 8 milhões.

Onda de estupros na Itália gera polêmica e críticas

Conhecido por suas gafes, o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, é alvo de novas críticas em virtude de um comentário infeliz sobre uma onda de estupros em algumas cidades do país. Em Roma e na Sardenha, ilha no Mediterrâneo, foram registrados mais de 60 casos no último mês, quase 30% a mais do que a média.
Questionado sobre o uso de tropas federais para conter o aumento da violência sexual, o premier disse:
- Não poderíamos recrutar uma força grande o suficiente para evitar este risco. Teríamos de ter tantos soldados quanto mulheres bonitas.Não acho que conseguiríamos.
A declaração foi considerada "irresponsável" pela oposição. Para o líder do Partido Democrata, Walter Veltroni, o premier fez uma "piada de mau gosto perante o drama de tantas mulheres que foram violadas nos últimos dias".
Nem mesmo a ministra da Igualdade, Vittoria Franco, perdoou o premier.
- Ele foi insolente e disse coisas ofensivas às mulheres - disse. - Berlusconi está dizendo que as mulheres que saem de casa correm o risco de ser estupradas ou atacadas porque não é possível deixar o país seguro.
Confrontado, Berlusconi defendeu-se minimizando o valor da sua declaração e classificando os casos de estupro como "indignos" e "execráveis".
Leia mais em http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2009/01/27/

Piada da Terça-Feira

Divórcio Judaico

Ante-véspera do Ano Novo Judaico, Boris Sylberstein, patriarca judeu, morador de um Kibutz pertinho de Tel Aviv, visita um dos seus filhos na capital de Israel:
- Jacobzinho, odeio ter que estragar tua dia, mas babai brecisa dizer-te que a mamái e eu vamos separar-nos, depois de 45 anos!
- Tá louca babai, o que você tá dizendo? Grita Jakob.
Jerusalém inteira ouve!
- Não conseguimos mais nem nos olhar uma ao outra. Vamos separar-nos e acabou-se o que era doce. Ligue bra teu irmã Rachel e conda bra ela.
Apavorado, o rapaz liga para a irmã em Viena, que se desespera ao telefone:
- De jeito nenhuma nossos pais irão separar-se.. .! Chama babai ao delefone!
O ancião atende e a filha balbucia na maior emoção:
- Não façam nada até que nós chega aí amanhã, gombrende? Também chamarei Moishe na São Baulo, Shloimo na Buenos Aires e Esther no Nova Iorque e amanhã de noite, todas estaremos aí, ouviu bem babai?
Bate o telefone, sem deixar o pai responder. O velho coloca o fone no gancho vira-se para a mulher, sem que Jakob ouça, sussurrando:
- Brondo Sarah, todos virão para a Ano Novo. Só que desta vez não bagaremos os bassagens!

Após rompimento de trégua, Israel lança ataque aéreo sobre Gaza

Tropas israelenses entraram nesta terça-feira no início da tarde no sul da faixa de Gaza, a leste de Khan Yunes e, segundo testemunhas, abriram fogo contra uma fazenda. A nova ofensiva foi iniciada após a morte de um soldado israelense de patrulha pela manhã na fronteira, em ataque que marcou a interrupção do cessar-fogo na região.
Segundo fontes médicas, duas pessoas ficaram feridas num ataque aéreo israelense no sul da região. O ataque teria como alvo um palestino, supostamente membro do Hamas, que circulava de moto por Khan Yunes. Ele ficou gravemente ferido junto a outro transeunte.
Antes, o ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, já havia afirmado que seu país responderia ao ataque que matou um soldado de patrulha na fronteira com a faixa de Gaza."É um ataque sério. Não podemos aceitar, portanto responderemos a ele", declarou Barak, segundo um comunicado de seu ministério.
O exército israelense confirmou que, pela manhã, outros três soldados ficaram feridos na explosão de uma carga na fronteira com a faixa de Gaza.
Tzipi Livni, ministra das Relações Exteriores e chefe do Kadima, declarou: "Não me interessa quem o fez. Israel tem que responder".
Pouco depois do ataque, os tanques e helicópteros israelenses abriram fogo na direção do sul da faixa de Gaza e mataram um agricultor palestino de 24 anos, indicaram fontes médicas.
Este incidente foi o ataque de maior violência desde que foi declarado um cessar-fogo em 18 de janeiro nos combates na faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, depois de uma ofensiva militar israelense de 22 dias. A ofensiva acabou com a morte de 1.400palestinos e morreram 13 israelenses - três civis e dez militares - e foram feridos mais de duzentos.
Acessos fechados
Após os incidentes, Israel fechou todas as passagens e cruzamentos comerciais com a faixa de Gaza, confirmou o responsável israelense de coordenação das atividades do Governo nos territórios palestinos, Peter Lerner.
* Com informações da EFE

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Piada da Segunda-feira

"Sequestro" em Portugal

O sujeito estava aflito porque o seu filho havia sido seqüestrado, quando de repente ouve a campainha da porta. Ele vai atender correndo e o carteiro lhe entrega uma caixa. Ele abre o pacote e fica surpreso ao ver que a caixa continha uma orelha dentro, acompanhada do seguinte bilhete:
"Caro senhor, esta orelha é minha, mas se não mandar o resgate até amanhã ao meio-dia,a próxima será a do seu filho. Assinado: Joaquim Manoel"

Al-Qaeda lança campanha para combater Obama

Por Joby Warrick, do The Washington Post

Pouco depois da eleição de novembro, o número 2 da Al-Qaeda fez uma avaliação do novo presidente dos EUA e o desprezou com um epíteto insultante. "É um negro doméstico", disse Ayman al-Zawahiri. Aquilo foi apenas um aquecimento. Nas semanas que se seguiram, o grupo terrorista descarregou uma torrente de abusos verbais contra Barack Obama, cada um mais venenoso do que o outro.
O fluxo de palavras odiosas faz parte do que os especialistas em terrorismo acreditam ser uma campanha de propaganda deliberada e até desesperada contra um presidente que parece ter conseguido irritar a Al-Qaeda.
A despedida de George W. Bush privou a Al-Qaeda de um líder americano polarizador, que justificava, como resposta aos seus atos, a entrada de recrutas e doações para a organização terrorista.
Com Obama, a Al-Qaeda enfrenta um desafio completamente novo, dizem os especialistas: um presidente que fez campanha com base no fim da guerra no Iraque e no fechamento da prisão militar de Guantánamo, em Cuba, além de ser bem quisto no mundo muçulmano, segundo revelam as pesquisas.
Resta saber se o sentimento favorável a Obama vai durar. Na sexta-feira, a nova administração deu sinais de que pretende dar prosseguimento a pelo menos uma das políticas controversas de Bush: a permissão concedida à CIA para disparar mísseis contra supostos esconderijos de terroristas na região tribal do Paquistão. Por enquanto, contudo, a mudança em Washington parece ter incomodado os líderes da Al-Qaeda.

Os três “ântis”


Reinaldo Azevedo

Israel tem muitos inimigos, é sabido. Há os anti-semitas explícitos, que vêem nos judeus o mal do mundo e pregam abertamente o fim daquele país. Há o anti-semitismo mitigado, que vai assumindo as mais variadas feições (desde que os judeus percam no fim do jogo), procurando fugir da caracterização racista, e há o antiisraelismo como variante do antiimperialismo (vocês sabem, esse “imperialismo” que Obama viria agora humanizar...). Todos esses inimigos de Israel inventaram a tese de que o país atacou os terroristas do Hamas para indispor os palestinos com aquela facção e, assim, enfraquecê-la. E, agora, dizem: “O Hamas saiu fortalecido; logo, Israel se deu mal”. Na seqüência, aparece a turma do “Não falei? O melhor teria sido negociar”.
Trata-se de uma farsa formidável. No fato e na retórica. Qual é a evidência ou indício de que Israel pretendia indispor a população de Gaza com o Hamas? Será que o país não acumulou experiência o suficiente para saber que seria visto como o vilão pelos palestinos? Haveria alguma outra possibilidade? Pode-se não gostar dos israelenses pelos mais diversos motivos. Mas que não se os acuse de estúpidos. E é uma farsa retórica porque, no suposto interesse de Israel, aponta-se a inutilidade da guerra. É mesmo? Israel, como se vê, sem saber o que é bom para si mesmo (e o que será, hein?), já sai jogando bombas. Trata-se de disfarçar o anti-semitismo, o anti-israelismo ou anti-imperialismo (quiçá as três coisas juntas) numa suposta crítica de natureza política e estratégica. Fosse uma crítica intelectualmente honesta, convenham que estaríamos diante de especialistas realmente ambiciosos: eles saberiam o melhor caminho para Israel se defender, coisa que aquele estado não teria aprendido até hoje...
Nota antes que prossiga: indago acima o que os tais críticos acham que seria “o bom” para Israel. Ora, “o bom” para Israel seria negociar com o Hamas, que se atribui a missão divina — NOTEM BEM: DIVINA — de destruir Israel. E aqui uma observação importante: considera-se que trazer o Hamas para o terreno da política — enquanto eles jogam foguetes e treinam homens-bomba — repete o que já se fez com o Fatah, que foi do terrorismo è negociação e hoje reconhece a existência de Israel. O paralelo é falacioso. O Fatah é um grupo laico. Para ele, recorrer ou não ao terrorismo é uma escolha terrena. Com o Hamas é diferente. Basta ler a sua carta de fundação. SEM A DESTRUIÇÃO DE ISRAEL, O HAMAS NÃO TEM RAZÃO DE SER. Logo, os finos estrategistas pedem que Israel fortaleça quem quer destruí-lo. Como se vê, o país tem bons motivos para ignorar tais conselheiros, não?
Israel atacou o Hamas porque estava sendo atacado — porque, em oito miseráveis meses, foi alvo de 1.386 foguetes. Israel atacou o Hamas para diminuir o poder de fogo do terror. Eis bons motivos para reagir. Poderia tê-lo feito de forma "proporcional e simétrica", jogando 1.386 foguetes em Gaza, também a esmo. Dada a densidade demográfica da região e a forma como os fanáticos tratam as crianças, haveria muitos milhares de mortos. Preferiu uma guerra com alvos escolhidos, vitimando, infelizmente, também civis porque a CARNE PALESTINA FOI TORNADA BARATA PELOS TERRORISTAS DO HAMAS, QUE USAM OS CIVIS COMO ESCUDOS, DIANTE DO SILÊNCIO CÚMPLICE DA ONU. ONU? É aquela entidade que tem como representante na região um sujeito que acredita que o 11 de Setembro foi uma armação dos próprios americanos só para jogar a culpa nos radicais islâmicos...
Essa história de que Israel acabou atuando contra seus próprios interesses é só uma das faces do anti-semitismo, do antiisraelIsmo ou do antiimperialismo. Ou das três coisas somadas.

Bispa da Renascer: 'É bom não mexer conosco'

Uma semana depois do acidente na Igreja Renascer de São Paulo, quando o teto caiu e nove pessoas morreram, os bispos Sonia e Estevam Hernandes realizaram neste domingo um culto via satélite, diretamente de Miami, a cerca de mil fiéis que lotaram o Club Homs, na Avenida Paulista. Detidos nos Estados Unidos, os dois classificaram de fatalidade a tragédia e disseram que "irão se levantar contra os inimigos que nos perseguem".
- É bom não mexer conosco, ou nos levantaremos para perseguir nossos inimigos assim como nos perseguem - disse Sonia.
O culto foi realizado mesmo diante de multas aplicadas pela prefeitura, sob a justificativa de que a direção do clube não havia apresentado alvará de funcionamento .
- Estamos recebendo uma multa por hora. Sabe o que significa essa multa? Uma tentativa de impor humilhação à igreja - disse Estevam, aplaudido pelos fiéis.
Sonia dedicou cerca de 20 minutos do discurso para pedir ofertas aos fiéis. Enquanto pregava, funcionários da Renascer andavam por entre as cadeiras carregando máquinas de cartões de crédito e débito e sacolas vermelhas onde se colocavam os envelopes com dinheiro. Nele, o aviso: "Em caso de cheque, favor cruzar e colocar nominal à igreja. Pois assim diz o Senhor Deus: A farinha da panela não acabará". Em seguida, enquanto os fiéis davam dinheiro, a bispa pregou:
- Agora não tem mais minha nem sua, a oferta é nossa - disse ela.
Funcionários da igreja vigiavam os jornalistas que acompanhavam ao culto. Não era permitido tirar fotos. Na hora da oferta, os seguranças da Renascer reforçaram a vigília sobre os repórteres.
Enquanto a bispa pregava, funcionários da Renascer andavam carregando máquinas de cartões de crédito e débito e sacolas onde se colocavam os envelopes com dinheiro e cheques.
Leia mais em http://oglobo.globo.com/sp/mat/2009

