sábado, 18 de abril de 2009

Um time sem caráter ?

Dentro de mais alguns instantes, o Botafogo de Futebol e Regatas estará em campo para defrontar-se com um tradicional adversário no futebol: O Flamengo. Sabemos que o alvi-negro terá dificuldade de conseguir uma vitória, principalmene, depois do fiasco diante do bisonho time do Americano de Campos, quando perdeu a chance de continuar na Copa do Brasil. Com um time humilde, sem grandes craques mas com uma excelente orientação técnica, o Botafogo tenta, mais uma vez, sair de uma "escrita" a qual se caracteriza como a impossibilidade de ganhar do tradicional adversário em partidas decisivas. Algumas vezes vimos atos de injustiça prejudicar o Botafogo. Vimos falhas óbvias e inadmissíveis de árbitros, decidirem partidas, sempre em desfavor do time alvi-negro. Sabemos que, paralelamente, o Botafogo tem como adversário um torcida aguerrida- a maior do Brasil- que não se situa, apenas, nas arquibancadas e cadeiras, como também à frente de milhões de televisores em todo país, em transmissões movidas pelo interesse econômico. A torcida rubro-negra também se situa, sem nenhuma preocupação de se expor, por trás das câmeras, microfones, computadores e apitos.
É preciso ter mais que um time. É necessário ter um um grupo decidido, competente, bem treinado e com muita personalidade para galgar tão grande e importante obstáculo: Vencer o interesse da mídia, dependente do poder econômico. Levar o campeonato para um segundo e decisivo jogo é uma forma de faturar mais, mas para o Botafogo ou se "fatura" este jogo hoje, ou dificilmente conseguirá vencer o campeonato em um próximo jogo. "Eles" não permitirão.
Contra tudo e contra todos, mais do que nunca, a equipe do Botafogo terá que provar, mais uma vez, que não se trata de um time " sem caráter"!

Porque hoje é sábado: Uma bela mulher


Carla Bruni Sarkosy

Como fica o casamento após os filhos

Aquela história de que quando os filhos chegam o relacionamento muda agora é comprovada em pesquisa. Um estudo realizado durante oito anos por pesquisadores das Universidades de Denver e do Texas, nos Estados Unidos, com 218 casais mostrou que 90% deles sentiram uma queda na satisfação conjugal após o nascimento do primeiro filho. Por outro lado, alguns casais disseram que o relacionamento melhorou com a chegada da criança. Outro resultado da pesquisa sugere que aqueles que já tinham sido casados há mais tempo e com rendimentos mais elevados pareciam ter menos problemas no pós-parto se comparados aos casais com baixa renda ou que tinham sido casados por um curto período de tempo. Segundo Ana Menzel, psicóloga do Hospital Albert Einstein (SP), a chegada de uma criança no casamento traz mudanças, e não só no relacionamento do casal, mas na vida de uma forma em geral. Por isso, atualmente, muitas mulheres adiam a gravidez por conta da profissão. “O filho deve ser um projeto do casal. Para isso, é preciso que o homem e a mulher conversem abertamente sobre a reorganização que vão ter de fazer em suas vidas com o nascimento da criança”, diz. E a maturidade para se adaptar à nova rotina independe da idade de ambos. “Há aqueles jovens que não têm problema e alguns mais maduros que sentem mais dificuldade de se organizar”, afirma Menzel. Um momento a dois Uma dos estresses no casamento com a chegada de um bebê, principalmente no primeiro ano, é a falta de tempo que a mulher tem com o marido - e vice-versa. Por isso, é fundamental criar momentos a sós para o casal, como sair para jantar, ir ao cinema, teatro. “No entanto, para a mulher, nos primeiros meses com o bebê em casa, sair, mesmo que por uma horinha, pode ser motivo de grande ansiedade”, diz a especialista. É a hora de o marido compreender e aguardar um pouco mais. Logo, a mãe já estará mais confiante com a rotina do bebê e com os horários da amamentação. Outro ponto importante é ter alguém de confiança dos pais para ficar com a criança. Dessa forma, as pequenas saídas só tendem a ser produtivas.

Jornalista é condenada a oito anos de prisão no Irã

A jornalista iraniano-americana Roxana Saberi foi condenada a 8 anos de prisão no Irã, sob a acusação de espionar a favor dos EUA, segundo sua família e seu advogado.De acordo com seu pai, ela teria sido "enganada" para assumir a acusação.
"Roxana nos disse que nada do que confessou era verdade, mas que a intimidaram e disseram que se cooperasse seria liberada", afirmou Reza Saberi, sem informar quando aconteceu a conversa com a filha. A Casa Branca informou que o presidente dos EUA, Barack Obama, ficou "profundamente desapontado" com a decisão do tribunal iraniano. A secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, disse que vai pressionar o governo norte-americano no caso.O Judiciário do Irã havia acusado formalmente a jornalista freelancer e ex-miss de espionagem, segundo a agência ISNA.Citando um juiz iraniano, a agência diz que Saberi aceitou a acusação.Saberi está detida há quase dois meses no Irã, na prisão de Evin, em Teerã. Na semana passada, ela recebeu a visita de seus pais.Jornalista freelancer de 31 anos, Saberi telefonou para seus pais no dia 10 de fevereiro deste ano dizendo que tinha sido detida, mas pediu a eles que não fizessem nada, pois pensava que não se tratava de um assunto sério.No dia 28 do mesmo mês, seu pai, morador da cidade americana de Fargo, decidiu vir a público após 18 dias sem notícias da filha. Segundo o pai, Saberi teria sido detida por ter comprado uma garrafa de vinho no Irã, país que proíbe a venda e o consumo de álcool. No entanto, as autoridades iranianas justificaram que a jornalista americana trabalhava "de forma ilegal", já que sua licença de trabalho havia vencido havia mais de um ano. A jornalista, que já colaborou com emissoras de televisão conhecidas internacionalmente como "BBC" e "Fox News", estava no Irã para escrever um livro sobre o país e cursava um mestrado em política iraniana.Roxana foi Miss Dakota do Norte em 1997 e esteve entre as dez finalistas do Miss América naquele ano. Sua mãe, Akiko, é japonesa, e seu pai é iraniano. Ela nasceu nos EUA e cresceu em Fargo, Dakota do Norte. No início de março, pouco depois de a notícia ter sido divulgada, o vice-promotor de Teerã, Hassan Haddad, anunciou que a libertação da jornalista ocorreria "em breve". Estados Unidos e Irã romperam suas relações diplomáticas em 1980, depois do longo sequestro da embaixada americana em Teerã e o triunfo um ano antes da Revolução Islâmica que derrubou a monarquia do último xá de Pérsia, o pró-ocidental Mohamad Reza Pahlevi. Em janeiro passado, após assumir o cargo, o presidente dos EUA, Barack Obama, se comprometeu a buscar uma nova relação com o Irã se o regime dos aiatolás "estender a mão". