sábado, 14 de fevereiro de 2009

Até tu, ó Magistrado!

Juízes são acusados de desviar R$ 1 mi de TJ. Promotoria diz que parte dos recursos foi usada para cobrir rombo de cooperativa de crédito conveniada à maçonaria em MTNenhum dos três acusados se manifestou; segundo corregedoria, pagamento de créditos a magistrados era a origem do dinheiro.
O Ministério Público de Mato Grosso protocolou ação de improbidade administrativa contra dois desembargadores e um juiz acusados de envolvimento em suposto esquema que desviou R$ 1.098.347,97 em verbas do Tribunal de Justiça do Estado, entre dezembro de 2004 e fevereiro de 2005.Segundo a Promotoria, José Ferreira Leite e José Tadeu Cury -então o presidente e o vice do TJ-, além do juiz auxiliar da presidência, Marcelo Souza de Barros, comandaram operação de pagamentos irregulares em benefício próprio e de outros magistrados.A ação tem como base um relatório de investigação criminal feito pela corregedoria. Além de "enriquecimento ilícito", a Promotoria diz haver "provas categóricas" de que parte das verbas foi usada para cobrir um rombo causado pela quebra de uma cooperativa de crédito conveniada à maçonaria."Restou evidenciada a atuação desses dois magistrados [Leite e Barros], numa operação de socorro financeiro à pessoa jurídica de direito privado Grande Oriente [representação maçônica]", diz a ação.Presidente do TJ de 2003 a 2005, Leite acumulava desde aquela época a função de grão-mestre da entidade. Sob sua orientação, 160 maçons depositaram suas economias na Cooperativa de Crédito Rural do Pantanal, que foi fechada pelo Banco Central em 2004 por indícios de irregularidades e falta de liquidez. Com isso, os maçons viram sumir R$ 1,4 milhão em depósitos."Alguém teve a luminosa ideia de buscar recursos da fonte do Tribunal de Justiça por meio de pagamentos de créditos aos seus magistrados, maçônicos ou não", diz o relatório.Em janeiro de 2005, diz a corregedoria, Leite recebeu indevidamente créditos de R$ 314 mil, assim como os repassados a Barros (R$ 255.306) e Cury (R$ 120.989). Duas juízas disseram à corregedoria terem sido convencidas a emprestar parte dos créditos recebidos "para resolver a situação financeira da maçonaria".A Promotoria pede que os três percam cargos e direitos políticos e devolvam os valores supostamente desviados.

Empresa "monopoliza" contratos no Governo de Cabral

O governo do Rio comprou a maioria dos equipamentos de informática do Estado em 2008 da empresa do sócio do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jorge Picciani (PMDB), aliado do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB).
A Investiplan, de Paulo Trindade, conseguiu multiplicar os contratos após a eleição de Cabral. Em 2006, os contratos do governo com a empresa somavam R$ 11,3 milhões. Um ano depois, os valores, "coincidentemente" multiplicaram em mais de seis vezes, chegando a R$ 73,5 milhões. Em 2008, foram R$ 66,9 milhões.
Trindade passou a negociar gado com Picciani a partir de 2005. Desde então, os dois já compraram bois em condomínio, organizaram leilões e comercializaram gado entre si. O caso foi revelado anteontem pelo jornal "O Globo".
O governo do Estado afirmou, querendo justificar, que os contratos foram celebrados em pregões eletrônicos, nos quais as empresas que disputam a licitação só são identificadas após a definição do preço. Picciani afirmou que nunca influenciou nas compras do Estado. A Investiplan disse que "nunca precisou de influência política para vencer licitações".
Além da escalada dos valores dos contratos, a Investiplan conseguiu no ano passado um "monopólio" no pagamento por parte do governo do Estado na rubrica "equipamento para processamento de dados". De acordo com dados da Secretaria da Fazenda, 93,9% dos valores efetivamente pagos pelo governo foram para a empresa.
Trindade e Picciani são amigos há 15 anos, segundo o deputado, mas só em 2005 eles fecharam o primeiro negócio. Desde então, participaram juntos de ao menos cinco transações de gado (seja como sócios ou venda entre si). A maior operação ocorreu em 2006, quando Trindade pagou R$ 1,04 milhão por 50% do clone da vaca mais premiada da Fazenda Monte Verde, de Picciani.

Lula bate recorde de servidores sem concurso.

Lula não "está nem aí".Desde 2003, suas contratações precárias já somam mais de 82 mil e vão do ensino em universidades a serviços especializados de engenharia.
O governo bateu recorde de contratações temporárias em 2008, segundo dados do Ministério do Planejamento. Até 31 de outubro, data do último relatório da Secretaria de Recursos Humanos, 17.530 pessoas haviam sido contratadas por tempo determinado para trabalhar no serviço público federal, mais do que o total de servidores concursados admitidos no período.
Desde o início do governo Lula, em 2003, as contratações temporárias já somam mais de 82 mil, pondo em dúvida o discurso petista em favor de um serviço público estável. O espectro de atividades exercidas por esse tipo de "servidor tampão" também é cada vez maior e vai do ensino em universidades a serviços especializados de engenharia e tecnologia da informação.
O governo Lula, cada vez mais, se contradiz com o discurso de campanha e abusa nos procedimentos administrativos irregulares ou exdrúxulos.

Porque hoje é sábado: A princesa e o plebeu.

Hoje começa a Era de Aquarius

Sábado 14.
A Lua está na sétima casa.
E Júpiter se alinha com Marte.
Já é!
"When the Moon is in the seventh house/and Jupiter aligns with Mars/Then peace will guide the planets/and love will steer the stars/This is the dawning of the Age of Aqua-rius/Age of Aquarius/Aquarius!/Aquarius!”
Para quem não conhece (existe alguém?), é tema de abertura de “Hair”, o musical que, no teatro, final dos anos 60, vociferou a cena hip-pie nua e crua, em tempo real contracultural, tendo o Vietnã como pano de fundo, e, no cinema, em 1979, quando o hippismo agonizava, trouxe um sopro de despedida que soou forte no batidão pop pré-80.
Os versos em inglês acima dizem que “quando a Lua estiver na sétima casa e Júpiter se alinhar com Marte, a paz guiará os planetas, e o amor moverá as estrelas”. E anunciam: “Este é o alvorecer da Era de Aquarius.”
Pois é isso, Lua na sétima, Marte na cola de Júpiter, que irá acontecer, ou melhor, já está acontecendo, no dia de hoje, ao menos de acordo com o pessoal da Fraternidade Pax Universal, que distribuiu um e-mail dando a notícia. Outros passarinhos cantaram por aí a boa nova, mas não tive tempo de confirmar com um astrônomo se rola mesmo o tal alinhamento, ou com um astrólogo se o tal alinhamento significa mesmo que chegou a Era de Aquarius, ou se é só coisa da Broadway.
Assista no youtube:
Li e gostei em:

A preferida de Lula, filosofa em causa própria.

"Acho que o Brasil está maduro para ter uma mulher presidente. Acho que esse século é o das mulheres. Não só no Brasil, mas na América Latina. Temos aí a Cristina (Kirchner), a (Michelle) Bachelet. Assim como também é o século dos negros e dos índios.”
Dilma Rousseff, que diz não está em campanha para suceder Lula

Chega ao Brasil o Volvo XC60

Volvo XC60 chega ao Brasil a partir de R$ 138,5 mil
A Volvo pode andar enfrentando rumores de que será vendida pela Ford no exterior, mas no Brasil ela anda rindo à toa. O C30, modelo de entrada da marca sueca, anda vendendo muito bem e, a depender da maré de belos desenhos da empresa, deve continuar assim, como prova o novo XC60. Apresentado no Salão do Automóvel e à venda a partir desta semana, ele traz, além do estilo atraente, outro elemento importante ao sucesso de um automóvel: preço. O preço de sua versão mais em conta, a Comfort, é R$ 138,5 mil.Por esse valor, bem menos do que foi anunciado para o Ford Edge, por exemplo, ele já vem com o belo motor 3-litros de seis cilindros em linha e 285 cv, tração integral permanente, o sistema City Safety, que tenta evitar colisões a até 30 km/h freando o carro sozinho, banco do motorista com regulagem elétrica e a transmissão automática de seis velocidades.Há ainda a XC60 Dynamic, por R$ 156,5 mil, que oferece a mais o banco do passageiro com regulagem elétrica, sistema BLIS, que informa se há algo nos pontos cegos do veículo, Bluetooth, sensores de estacionamento na frente e atrás, faróis de xenônio ativos e rodas de aro 18". A Top, obviamente a mais sofisticada, custa R$ 165,9 mil. Ela oferece tudo que há nas versões mais em conta, além de teto de vidro, sistema de partida e abertura das portas sem chave, equipamento de som de alta fidelidade e de controle da qualidade do ar.A Volvo está apresentando hoje o carro à imprensa especializada. Leia, na semana que vem, a avaliação completa do novo utilitário esportivo médio à venda no Brasil.

Ironia do destino...

Lula, que diz ter azia quando lê jornais, deve participar de um grande evento promovido pelo famoso -internacionalmente- Jornal "Wall Street Journal", em Nova York, dia 16 de março, antes de seguir ao encontro de Obama.

Jornais suíços criticam governo brasileiro

Jornal afirma que Lula e chanceler Celso Amorim taxaram como "fato, de forma irrestrita, declarações da brasileira".

Os principais jornais da Suíça deste sábado fazem sérias críticas ao governo e à imprensa brasileiros no caso da advogada Paula Oliveira, que disse ter sido agredida por skinheads neonazistas em Zurique no início desta semana.
Em um artigo opinativo, o diário conservador "Neue Zürcher Zeitung", um dos jornais de maior prestígio na Europa, cita o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro das Relações Exteriores Celso Amorim e o ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, apontando que eles tacharam como "fato, de forma irrestrita, as declarações da brasileira". O texto também diz que a imprensa brasileira "passou dos limites, indo especialmente longe no julgamento de supostos incidentes neonazistas e racistas na Suíça".
O "Neue Zürcher Zeitung" afirma que a imprensa brasileira teria criticado publicações suíças, inclusive o próprio jornal. O artigo comenta ainda que a mídia no Brasil traz regularmente "notícias de fatos totalmente inventados, acusações que já destruíram a vida de outras pessoas", além de afirmar que "a gravidez inventada, segundo se conta", seria artifício comum entre as brasileiras "para pressionar maridos e companheiros".

Aids triplica entre mulheres acima de 50 anos

O Ministério da Saúde elegeu as mulheres com mais de 50 como alvo da campanha educativa deste Carnaval.

Brasília - O número de mulheres com mais de 50 anos infectadas pelo vírus da Aids triplicou em dez anos no Brasil. Em 1996, havia 3,7 casos para cada 100 mil habitantes; em 2006, a proporção chegou a 11,6 por 100 mil. Entre todas as faixas etárias, foi nessa que a doença mais cresceu ao longo do período: 213,5%.O segundo maior crescimento, de 76%, foi registrado entre homens com mais de 50. Uma pesquisa inédita do Ministério da Saúde indica que 72% das mulheres com mais de 50 não usam preservativo nem nas relações casuais. Para reverter esse quadro, o ministério elegeu as mulheres com mais de 50 como alvo da campanha de prevenção da Aids lançada neste Carnaval. Por meio de anúncios na TV e no rádio, outdoors, panfletos etc, o governo divulgará o ‘‘Bloco da Mulher Madura’’, cujo slogan é: ‘‘Sexo não tem idade para acabar; proteção também não’’.‘‘A pesquisa indica que essas mulheres sabem como a Aids é transmitida, mas não usam camisinha porque se consideram imunes à doença e nunca tiveram o hábito’’, disse Mariângela Simão, diretora do programa nacional de DST/Aids. ‘‘Elas também reclamam que têm menos lubrificação vaginal e que isso prejudica a relação, especialmente com camisinha. Mas basta usar lubrificante’’.Assim como os preservativos, o gel lubrificante também é distribuído gratuitamente. ‘‘A pesquisa mostra que o homem é quem decide se usa camisinha ou não. A mulher deve perder a vergonha de exigir proteção’’, disse o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. as mulheres também costumam achar que, por se relacionarem só com o marido, não correm risco de contrair a doença, o que não verdadeiro.A advogada Beatriz Pacheco, 60, é um exemplo. O segundo marido dela, vítima de cirrose hepática, fez várias transfusões de sangue antes de morrer, em 1992. Ela se casou de novo em 1995 e, um ano depois, começou a ter doenças de pele. Em março de 1997, ela descobriu que estava com Aids. Embora não usasse camisinha com o então marido, ele não contraiu o vírus. ‘‘Tive medo de ser abandonada, mas ele disse que aprenderíamos a usar camisinha. Na farmácia, as pessoas riam ao ver a gente escolhendo camisinha’’, conta ela.Segundo Jean Gorinchteyn, coordenador do ambulatório de Aids em idosos do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, de São Paulo, os idosos costumam ter resultados melhores no tratamento, pois o seguem à risca. O Brasil registrou, até junho de 2008, 506.499 casos. O governo estima que outras 250 mil pessoas tenham o vírus e não saibam. A maior incidência é entre homens e mulheres de 25 a 39 anos — são 41,3 registros a cada 100 mil habitantes.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Em plena campanha política, antecipada, Lula inaugura o "nada".

Lula faz campanha política. Nós pagamos a conta.
A cidade de Salgueiro respirou uma atmosfera de campanha eleitoral nesta quinta (12).Os alunos da rede pública de ensino foram dispensados. Em vez de assistir às aulas, testemunharam um comício travestido de solenidade oficial.
Armou-se o palanque num local de nome sugestivo: “Estação do Forró”. Ali, com Dilma a tiracolo, Lula inaugurou o nada.
Ou, por outra, o presidente inaugurou uma “ordem de serviço” para o início da segunda fase da ferrovia Transnordestina. A platéia, estimada pela PM em 6.000 pessoas, foi atraída por Lula. Um chamariz que, em Pernambuco, desfruta de índices de popularidade que roçam os 90%.
Mas a estrela do dia era Dilma Rousseff, que, no momento, divide-se entre dois papéis: o de gestora do PAC e o de pré-candidata à sucessão do chefe. A comitiva de Brasília incluía, além da de Lula, oito ministros.
Alfredo Nascimento, ministro dos trnsportes, referiu-se a Dilma como "a principal responsável” pela Transnordestina. Geddel enalteceu os pendores maternais da ministra-candidata.
Cotado para vice de Dilma, o peemedebista Geddel disse que a colega trata as obras do PAC –a Transnordestina entre elas—como “uma mãe que acalenta um filho”. Com toda esta retórica, não chegaram a empolgar a platéia.
A candidata de Lula foi efusivamente aplaudida. Sobretudo no momento em que pintou a Transnordestina com as cores da política.
Dilma disse que, tomada por “critérios finaceiros e mercadológicos”, a ferrovia não teria saído do papel.“Mas o presidente Lula”, disse ela, “tem compromisso com o povo brasileiro e especialmente com o povo do Nordeste”.
Depois de Dilma, Lula foi ao microfone. Após inaugurar o nada, Lula prometeu ao povo de Salgueiro que voltará em abril, dessa vez para inspecionar um vir a ser: as obras da transposição do São Francisco.
O presidente posou para o fotógrafo oficial do Planalto, Ricardo Stuckert (veja lá no alto), a bordo de uma máquina.
Compunham a foto: Dilma; o presidente da Cia. Siderúrgica Nacional, Benjamim Steninbruch; e três governadores: Eduardo Campos (PE), Wellington Dias (PI) e Cid Gomes (CE).
De Salgueiro, Lula, Dilma e o resto da comitiva seguiram, de helicóptero, às expensas do erário ( ou seja, do nosso bolso ), para o município de Escada, na zona da mata de Pernambuco.
Sobrevoaram a BR-101, que está sendo duplicada, um trecho que mede 28,5 km ainda em fase de terraplanagem.
A despeito de inconcluso, o empreendimento de Escada, dessa vez, coube a Marcos Crispim, superintendente do DNIT em Pernambuco, adular a “mãe” do PAC. Ele realçou o “carinho” que Dilma dedica ao programa.
Quando o microfone lhe chegou às mãos, a ministra-candidata falou do futuro: "Essa obra vai ajudar tanto aos turistas quanto vai auxiliar a escoar a produção”.
Lula também discursou. Tratou a crise financeira como um problema alheio -"Tô rezando mais pelo Obama do que por mim". Repisou a promessa de financiar um milhão de casas até 2010.
Por uma dessas ironias da política, Lula abriu a “operação-mostra-Dilma” no Estado de Sérgio Guerra, o senador que responde pela presidência do PSDB.
Guerra diz que Lula faz campanha eleitoral antecipada com dinheiro público. Afirma que, a pretexto de inagurar “coisa nenhuma”, o presidente afronta as leis.
Nesta quinta (12), o PSDB de Guerra e o DEM, parceiro de oposição do tucanato, decidiram questionar os métodos do governo no TSE.
Repete-se agora uma estratégia que a oposição já havia adotado na campanha presidencial de 2006, quando Lula surrou o tucano Geraldo Alckmin nas urnas.
Em resposta às ações judiciais de tucanos e ‘demos’, o Planalto vai utilizar a mesma justificativa de outrora: Lula não faz campanha. Apenas governa. Alheio aos arroubos dos adversários, Lula exibirá sua candidata em mais dois Estados do Nordeste.
Nesta sexta-feira 13, depois de se desvencilhar de um resto de agenda na cidade do Recife, Lula acompanhará Dilma nos Estados do Rio Grande do Norte e de Sergipe.
O ano de 2009, como se vê, começa com um indisfarçável sabor de 2010.
Adaptação do texto de Josias de Souza em: http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/

Gasto com cartão corporativo cresce em janeiro

Os gastos do governo federal com o cartão corporativo em janeiro deste ano foram 27% maioresdo que o registrado em janeiro de 2008, quando estourou o escândalo de abusos na utilização deste instrumento para pagamento de despesas do setor público. Segundo levantamento do site Contas Abertas, R$ 8 milhões foram pagos por meio dos cartões no primeiro mês de 2009, quase R$ 2 milhões a mais do que os R$ 6,3 milhões do ano passado.
Houve redução dos gastos com cartão ao longo de 2008, após o escândalo que resultou na demissão da ex-ministra de Igualdade Racial Matilde Ribeiro, que usou o cartão para fazer compras num free shop (em aeroporto internacional). Comparando com 2007, a redução foi de mais de R$ 20 milhões.
Dados do Portal da Transparência mostram que a Presidência lidera os desembolsos, com R$ 2,2 milhões pagos em janeiro, dos quais 94% não podem ser discriminados por serem "informações protegidas por sigilo, para garantia da segurança da sociedade e do Estado". Esse tipo de gasto, porém, já foi maior: no primeiro trimestre de 2008 totalizou 96%.

Cascata companheira

Lula, que já prometeu dez milhões de empregos - e não gerou nem trinta por cento do que prometeu - agora promete construir um milhão de casas.
Mas uma grande cascata eleitoreira, claro!
Toda semana, e às vezes todos os dias, Lula surge com uma nova estória.
Palanqueiro como é, sempre avesso ao trabalho, prefere discursar cascatas à esmo, onde quer que esteja, sob o olhar complascente de muitos formadores de opinião deste país.
Como diria Claudio Humberto Rosa e Silva, "...nunca, antes, na história deste país, o Executivo usou e abusou tanto de recursos públicos para fazer campanha presidencial antes da hora".

Candidatura de Dilma deveria ser lançada no castelo

O deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) sugeriu nesta sexta-feira ao presidente Lula que faça o lançamento oficial da candidata Dilma Rousseff no castelo de Edmar Moreira. "Já que o estupro da lei eleitoral está consumado - o presidente antecipou em vinte meses a campanha de 2010 - Lula deveria formalizar a candidatura do PT no castelo do Moreira. Não há lugar mais apropriado", diz ele.

Deputados driblam bloqueios judiciais

O drible tem a conivência da administração e, por conseguinte,da Presidência do Legislativo.

São da bancada paulista três dos quatro deputados federais que recebem vencimentos “na boca do caixa”, ao contrário dos demais, cujos salários são depositados em contas correntes.
Aline Corrêa (PP), Silvio Torres (PSDB) e Luiza Erundina (PSB).
O quarto deputado é Edmar Moreira (MG) ( foto ), aquele do castelo de US$ 25 milhões.
Aline Corrêa e sua assessoria não deram explicações. Os deputados recorrem ao recebimento “na boca do caixa” para driblar ordens judiciais de bloqueio de saldos em contas bancárias.
Incrível como nossos Deputados são tão criativos quando se trata de enganar a Justiça e, "aleatóriamente", a seus eleitores.
E pensar que o Poder Legislativo, reflete, pelo menos em tese, a vontade e a representatividade popular.

Sonho e pesadelo

Piada etílica e econômica

Essa corre o território livre da internet.
Estudo recente conduzido pela Universidade Federal de São Paulo mostrou que cada brasileiro caminha em média 1.440 km ao ano. Outra pesquisa feita pela Associação Médica Brasileira mostrou que o brasileiro consome, em média, 86 litros de cerveja ao ano.Os pinguços se animaram com a conclusão: o brasileiro faz 16,7 km por litro.

Brasil, um país de risco...

Ontem à tarde, a primeira-dama da Namíbia, Penehupifo Pohamba, em visita ao Rio, escolheu duas bolsas e um sapato na Salvatore Ferragamo do Shopping Leblon. Não conseguiu comprar - o cartão de crédito dela, da bandeira Visa, foi bloqueado.
O gerente ligou para a central do cartão na África e se informou: normas de segurança, porque sua excelência estava... num país de risco - esse mesmo, o Brasil. Acredite.

A beleza peferida de Nilópolis

O Nova América entrou na batalha deliciosa do Mulata do Gois 2009. Seu site tem um link para o concurso - e pede votos para Gisele, o espetáculo da foto, que representa a Beija Flor.
Hoje, bateria e passistas da escola de Nilópolis, acompanhado do melhor casal de mestre-sala e porta-bandeira do carnaval, Claudinho e Selminha Sorriso, vão se apresentar a partir de 19h, no encerramento da temporada de shows carnavalescos. Mas essa Gisele!....

Garoto de 13 anos é pai no Reino Unido

Aos 13 anos, Alfie Patten ( foto )segura sua filha.

Uma menino inglês de 13 anos se transformou em um dos pais mais jovens do Reino Unido após sua namorada, de 15, dar à luz a pequena Maisie, publica hoje o jornal "The Sun".
Alfie Patten, de 13 anos, mas com aparência muito mais infantil, e sua namorada Chatelle Steadman afirmam na entrevista concedida ao jornal que decidiram seguir adiante com a gravidez logo após saber da notícia, apesar de sentirem medo da reação de seus pais.Os jovens, que moram em Eastbourne, no sul da Inglaterra, guardaram o segredo até as 18 semanas de gravidez, quando a mãe de Chantelle começou a suspeitar.O pai de Alfie disse que o adolescente "ainda não assimilou" tudo o que se passou e lamentou que seu filho "não saiba a responsabilidade que é trazer um bebê ao mundo".A mãe da namorada -cujo marido está desempregado- disse, por sua vez, que "já temos cinco filhos para alimentar, por isso Maisie será uma grande responsabilidade econômica, mas somos uma família e seguiremos adiante todos juntos".O caso de Alfie e Chantelle não é o único do tipo no Reino Unido, já que, em 1998, Sean Stewart e Emma Webster foram pais com apenas 12 e 15 anos, respectivamente.

Obra do PAC vira palanque para Dilma em PE

A oposição decidiu entrar com uma ação no TSE para coibir o uso da máquina em favor da pré-candidata do PT em Recife.

O presidente Luiz Inácio da Silva esteve, ontem pela manhã, no município sertanejo de Salgueiro, a 518 quilômetros de Recife, para assinar ordem de serviço para a construção de um trecho da ferrovia Transnordestina - a mesma ferrovia que Lula criticava e lutava contra quando estava na oposição, batendo forte em Sarney.
A solenidade serviu, verdadeiramente, de palanque para a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata petista à sucessão presidencial, em 2010.Durante a solenidade, os dois ministros que fizeram discurso, Geddel Vieira, e dos Transportes, Alfredo Nascimento, usaram a oportunidade para fazer elogios rasgados à ministra “pela dureza, sutileza e ternura”.
Disseram ainda que Lula tem sorte por colocá-la na coordenação do PAC, que proporcionou acontecimentos como o de ontem, em que se dá continuidade a uma das mais antigas obras inacabadas do Nordeste.
Lula, em seu discurso, disse que o Brasil vai ensinar os países ricos a lutar contra a crise e dirigiu-se à ministra apenas uma vez. Mas Dilma não foi recebida com muito calor pelos sertanejos, para os quais ela ainda é quase uma desconhecida. Em um período de menos de 24 horas, entre a noite de terça-feira e a tarde de quarta-feira, a ministra se apresentou e discursou em dois palanques, divulgando as ações do governo e tratando de projetos políticos junto com companheiros de partido.Na quarta, foi o principal nome do governo no segundo e último dia do Encontro Nacional de Prefeitos, organizado e patrocinado pelo Palácio do Planalto. Na noite da véspera, ela foi a estrela da festa de comemoração dos 29 anos do PT. Cerca de 150 prefeitos petistas, de um total de 558, aproveitaram a viagem oficial à Brasília, paga pelas prefeituras para o encontro organizado do Planalto, para ir também à festa realizada pelo partido.Reação imediataA oposição decidiu ontem que entrará com uma ação conjunta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar coibir o que chama de uso da máquina federal em favor da campanha da pré-candidata do PT à Presidência da República, a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.
Para os presidentes do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), e do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), o aparato de segurança e o tratamento diferenciado garantido à ministra durante o Encontro Nacional de Prefeitos não deixam dúvida sobre a intenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de aproveitar eventos administrativos do governo para turbinar a candidatura da ministra. O governo passou totalmente dos limites. Montagem de fotos a R$ 30 e dúvidas se a ministra poderia ou não falar no evento deixam claro que o presidente está usando a máquina na pré-campanha, em vez de se concentrar em reduzir os efeitos da crise econômica que atinge o país,´ afirmou.´É impossível imaginar como será essa campanha do PT se, já em janeiro de 2009, todos nós assistimos perplexos à campanha de uma candidata que nem sequer foi lançada. Só um cego não vê que tudo isso que aí é campanha pura e simples,´ completou o tucano Sérgio Guerra. A expectativa da oposição é de que o TSE deixe claro quais os limites do governo e do presidente no período pré campanha eleitoral.

Vitória do 'sim' em referendo daria aval para Chávez 'radicalizar'

Uma vitória ampla do "sim" no referendo sobre o fim do limite à reeleição para cargos públicos, a ser realizado neste domingo na Venezuela, vai dar ao presidente Hugo Chávez um aval para radicalizar sua gestão, segundo analistas entrevistados pela BBC Brasil.
"Nessas condições, o governo pode afirmar que recebeu um mandato para aprofundar o processo de mudanças no país", afirmou o historiador venezuelano Miguel Tinker Salas, do Pomona College, na Califórnia.
Mas, segundo ele, se a vitória for estreita, o resultado deve levar o governo a apenas administrar o resultado, de olho nas eleições legislativas de 2010 e nas presidenciais em 2012.
Para o sociólogo Javier Biardeau, da Universidade Central da Venezuela, o voto nas urnas será um termômetro de avaliação da década do governo Chávez. "Se ganhar é porque a população aprova os resultados das mudanças promovidas nesses dez anos", afirmou.
Desafios
Tinker Salas lembra que Chávez terá pela frente o desafio de melhorar a gestão pública com o orçamento reduzido, em consequência da queda do preço do petróleo, motor da economia venezuelana.
"O que veremos é se o governo tem capacidade de se manter vivo durante a crise, sob a liderança de Chávez", complementou Javier Biardeau.
Para a oposição, uma derrota no referendo dificultará ainda mais suas possibilidades de retomar a Presidência, mas não representará seu fim, na opinião de Vicente León, diretor do instituto de pesquisa venezuelano Datanálisis.
"Uma derrota para a oposição não significa que ela estará destruída. Ao contrário, o sentimento de emergência frente a Chávez poderá aglutinar ainda mais este grupo", afirmou.
‘Não'
Já uma vitória do ‘não' no referendo converteria Chávez em "um presidente sem poder político", na opinião do cientista político Daniel Hellinger, da Universidade de Webster, no Estado americano do Missouri.
Segundo ele, esse resultado também mergulharia o partido oficialista PSUV em uma disputa interna na busca por um novo candidato para eventualmente substituir o presidente.
Para o historiador Tinker Salas, com uma derrota de Chávez e um grau significativo de rejeição à emenda, a oposição poderia recuperar espaços importantes no Parlamento, nas eleições marcadas para 2010.
Se o governo, no entanto, perder por uma diferença estreita, em consequência da abstenção do voto dos chavistas, Salas interpretaria o resultado como um voto de castigo ao governo e não necessariamente como uma aprovação da oposição.
Este último cenário poderia permitir ao mandatário venezuelano insistir na modificação da Constituição.
Abstenção
A abstenção, no entanto, é um dos desafios para o referendo, em especial para o governo. Chávez busca recuperar cerca de 3 milhões de votos de eleitores que o reelegeram em 2006, mas que se abstiveram de votar em 2007.
Nas eleições regionais do ano passado, o governo recuperou 1 milhão desses votos, cálculo que levou ao mandatário venezuelano a apostar que poderia vencer o referendo deste domingo.
Para tentar recuperar o eleitorado no referendo, Chávez encabeçou dois meses de uma intensa campanha por todo o país, na qual a mensagem transmitida à população é de que ele é "indispensável" para dar continuidade à revolução bolivariana e aos avanços sociais obtidos nos últimos dez anos.Para a oposição, que criticou o uso abusivo da máquina do Estado durante a campanha, a alternativa para derrotar o governo seria a conquista do voto dos chamados "ni-nis" (que não estão nem com um grupo, nem com outro), que, de acordo com o instituto Danatálisis, correspondem a 26% do eleitorado.

Avião cai sobre casa nos EUA e mata 49 pessoas

Pelo menos 49 pessoas morreram quando um avião de passageiros caiu sobre uma casa na cidade de Buffalo, no Estado americano de Nova York, segundo informações de policiais e bombeiros locais.

A aeronave, um Bombardier Dash 8- de fabricação Canadense - operado pela Colgan Air para a Continental Connect, viajava entre Newark, em Nova Jérsei, e Buffalo, levando 48 pessoas a bordo. A 49ª vítima fatal estava em terra.
Outras duas pessoas em terra foram internadas com ferimentos leves, de acordo com o canal de televisão CNN.
O avião partiu com atraso de duas horas e caiu no subúrbio de Clarence, a cerca de 16 km do aeroporto de Buffalo, às 22h10 da quinta-feira (hora local, 1h10 desta sexta-feira em Brasília).
Chamas
Imagens de televisão mostraram os destroços do avião e uma casa consumida pelas chamas, além de uma forte fumaça negra.
Um representante do condado de Erie, onde ocorreu o acidente, disse à CNN que três pessoas estavam na casa atingida. Segundo ele, o incêndio já foi controlado e o local foi isolado.
Pelo menos 12 casas da região foram evacuadas por causa do perigo representado pelo combustível que ainda restava na aeronave.
Moradores disseram ter ouvido um ruído agudo antes de o avião tocar o solo.
'Fora do radar'
A imprensa americana noticiou que uma gravação da base de controle de tráfego aéreo de Buffalo não mostrou sinais de preocupação nem da parte do piloto nem do controlador de voo.
Mas apenas um minuto depois o controlador perdeu o contato com a aeronave e perguntou a outros aviões na região se eles podiam vê-la.
"A torre me avisou que o avião simplesmente desapareceu do radar", disse o porta-voz da Autoridade de Transporte de Cargas da região ao jornal Buffalo News.
A Continental Airlines, da qual faz parte a Continental Connect, lamentou profundamente a tragédia e disse que está trabalhando junto com a Colgan Air para "dar o maior apoio possível às famílias das vítimas".
A Administração de Aviação Federal dos Estados Unidos disse que já enviou uma equipe de especialistas a Buffalo para investigar o acidente.

Catadora encontra R$ 40 mil no lixo e devolve ao dono

Araçatuba - A catadora de materiais recicláveis Lorenza Palma da Cunha, de 55 anos, moradora de Penápolis, interior de São Paulo, devolveu aos donos de um supermercado R$ 40 mil em dinheiro e cheques que ela encontrou no lixo do estabelecimento. Como faz todos os dias, Lorenza passou ontem no supermercado para recolher papel e garrafas plásticas que ficam em sacolas descartáveis no depósito de lixo. "Recolhi várias sacolas e algumas garrafas de plástico e coloquei aqui na carretinha (um reboque puxado por uma bicicleta). Quando cheguei em casa rasguei uma das sacolas e vi o dinheiro dentro dela", contou.
Lorenza disse que ficou espantada ao ver tantos dinheiro. "Nem acreditei que eram de verdade, para mim aquilo era dinheiro de mentira, de coleção. Perguntei para meu amigo e ele me disse que era de verdade. Quando mexi de novo, achei uns cheques e lembrei que as sacolas eram do supermercado", contou. Lorenza disse que não pensou duas vezes. "Voltei no supermercado e vi todo mundo desesperado procurando pelo dinheiro. Aí falei: o que vocês perderam está aqui e mostrei o dinheiro. A gerente me viu e começou a chorar, dizendo obrigado senhor", comentou.
Como recompensa, a catadora de materiais recebeu R$ 200,00 do dono do supermercado, que não quis dar entrevista. Os R$ 200,00 da recompensa foram usados por Lorenza para pagar a prestação de uma conta e com o troco ela comprou dois refrigerantes, dois pacotes de farofa e alguns espetinhos de carne bovina e de frango. Segundo ela, a compra foi para festejar o aniversário de um dos quatro netos, que completou 18 anos hoje. "Acho que o dia hoje era mesmo para eu dar um jeitinho de fazer uma festinha para meu neto", disse.

Evite acidentes na hora de realizar sua fantasia sexual

Camisinha estourada, lingerie velha, sons e odores indevidos, acessos de riso... Como lidar com as gafes mais comuns numa transa? Aqui vão dicas,para mulheres, extraídas da revista Mulher, da editora Abril, que também podem ser lidas por homens interessados no universo feminino:
Quando transamos, parece que o mundo lá fora nem existe. E a empolgação é tanta que, às vezes, a situação descambapara o inesperado. Pode ser a carícia que, de tão caprichada, acaba machucando; o rapaz que não está tão cheirosinho como você imaginava; ou até um pum que escapa, acabando com o clima... E nem pense em fazer cara de 'imagine, isso não acontece!', pois todo mundo tem alguma história para contar e a próxima pode ser com você. E aí, vai saber o que fazer? 'O melhor é agir com naturalidade e bom humor', diz a personal sex trainer Fátima Moura, de São Paulo. A sexóloga Rita Jardim, do Rio de Janeiro, concorda: 'Se algo não deu certo, seja com o parceiro fixo ou casual, há duas saídas: dar risada ou ter uma conversa franca!'
Sexo sem saias-justas!
... E se você falar o nome do ex para o atual? Se o namoro for recente, peça desculpas, explique que foi apenas a força do hábito e não prolongue o assunto. Agora, se você já está com o atual há um tempão e, do nada, troca o nome dele, a situação piora. Peça desculpas, faça um dengo nele e tente mudar logo de papo. ... E se a camisinha estourar? O estresse é inevitável, devido ao risco de gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Se o clima não desandar, continue - com outra camisinha, claro! E não descuide: vá logo ao médico, converse sobre a 'pílula do dia' Seguinte e faça exames.
... E se ele estiver suadão? Não adianta fingir que nada está acontecendo: odor desagradável corta qualquer clima! Se você só perceber o cheiro quando estiver bem perto do 'amigão' dele, volte a fazer carinhos na barriga, dê beijinhos e convide-o para um banho a dois: 'Quero nós dois bem cheirosos um para o outro'.
... E se ele negar fogo? Normal: seja compreensiva e apoie-o. Cubra-o de beijos e mimos. Quem sabe assim, deixando-o seguro, ele não volta a se animar?
... E se pênis for pequeno? Nada de pré-julgamentos, pois o desempenho do rapaz pode ser fantástico! Afinal, ele provavelmente vai querer compensá-la de outras maneiras.
... E se pênis for enorme? Se doer – pois há chance de bater no colo do útero (muito sensível) – peça para o moço ir mais devagar. Ah, e fique por cima dele – assim poderá controlar a intensidadee a profundidade dos movimentos.
... E se ele rir da sua fantasia? Você quis surpreender com a roupa de feiticeira e ele perdeu o fôlego... de tanto rir! Calma: pode ser reação de surpresa. Entre na brincadeira, pergunte, com voz sensual, o porquê do riso e parta para a ação. Você verá como ele retoma o clima! ... E se vocês caírem da cama? A empolgação era tanta que o colchão ficou pequeno. Se nenhum dos dois se machucou, continuem a transa no chão mesmo!
... E se sua lingerie for velha? Ok, você não esperava uma transa naquele dia. Mas nada de mostrar a calcinha esgarçada e desbotada! Se der, escape para o banheiro e já apareça toda nua. Senão, banque a sensual, amasse a calcinha ao tirá-la e jogue-a num canto.
... E se você machucar o gato durante o sexo oral? É chato, mas acontece – inexperiência ou empolgação. Se ele demonstrar que você o machucou, dê um sorrisinho e aproveite a pausa para perguntar como ele gosta. Continue segura e deixe-o mostrar o melhor caminho. Você irá conquistá-lo ainda mais!
... E se ele der um tapa forte? Reclame com jeito manhoso, peça tapinhas sutis. Agora, se não gosta, peça que troque os tapas por beijos.
... E se escapar um pum? Se houver intimidade, ria. Se não, nem toque no assunto e bola literalmente para frente. E não estresse com aquele barulho que a penetração causa ao acumular ar na vagina – os homens levam na boa!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Desemprego e suas facetas.