Congresso Nacional: A maior disputa é o orçamento

Poder e R$ 6 bi movem disputa na Câmara e Senado

A eleição dos novos presidentes do Senado e da Câmara garantirá aos escolhidos não só o imenso poder político dos dirigentes do Legislativo, mas também um Orçamento de R$ 6,27 bilhões - próximo ao de um Estado do porte do Rio Grande do Norte -, daí a grande disputa pelo cargo, o jogo de rasteiras de última hora e traições que deixam marcas para sempre. Juntos, Senado e Câmara têm mais de 20 mil funcionários, hospitais, gráfica, TVs, rádios e centros de informática.
Os eleitos terão ainda o livre arbítrio de mexer ou não na gigante estrutura administrativa das duas Casas, que, se bem montada, lhes será fiel por muito tempo, até mesmo depois de deixarem o poder.
O Senado tem 44 diretorias, pouco mais de uma para cada dois senadores. Cerca de 400 funcionários garantiram, ao longo dos anos, salários iguais aos de diretor - R$ 16.252 -, apenas R$ 260,09 a menos que o dos senadores, de R$ 16.512,09. Ou seja: 444funcionários da Casa têm salário praticamente igual ao dos 81 senadores.
O Senado tem 6.570 servidores ativos, dos quais 3.535 são concursados e 3.035 comissionados, aqueles que podem ser nomeados livremente, por critérios políticos, não técnicos. O salário médio mensal do servidor da ativa é de R$ 12.879.
Leia mais em http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/

Mineiro ver golpe em tudo???


Serra e Alckmin: a necessidade falou mais alto

Como todo mineiro que se preza, a imprensa mineira esperneou. Sempre muito afável às coisas advindas do Palácio da Liberdade - sede do governo mineiro - atribuiu a característica de “golpe” contra Aécio Neves a nomeação de Geraldo Alckmin para secretário de Desenvolvimento Econômico do governo José Serra.
Aécio visava Alckmin como "instrumento" para desbancar Serra e sair como candidato do PSDB à vaga de Lula.
Na verdade, Alckmin aceitou ser Secretário de Estado, em São Paulo,por um motivo muito simples e mais que óbvio.
Após ter perdido a eleição para prefeito de São Paulo, ele comunicou a membros do partido ( PSDB) que precisava de emprego.
Seus salários como médico e professor simplesmente não daria para bancar o padrão de vida de sua família. A direção do PSDB se comoveu com o pedido de Alckmin. Serra foi avisado. E aí teve início o diálogo entre os dois que resultou na nomeação de Alckmin para secretário.
Primeiro foi o bolso. A política veio depois.Mas Aécio, sempre tão inteligente e sagaz, não pensou nisso primeiro, mesmo sabendo das necessidades de Alckmin.
Teria perdido o primeiro round???
Fonte:http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

Yes, we can! As transformações do poder


O novo veio do velho??

Fonte:Site Gawker

Carro "voador" atinge teto de igreja na Alemanha


Um carro de passeio foi parar no telhado de uma igreja após o motorista perder o controle do veículo ao derrapar em uma curva, na cidade de Limbach-Oberfrohna, Alemanha.
Segundo a polícia, o jovem de 23 anos dirigia em alta velocidade e foi levado para o hospital gravemente ferido.
Após a derrapagem, uma ladeira teria funcionado como rampa, fazendo com que o veículo "voasse" por mais de 35 metros, parando apenas ao atingir o telhado da igreja, a 7 metros do chão.
O carro e o motorista foram retirados com a ajuda de um guindaste. A identidade do jovem não foi revelada.
Fonte:Agência EFE