Charge de Amarildo publicado em :http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

Alguém ainda acredita que Serra será candidato?

Incrível! Alguém acredita ainda que Serra irá disputar a presidência em 2010 com a candidata de um presidente que tem 84% de aprovação e que não para de crescer com crise ou sem crise?
Lula mergulhará de cabeça na campanha de Dilma! Não serão aparições esporádicas como as que ocorreram a favor de Marta em SP, capital onde próprio Lula não tem a maioria da preferência.
Alguém acha que Serra deixará uma provável reeleição no disparado mais rico estado da federação - 34% do PIB brasileiro?
Realmente, parece que as pessoas gostam de se enganar! O teatrinho Aécio e Serra é só pra cumprir tabela na eleição pra presidente. Aécio é o candidato natural da oposição (PSDB) pois não pode mais se reeleger.
O único porém seria a crise mundial, aqui no Brasil, deixar de ser marola e virar tsunami. O que a depender dos números de janeiro/09 com relação a jan/2008 não irá acontecer.

Senador critica, em plenário, benefício a Battisti.

O senador Demóstenes Torres (foto), do DEM de Goiás, fez ontem um discurso no Senado com críticas severas à decisão do ministro Tarso Genro (Justiça) de conceder refúgio ao terrorista Cesare Battisti.
E usou como epígrafe uma frase de Reinaldo Azevedo: “Os esquerdistas acreditam que a cadeia foi feita apenas para o inimigo. Afinal, eles são os portadores do futuro. Prendê-los seria prender o sonho de liberdade”.
Nós, leitores de Reinaldo Azevedo, sentimo-nos honrados.

Trabalho escravo no Brasil é tema de estudos na ONU.

O Brasil teve 21.850 casos de trabalho escravo descobertos no período entre 2003 e 2007, segundo dados do estudo global sobre o tráfico de pessoas divulgado nesta quinta-feira (12) pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC, na sigla em inglês).
O estudo, que considerou dados fornecidos por 155 países, se considera a primeira avaliação global do fenômeno do tráfico de pessoas e das medidas que foram adotadas para combatê-lo. Os 21.850 casos são apenas de brasileiros. O relatório aponta que vítimas de países da América do Sul que trabalham como escravos no Brasil, como bolivianos, peruanos, paraguaios e equatorianos, não foram disponibilizados para o período de pesquisa. Do total, 2007 foi o ano em que mais ocorrências foram descobertas: 5.975. A fonte da pesquisa para este item foi o Ministério do Trabalho.O estudo revela ainda que de 2004 até fevereiro de 2008, 41 pessoas foram condenadas por tráfico humano no Brasil. Destes, 18 foram mulheres. No mundo, porém, a maior parte das condenadas são as mulheres. O relatório diz que 60% delas respondem pela ilegalidade. De acordo com a ONU, em regiões como Leste Europeu e Ásia Central, “mulheres traficando mulheres é quase regra”. “É realmente chocante o fato de mulheres vítimas de tráfico humano tornarem-se traficantes. Precisamos compreender as razões psicológicas, financeiras e coercivas que levam mulheres a recrutarem mulheres para este tipo de crime”, afirmou o diretor da UNODC, o italiano Antonio Maria Costa.

Claudia Leitte, agora mamãe, retorna ao carnaval da Bahia.

Quase um mês depois do nascimento de seu filho Davi, a cantora Claudia Leitte diz estar morrendo de saudade dos trios elétricos do carnaval de Salvador.
“Estou doida para subir no trio. Ontem eu tive uma reunião e temos vários projetos para esse carnaval. Tem um disco novo, um DVD que provavelmente vai vir só com clipes.
Claudia revelou num chat, ao vivo, aos internautas que considera sua música “Beijar na boca” uma forte candidata ao título de hit do carnaval 2009. “Eu acho que a música é fortíssima, quente.
Os fãs têm que votar nela, mas se não for o hit do carnaval, vai ser o hit do verão”, disse, pouco antes de cantar um trecho aos internautas que acompanharam o chat e que fizeram mais de 8 mil perguntas foram recebidas.


Musas da "bela idade" e do carnaval.

Elas já foram coroadas por várias vezes, mudaram de agremiações e continuaram brilhando e recebendo o carinho do público – apesar das polêmicas. As rainhas de bateria fazem parte de um time de musas eternas do carnaval. O posto mais cobiçado por atrizes e modelos emergentes desperta inveja, intrigas, ódio, idolatrias e paixões dos fãs. Mas algumas estrelas estão acima dessas picuinhas momescas e já escreveram seus nomes na história da Passarela do Samba. Entre elas, as veteranas Luiza Brunet, Luma de Oliveira e Viviane Araújo, que continuam com trono garantido na Avenida.
Não é difícil lembrar das belas mulheres que se destacaram na Marquês de Sapucaí nos últimos 10 anos, como a infernal mascarada Suzana Alves, a Tiazinha, Joana Prado, na pele de Feiticeira, além de Danielle Winits, Monique Evans, Adriane Galisteu, Fábia Borges, Adriana Bombom e Juliana Paes.
É verdade que algumas já saíram de cena, mas a maioria continua sendo citada como exemplo de beleza, competência e paixão pela escola. Não há quem esqueça o desfile memorável de Luiza Brunet com sua barriga de seis meses de gravidez à frente da bateria da Imperatriz Leopoldinense.

História de uma "cantada".

Quando conheceu a cantora e ex-modelo Carla Bruni, sua atual esposa, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse que, juntos, os dois ficariam "melhor que Marylin e (John) Kennedy".
O comentário foi feito num jantar no qual Sarkozy desafiou Bruni a beijá-la na mesma hora, revela um livro do anfitrião do encontro.
"Carla não caminha, desliza", diz o famoso publicitário Jacques Ségéla em "Autobiographie non autorisée" ("Autobiografia não autorizada", em tradução livre), livro no qual lembra detalhes da primeira conversa que Sarkozy e Bruni tiveram.
O bate-papo aconteceu num jantar na casa do autor e terminou virando uma história de amor à primeira vista, segundo o casal.
"Carla, você é capaz de me beijar na boca neste instante?", sussurrou à ex-modelo o presidente da França, que tinha acabado de se divorciar da segunda mulher, Cécilia Ciganer-Albéniz.
Sarkozy chegou ao jantar, organizado no fim de 2007 a pedido do presidente, com roupas informais, sem gravata e atrasado. À mesa, conheceu a mulher com quem se casou três meses depois.
"Conheço você bem, embora não tenhamos nos encontrado antes (...). Sei tudo sobre você porque me pareço com você", disse Sarkozy, que na ocasião declarou-se aliviado por ver "uma mulher bela que fuma e bebe".
Em sua investida, o presidente também afirmou que estaria na primeira fila do próximo concerto de Bruni, que na época se dedicava mais à música.
Além disso, declarou que se os dois iniciassem uma relação ficariam melhor que a atriz americana Marilyn Monroe e o presidente dos Estados Unidos John Fitzgerald Kennedy, que supostamente mantiveram um caso.
"Compromisso, jamais! A partir de agora, só viverei com o homem que me der um filho", disse Bruni, que, no entanto, não assustou o presidente, pai de cinco filhos e que perguntou a cantora: "Por que não seis?".
O jogo de insinuações seguiu noite a dentro, e, em 2 de fevereiro do ano passado, os dois se casaram em cerimônia privada no Palácio do Palácio do Eliseu, após um rápido e muito fotografado namoro.

Brasileira agredida na Suiça, pode ter sido vítima de xenofobia.

É considerado "grave" e "chocante" o crime contra a advogada Paula Oliveira, que foi agredida e marcada com objetos cortantes em Dubendorf, cidade que fica perto de Zurique (Suíça).
Grávida, ela acabou perdendo seus filhos gêmeos. À polícia suíça, ela disse que sofreu um aborto logo depois do ataque.
A agressão é vista pela imprensa internacional como ação com características de xenofobia(aversão a estrangeiros). Embora haja evidências de xenofobia, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, por seu titular, declarou a imprensa nacional:"Aparentemente, é xenofóbica, o que é preocupante. Mas não podemos tirar conclusões ainda. Mas, se de fato houve agressão de natureza xenofóbica, é um agravante e tem que ser tratado como tal", afirmou o chanceler Amorim.

Traficante esconde R$ 208 milhões, numa caminhonete em São Paulo.

A Polícia Federal conseguiu a primeira pista concreta sobre a fortuna do traficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadia no Brasil. A informação veio de outro suposto traficante colombiano preso em São Paulo e que teve a verdadeira identidade revelada na terça-feira (10). Ramon Manuel Yepes Penagos, conhecido como El Negro, contou à polícia que os cerca de 70 milhões de euros em dinheiro vivo (cerca de R$ 208 milhões) estavam escondidos em uma caminhonete, em um prédio nos Jardins, área nobre da cidade. Os policiais federais foram buscar nesta quinta-feira (12) o homem, preso em Pinheiros, na Zona Oeste, para o depoimento. Ele espera o julgamento por tráfico de ecstasy. O preso chegou a dizer que era brasileiro, do interior de Minas Gerais, até ser descoberto.A possível ligação entre os dois motivou o depoimento. Uma equipe de delegados federais e um procurador da República centraram o interrogratório no que mais interessava: o paradeiro da fortuna de Abadia no Brasil. De acordo com o homem preso em Pinheiros, o dinheiro estava embalado em pequenos maços e saiu do Brasil como entrou: por intermédio de colombianos, que vieram especialmente para levar a fortuna embora, logo depois da prisão de Abadia. De acordo com o suposto traficante, cada colombiano levou um milhão e meio de euros, divididos em trinta pacotes de cinquenta mil, o equivalente a quase R$ 4,5 milhões amarrados na cintura.

Maravilhas do cinema...

Audrey Hepburn em "Bonequinha de luxo" ao som de Moon River de Henry Mancini.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

ACM Neto, é o novo Corregedor da Câmara.

O deputado ACM Neto (DEM-BA) é o novo segundo vice-presidente da Câmara, função que o remete, automáticamente, a condição de Corregedor da Câmara.
Sem concorrentes e valendo-se da mobilização feita por seu partido, ACM Neto (DEM-BA) conquistou 404 votos dos Deputados presentes ao plenário.
Foi considerada, sob o aspecto político, uma votação confortável. Havia a necessidade de 257 votos, no mínimo. Conquistou 147 votos a mais , do necessário, com uma conquista considerável: espantou o fantasma do voto branco.
ACM Neto ocupará a vaga do Deputado Edmar Moreira (DEM-MG), mais conhecido como dono do Castelo mais famoso da atualidade e por denúncias de débitos previdenciários.
Conforme compromisso assumido com a cúpula do DEM pelo presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), permanece no organograma da segunda vice, a Corregedoria Geral da Câmara.
ACM Neto se encarregará de analisar, à priori, todas as representações contra deputados denunciados pela prática de falta de decoro parlamentar e outros delitos.
Coincidentemente, pelas mãos de ACM, poderá, inclusive,tramitar um eventual processo contra Edmar Moreira.

Camara dos Deputados quer tornar público gastos de verbas.

Brasília-A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu hoje (11) que será tornado público os detalhes sobre os gastos dos deputados com a verba indenizatória. Os R$ 15 mil mensais podem ser usados, entre outras coisas, em despesas como aluguel, alimentação do parlamentar e hospedagem dos deputados e seus assessores. O benefício é concedido mediante solicitação à Primeira-Secretaria da Mesa, onde também são entregues as notas fiscais comprobatórias das despesas. Hoje são apresentadas à administração da Câmara cerca de 17 mil notas fiscais por mês. O presidente Michel Temer informou que na próxima terça (17) o primeiro-secretário, deputado Rafael Guerra (PSDB-MG), deve apresentar à Casa um “estudo sobre como se dará a divulgação pormenorizada das despesas”.
Bom! Como político nem sempre cumpre o que promete...vamos esperar, esperar,esperar.......

A saúde é de ouro no Pará.

Conhecidos por criticar a todos e cometer os mesmos erros de todos, com algum acréscimo, os petistas, sempre estão a volta com a má gestão da coisa pública. A governadora do Pará Ana Júlia Carepa (PT), conhecida por adorar torrar dinheiro publico com o próprio lazer ( e da família e afins), não mede esforços para fazer do orçamento, público Paraense, o que bem entender.
A última, quer dizer, mais recente, é que a dita Governadora cancelou, sem aviso prévio, o contrato de R$ 22,2 milhões com o Centro Integrado e Apoio Profissional na gestão do Hospital Regional, alegando “redução de despesas”, e assinou outro, de R$ 60,7 milhões com a Pró-Saúde. O acréscimo mensal é de 36%. O governo diz que o Ciap “atrasou o cronograma” e “cometeu irregularidades”. Será???

Felipão: A nova vítima do pé-frio do Planalto.

Charge de SPONHOL, publicada em:
http://www.claudiohumberto.com.br/principal/index.php

LULA E OS NÚMEROS MENTIROSOS NO PALANQUE

Ser adversário político de Lula é uma tarefa perigosa. E não é de hoje, não. Seu sucesso mais visível na política partidária propriamente dita se dá a partir de 2002. Mas, antes disso, o PT ajudou a enlamear muitas reputações — algumas foram destruídas. E, como já escrevi aqui outro dia, a legenda também pode funcionar como lavanderia de biografias: basta que o interessado preste vassalagem ao soberano. Antes ainda, no meio sindical, um decreto não-escrito de Lula tinha o poder de demonizar pessoas.
Mas também sabe ser conveniente, quando isso lhe traz, digamos,"retornos".Em 2000, ele esculhamba a família Sarney. Em 2006, ele a santifica. E parece impressionantemente sincero nas duas vezes. Lula é um adversário perigoso porque é o chefe inconteste da maior máquina partidária jamais havida no país, com seus múltiplos tentáculos, e porque sabe atacar bem abaixo da linha da verdade. E o faz com aquele misto de aparente indignação e pia sinceridade.Ontem, na pajelança em que se começou a celebrar a morte da Lei de Responsabilidade Fiscal, o alvo, claro!, foi o governo tucano de São Paulo — obviamente, mirava em José Serra. Lula lançou ao vento números mentirosos sobre o analfabetismo em São Paulo. Absurdamente mentirosos. Lembremo-nos do caso. Reproduzo um trecho da reportagem do Estadão On Line:
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou o Encontro Nacional dos Novos Prefeitos e Prefeitas, em Brasília, para atacar o governo do Estado de São Paulo. Em discurso de improviso, Lula disse que o Estado apresenta números elevados de analfabetismo. A crítica do presidente causou constrangimento ao prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), aliado do governador José Serra (PSDB). "Pasme, caia de costas, Kassab. No Estado de São Paulo nós temos 10% de analfabetos. É o Estado mais rico da federação", disse. "Você não sabe, e eu também não sabia", afirmou o presidente.Viram? Mas não é só. Lula também sugere que essa é a realidade porque o governo de São Paulo não coopera com o governo federal. Prossegue o Estadão On Line:Em seu discurso, Lula disse que não adianta o ministro da Educação criar programas de alfabetização se não houve um pacto entre o governo federal e os Estados. O presidente afirmou ainda que as regiões com os mais altos índices de analfabetismo são Norte e Nordeste. Só no Norte, disse, o índice de analfabetismo chega a 19%. Ele cobrou dos prefeitos maior empenho para colocar em prática ações federais de redução do analfabetismo.
Pois bem, leitor. Há o que diz Lula, e há a verdade. E a verdade é bem diferente do que diz Lula. E quem o sustenta? Eu? Peço que vocês acreditem ou em mim ou em Lula? Não. Os dados que seguem são do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Segundo o Pnad 2007 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), estes são os índices de analfabetismo em alguns estados das pessoas com 15 anos ou mais:
DF - 3,7%RJ - 4,3%SC - 4,4%SP - 4,6%RS - 5,0%PR - 6,6%MG – 8,9%RMSP: 3,8% (Região Metropolitana de São Paulo).
Creio que o índice não chegue a 10% nem que se incluam os “analfabetos” de zero a cinco anos... Vejam a evolução dos números ao longo dos anos em São Paulo:
Ano - Taxa de Analfabetismo1970 - 19,11980 -13,91991 -10,21995- 7,71996 - 7,31997 - 6,81998 - 6,61999 - 6,22000 - 6,62001 - 6,02002 - 5,92003 - 5,42004 - 5,52005 - 5,42006 - 5,02007 - 4,6Fonte: IBGE - Censos Demográficos (decenais) e PNAD's.
Os dados mentirosos de Lula foram, depois, vejam só, corrigidos por outra mentira, esta do Planalto. Na transcrição, ele aparece dizendo que São Paulo tem 10% dos analfabetos de todo o país. Se a intenção tivesse sido essa, por que o "Pasme, caia de costas, Kassab", como se isso fosse um grande escândalo? O Estado tem 22% da população brasileira.Lula, ontem, estava da pá virada, “Ataque de boçalidade” (às 19h05), em que tratou a imprensa aos chutes. Por quê? Ora, porque ela relatou, desta feita, o que Lula anda fazendo. Ah, sim: na transcrição de sua fala, o Planalto maquiou a fala do Apedeuta. É como se Lula tivesse dito que o estado de São Paulo tem 10% dos analfabetos do Brasil.Não, não estou demonizando a política. Ao contrário, se há alguém que não cai no truque fácil de, vamos dizer, “ilegalizar” a política, este alguém sou eu. Observem que jamais trato distribuição de cargos entre aliados como “fisiologismo”, por exemplo. Acho isso um vício da cobertura política. Afinal, é com aliados que se governa mesmo no mundo inteiro — eles têm é de ser competentes. Assim, é compreensível que o presidente faça propaganda de seu governo. Mas há coisas que não lhe são lícitas. E, definitivamente, não é lícito mentir sobre dados, fazendo alusão indireta a um possível adversário político nas próximas eleições. Especialmente num evento pensado sob medida para beneficiar a provável candidata oficial. Especialmente numa cerimônia em que se começou a celebrar a morte da Lei de Responsabilidade Fiscal.
Leia mais em: http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/