Decreto legislativo do Senado pode anular refugio de Battisti

O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) admitiu a possibilidade de o Senado editar um decreto legislativo anulando a portaria em que o ministro Tarso Genro (Justiça) concede "refúgio político" ao terrorista tialiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua em seu país por quatro assassinatos. Ele informou neste domingo que a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado vai convocar Genro para que ele explique as razões para a concessão do "refúgio" ao criminoso. Azeredo disse que não consegue entender como o ministro tomou essa decisão, especialmente porque a Itália tem uma das mais sólidas democracias do mundo, onde não há os chamados "presos de consciência", tampouco perseguições por razões ídeológicas. Ele lembrou que Battisti era um criminoso comum e, no cárcere, foi aliciado por terroristas de "esquerda" já sentenciados, e após cumprir uma pena, passou a assassinar pessoas, cumprindo "tarefas" para a organização terrorista PAC (Proletários Armados pelo Comunismo). Entre suas vítimas está um simples açougueiro e um guarda penitenciário, executado pelas costas. Além das vítimas fatais, Battisti também deixou pessoas feridas e pelo menos uma delas ficou paraplégica.
Tarso Genro errou feio:
O ministro Tarso Genro (Justiça) confundiu refúgio com asilo político, e isso pode fazer o Supremo Tribunal Federal decretar a extradição do terrorista Cesare Battisti para a Itália. Segundo um ex-ministro do STF, Genro poderia ter concedido “asilo”, jamais “refúgio político”, como o fez. Asilo e refúgio são institutos jurídicos diferentes. Cesare Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos.
Leia em http://www.claudiohumberto.com.br/principal/index.php

Newtão: ele é ainda mais rico...


Na semana passada, a revista VEJA publicou uma reportagem sobre o divórcio de Newton Cardoso, ex-governador de Minas. Ou melhor: o texto tratava do patrimônio deste "gigante", que conseguiu ficar BILIONÁRIO na política.
Entendam: político que começa a carreira pobre e fica rico é, infelizmente, até corriqueiro. Alguns ficam milionários mesmo. Mas só Newtão ficou BILIONÁRIO. Sua mulher, a deputada Maria Lúcia Cardoso (PMDB-MG), de quem está se separando, diz que seus bens somam R$ 2,5 bilhões.
Newtão não gostou da reportagem. Ficou furioso com a revista.
Convocou uma entrevista coletiva para, claro, negar o conteúdo da reportagem. Mas o fez de modo muito peculiar. ELE SE DECLAROU AINDA MAIS RICO DO QUE INFORMAVA A REPORTAGEM.
Só R$ 2,5 bilhões? Nada disso! Newtão não tem dessas modéstias. É muito mais, assegura. Teria ele 25 carros, como se informou? Nada! São 150. E as setenta fazendas? Setenta? São 145, conta ele. E não pára por aí. Os advogados de Maria Lúcia devem estar rindo de orelha a orelha. Quem não tem motivos para comemorar são os cofres públicos.

Amor embaixo da ponte

Casal mora embaixo de ponte há dez anos e se diz muito feliz
Há dez anos atrás, José Roberto da Silva veio de Junqueiro(AL) para trabalhar como auxiliar de montador de torres para celular em Maceió-Alagoas. Quando os trabalhos terminaram, Roberto não quis voltar para sua cidade, pois se encantou com a beleza da Lagoa Mundaú. Acabou se alojando embaixo de uma ponte sobre a Lagoa e começou a pescar para se sustentar.
Pouco tempo depois de ter decidido morar às margens da Lagoa, Roberto conheceu Marinete dos Santos e os dois se apaixonaram. Ela, que é de Santa Luzia(AL), decidiu viver com seu amado em sua humilde morada embaixo da ponte.
E já se foram dez anos e os dois continuam lá, juntos e felizes, como eles mesmo dizem. Junto com eles também moram as duas cadelinhas do casal, Suzi e Natasha.
Muito bem humorado, Roberto diz:"Eu não troco essa vida aqui por nada. Nem adianta vim político me oferecer casa longe da Lagoa, porque eu não vou. Aqui tenho tudo o que preciso, pesco, cato ostras e caranguejos, vendo para os barzinhos da região e tiro nosso sustento. Hoje mesmo nosso almoço foi pirão de carne!"
No ambiente onde eles vivem, embaixo de uma estrutura de concreto da ponte, encontram-se vários objetos como colchões, armário de cozinha, um pneu onde criam caranguejos, uma fogueira para cozinhar os alimentos, roupas, caixas, tudo bastante humilde, mas os dois se orgulham de viver como vivem.
"Aqui eu não gasto dinheiro para pagar energia, o ventilador é ligado 24 horas por dia (se referindo ao vento que vem da lagoa), tenho tudo o que preciso para mim e minha mulher, meu único problema é que ele é muito feia!", brinca Roberto. "Mas apesar de ela ser assim tão feia, eu a quero muito bem... bem longe de mim!Ainda bem que eu como ostras para conseguir dormir com ela. Todas as noites são três... duas tentativas e uma desistência! E quando estamos com raiva um do outro, tem uma cama para cada um dormir!" concluiu.