Karl Marx estava com a razão?

"Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado" (Karl Marx, in O Capital, 1867)

Os saudosos do Felipão

Charge de Amarildo

O eleitor tem memória curta.

Exercendo o mandato de prefeito dacidade de João Alfredo ( PE )conseguido depois da renúncia, em 2005, o ex-presidente da Câmara Severino Cavalcanti (PP-PE), segundo o Blog do Noblat, aconselhou o deputado Edmar Moreira (DEM-MG) a tocar a vida e dar a volta por cima. Severino ( alguns lembram ) se viu compelido a renunciar à presidência da Câmara e ao mandato para não ser cassado, quando envolveu-se foi no escândalo de propinas, quando foram descobertos pagamentos, em seu favor, feitos pelo dono de um restaurante que funciona no da Câmara dos Deputados.
- Cada um tem a renúncia que merece. Hoje o Edmar é o Severino de ontem. Ele renunciou porque quis. Isso mostra que essas desgraças não acontecem só comigo - comentou Severino, hoje prefeito de João Alfredo, em Pernambuco, e que foi participar do encontro de prefeitos organizado pelo Planalto, em Brasília.
Ele diz que tanto a crise na Câmara como os percalços hoje vividos por Edmar Moreira são passageiros.
- O Edmar tem que enfrentar a vida. Veja meu caso. Renunciei e fui embora para minha terra e dei a volta por cima. O eleitor nem se lembra disso e hoje estou aqui, vitorioso, feliz da vida.

Temer mantém a caixa preta das verbas dos Deputados.

Ricardo Noblat


Michel Temer (PMDB-SP), presidente da Câmara dos Deputados, deu um drible de corpo na proposta que lhe apresentaram ontem durante a reunião semanal dos líderes dos partidos.
A proposta: tornar transparente a prestação de contas dos 513 deputados referente ao uso da verba indenizatória.
Entenda-se como verba indenizatória a quantia de R$ 12 mil mensais que cada deputado tem direito para pagar em seu Estado despesas com gasolina, alimentação e segurança.
Uma vez apresentadas à Câmara as notas fiscais correspondentes às despesas, o deputado é reembolsado.
Pensam que a Câmara confere se as notas são frias ou quentes?
Qual o quê. Limita-se a arquivá-las.
Pensam que a imprensa pode consultar as notas? Também não. Ninguém pode.
É uma caixa preta.
Todo mundo sabe que há notas frias aos montes. E que elas justificam despesas que não foram feitas. Ou seja: deputados embolsam cinicamente a verba indenizatória - no todo ou em parte.
Temer achou melhor criar uma comissão para estudar a proposta de transparência.
Sabe quando haverá transparência nesse caso?
Nunca.

Bem a propósito. Um vampiro otimista:


PMDB,é o partido da boquinha: Eis as provas irrefutáveis.

A conta é do Congresso em Foco. O PMDB administrará no Brasil, em 2009, dinheiro público equivalente a mais de dois orçamentos da Argentina.
Coisa de R$ 258,9 bi, correspondentes a seis ministérios, sete governos estaduais, a Câmara e o Senado.
E mais...
Este "orçamento" do PMDB corresponde a 16,1% de todo o dinheiro previsto para ser gasto este ano pelo governo Lula.
Sem falar nos cargos disputados vorazmente pelos correligionários de Sarney e Michel Temer no Senado e na Câmara.
Leia mais em: http://congressoemfoco.ig.com.br/

Uma campanha corpo a corpo.

Sexta à noite, depois do ensaio da Mocidade na Sapucaí, Meiri Lannes, mulata da escola, voltava no ônibus (linha 397) para Bangu, onde ainda faria um show (vida de passista é dureza), quando um outro passageiro a abordou:
- É você mesmo! A candidata da Mocidade no Mulata do Gois! Vi sua foto no jornal. Você é linda!
E saiu pelo ônibus, pedindo votos para Meiri (que aparece na foto, para você conferir os motivos do entusiasmo do rapaz).
Do Centro a Bangu, todo mundo que entrava recebia um santinho, que a mãe da mulata carrega na bolsa, com o endereço do site.
Vi e gostei em: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/
E você? Já votou na sua candidata?

Saliência ao vivo

Um casal foi flagrado fazendo saliência na varanda do quarto andar do Hotel Fasano, em Ipanema, segunda, por volta das 18h. Veja só.
Um público animado ficou observando a performance do casal e, no final, bateu palmas.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

T E R M I N O U

BRASIL 2 X 0 ITÁLIA

Queimei a língua!......

Os que se vão, farão falta?

O deputado estadual Leonardo Moreira (DEM-MG), filho do deputado federal Edmar Moreira (DEM-MG), ingressou nesta terça-feira com pedido de desfiliação do DEM no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Minas Gerais. Leonardo, ao lado do irmão Júlio Moreira, são apontados como os donos do castelo Monalisa, estimado em R$ 25 milhões, que levou Edmar Moreira a renunciar à Corregedoria da Câmara por não ter declarado o imóvel à Justiça Eleitoral. exemplo do pai, que também ingressou com pedido de desfiliação do DEM no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Leonardo Moreira argumenta que sofreu perseguição política no partido. Na justificativa do pedido de desfiliação, ao qual a Folha Online teve acesso, ele aponta como causa a "grave discriminação pessoal do diretório nacional do DEM" em relação a ele próprio e ao seu pai.A perseguição política foi motivada, segundo os argumentos da defesa de Leonardo Moreira, pela "omissão de declaração do castelo Monalisa e denúncia no STF (Supremo Tribunal Federal) acerca de apropriação indébita de contribuições previdenciárias".Ao contrário de Edmar, que teve sua expulsão publicamente defendida por integrantes do DEM, o deputado estadual não corria o risco de perder o mandato na legenda.
Como é sortudo este DEM! Quando você soma massa negativa, o todo diminui. Quando faz o contrário, aumenta. O DEM ficou maior.

Desemprego à brasileira.

Charge de Amarildo - Publicada em http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

I N A C R E D I T A V E L ! ! !

A Seleção Brasileira de Futebol, joga neste momento, contra a nova Seleção da Itália, e aos treze minutos do segundo tempo...pasme! Ganha de Dois a Zero.....

Pesquisa "Boca-de-urna", dá vitória a Tzipi Livni nas eleições israelenses

Pesquisas "de boca-de-urna" divulgadas após o fim das eleições israelenses desta terça-feira dão vitória para o Kadima, partido da ministra do Exterior, Tzipi Livni. Segundo o site do jornal israelense "Ha'aretz", o partido de centro, que aparecia em segundo lugar nas pesquisas que antecederam o pleito, teria ultrapassado o favorito Likud, do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, por duas ou três cadeiras.
Segundo o Canal 2, o Kadima teria conquistado 29 vagas no Parlamento, enquanto o Likud teria 27. Em terceiro lugar nas projeções aparece o Yisrael Beiteinu, de Avigdor Lieberman, com 15 cadeiras e, em quarto, pela primeira vez na história, o partido Trabalhista, de Ehud Barak, com apenas 13 lugares. A pesquisa informa ainda que 28% dos eleitores ainda não decidiram em quem votar, por isso a balança poderia ainda se inclinar para Mofaz, embora o "Haaretz" diga que isso é "muito improvável".
O vencedor das primárias pode se transformar no próximo primeiro-ministro de Israel, caso consiga manter a atual coalizão de governo.

A galinha, a pamonha e o deputado

No último fim de semana, viajando de carro do Recife para Petrolina, no alto sertão de Pernambuco, o deputado federal Luiz Gonzaga Patriota (PSB) sentiu fome e resolveu almoçar numa birosca de beira de estrada que oferecia como prato principal galinha com pamonha.
Em toda sua vida, Patriota jamais comera galinha com pamonha.
Comeu, gostou e pediu a conta à dona da birosca.
- São R$ 60,00 - respondeu a mulher já idosa.
Por esse preço, se come bem e fartamente no mais tradicional restaurante do Recife, o centenário "Leite".
- Mas R$ 60,00 ? - espantou-se Patriota.
- Sessentinha - devolveu a mulher sem nem piscar.
- É muito difícil encontrar galinha por aqui? - provocou Patriota, irônico.
- Não. Difícil é encontrar deputado - respondeu a mulher.
Vi e gostei em:

Julia Roberts fecha acordo, milionário, com gigante do entretenimento.

por Roberto Cunha

Há tempos que o cinema deixou de ser um mero caminho para o ator exercer sua função de atuar. De uns anos para cá, quando os cachês subiram significativamente, tornou-se cada vez mais comum a realização de filmes através de produtoras pertencentes aos próprios artistas. Seja por intermédio de um pontapé inicial, por conta do prestígio alcançado no segmento, ou com a colocação da mão na massa propriamente dita. A idéia deles, muitas vezes, é realizar com o dinheiro recebido projetos muitas vezes descartados pelos maiorais do mercado.Julia Roberts (Erin Brockovich, Uma Mulher de Talento) e o diretor Brett Ratner (X-Men - O Confronto Final) fecharam negócio entre suas produtoras, Red Om Films e Rat Entertainment, e a Reliance Big Entertainment. A empresa faz parte do conglomerado Reliance Anil Dhirubhai Ambani Group, gigante indiano com interesses em áreas diversas como telecomunicações, varejo, energia e, claro, entretenimento. Para se ter uma idéia, é o mesmo grupo que injetou US$ 550 milhões na DreamWorks de Spielberg para provocar uma cisão com a Viacom e virar um novo projeto.

Berlusconi e Abbas, elogiam Obama.

Roma, 10 fev (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, e o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, expressaram hoje, em Roma, sua estima pelo trabalho diplomático do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e do chefe de Estado egípcio, Hosni Mubarak, durante o recente conflito na Faixa de Gaza.Os dois líderes não fizeram declarações após sua reunião e se limitaram a uma nota comum, na qual explicaram que o encontro foi centrado na situação na Faixa de Gaza e nas perspectivas de fortalecer a atual trégua.
Berlusconi e Abbas discutiram a necessidade de chegar à reconciliação de todo o povo palestino, assim como a urgência de relançar o processo de paz com Israel.
Sobre o recente conflito em Gaza, tanto a Itália quanto a ANP mostraram sua estima pelo "importante papel de mediação de Hosni Mubarak, assim como a ação diplomática do presidente americano, Barack Obama".
Os dois coincidiram na importância da conferência sobre a reconstrução de Gaza que será realizada no Cairo, em 2 de março.
A reunião no Cairo e a situação no Oriente Médio serão os temas centrais da reunião que Berlusconi e Mubarak também manterão hoje à tarde.
Apesar da presença de Mubarak e Abbas em Roma, os dois líderes não se encontrarão.

Marolinha do Lula em São Paulo.


Ainda Arnaldo Jabor, o Palhares

Ipojuca Pontes

Basta ouvir: a Rádio CBN se compraz em anunciar Arnaldo Jabor como um observador “polêmico e passional” dos fatos e acontecimentos do cotidiano. Em suas chamadas diárias, à cata de audiência, a emissora do Sistema Globo de Rádio vende a idéia da passionalidade de opinião do comentarista como presumível atributo de valor para efeito de marketing – o que não deixa de ser um dado elucidativo de como a empresa enxerga o seu colaborador: uma espécie de pitbull controverso, arrebatado, parcial e, num sentido lógico, aparentemente sem limites.
Com efeito, escrevendo ou falando, Arnaldo Jabor explora a intempestividade e, num tom imperativo, cheio de si, se arremessa contra tudo e contra todos. Assim disposto, e auto-intitulado “psicanalista da notícia”, o astro da mídia global traça sem a menor cerimônia qualquer tipo de assunto e enfrenta, “numa boa”, a matéria momentosa, por mais complexa que ela possa parecer. Convém salientar, no entanto, que a crítica bem fundamentada, a partir da consulta às fontes primárias para repassar ao leitor a informação genuína nunca faz parte do seu receituário. Tal qual um Flávio Cavalcanti dos tempos do hip-hop, o seu compromisso é com o resultado do comentário extravagante.
Leia mais em:

Juiza, investigada por corrupção, deverá ser promoida.

Relatório acusa magistrada de favorecer prefeitos acusados de desviar verbas.

O Tribunal Regional Federal da 1 Região deverá promover esta semana a desembargadora a juíza Ângela Catão, da 11 Vara Federal de Belo Horizonte. Relatório da Operação Pasárgada, que a polícia deve enviar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) também esta semana, acusa a juíza de corrupção e formação de quadrilha, entre outros crimes. A polícia investiga o suposto envolvimento de Ângela no favorecimento a prefeitos acusados de desviar verbas do Fundo de Participação dos Municípios.
A juíza deverá ser promovida a desembargadora para ocupar a vaga aberta com a aposentadoria do vice-presidente do TRF, Antônio Ezequiel da Silva, no fim do mês passado. A existência da vaga foi anunciada em edital publicado semana passada. Como é a magistrada com o maior tempo de serviço, Ângela é a primeira da fila. Ela só não será promovida se declarar que não quer trocar a Justiça Federal em Minas pelo TRF em Brasília. Ângela já desistiu duas vezes da promoção, mas desta vez, segundo uma autoridade com trânsito no TRF, ela não abrirá mão do novo posto. Leia mais em: http://www.globo.com/

Começaram, hoje, as eleições em Israel.

Israelenses votam em partidos e não candidatos; saiba como funciona:
Os israelenses vão às urnas nesta terça-feira para eleger os 120 membros do Knesset, o Parlamento do país, responsáveis por elaborar leis e escolher do próximo primeiro-ministro. Em Israel, o voto não é obrigatório e pode ser exercido por todo cidadão com mais de 18 anos. Neste ano, os israelenses aptos a votar somam 5,3 milhões.
Nos locais de votação, os cidadãos encontrarão um conjunto de fichas entre as quais deverão identificar e selecionar a do partido escolhido. Cada ficha tem uma letra do alfabeto hebraico e um pequeno slogan. Nela há uma lista numerada, feita pelo próprio partido, com os nomes de todos os candidatos, conforme sua importância. Uma vez selecionada, a ficha é depositada em uma urna.
Esse sistema de votação, que dispensa leitura, permite que o grande número de judeus nascidos em outros lugares e que são analfabetos na língua oficial do país --o hebraico-- também possam votar --as campanhas dão ênfase às letras de cada partido.
Na hora da apuração, vale o sistema proporcional nacional. Desta forma, a distribuição das cadeiras é proporcional ao número de votos que cada partido --ou coligação-- recebe. A única limitação à proporcionalidade é uma cláusula de barreira de ínfimos 2% --como o percentual é um dos mais baixos do mundo, há uma grande fragmentação da composição do Parlamento, que atualmente tem membros de 12 partidos.
Logo, se um partido, por exemplo, consegue 10% dos votos, terá direito a 10% das 120 vagas do Knesset, e elas irão para os candidatos de número 1 a 12 da lista de votação.

Obama alerta para "espiral negativa" da economia

Em sua primeira entrevista coletiva como presidente dos Estados Unidos, Barack Obama defendeu a aprovação imediata pelo Congresso do pacote de estímulo econômico para evitar "uma espiral negativa" na economia do país. Obama também voltou a defender o diálogo com o Irã, dizendo acreditar que uma relação de "respeito mútuo" é possível. O presidente reconheceu ainda a dificuldade enfrentada pelo Exército dos EUA no Afeganistão. Antes das perguntas, Obama leu uma declaração defendendo a aprovação do pacote econômico de US$ 829 bilhões que deve ser votado nesta terça-feira pelo Senado. O tema dominou a coletiva.
Na resposta à primeira pergunta, sobre a capacidade do país de sair da crise, Obama disse que tem confiança em uma solução, mas repetiu o apelo que fizera durante a tarde em um evento na cidade de Elkhart, no Estado de Indiana (centro-norte do país), duramente afetada pelo desemprego.
"Quando você demora a agir em situações como essa, você entra em uma espiral negativa", disse o presidente. Ele defendeu que o Congresso aprove com rapidez o pacote de estímulo à economia, afirmando que metade das 3,5 milhões de demissões em razão da crise aconteceram nos últimos três meses. Esse dado mostra, segundo ele, que a crise está se acelerando.

"Ô lôco meu"! Faustão briga na Globo.

Circula por aí, que Faustão ficou indignado ao perceber que sua produção estava ensaiando com as pessoas do auditório antes de eles fazerem perguntas aos convidados. Nos bastidores, a produção do "Domingão" formula perguntas para dar à plateia. Faustão ficou nervoso e reclamou no ar: "Vocês ensaiaram", afirmou o apresentador, referindo-se à produção. A Globo não comentou. Mas ,dizem: "O barraco foi considerável". Faustão é acostumado ditar regras de conduta e procedimentos no seu programa, a ponto de contrariar a prórpia direção e produção.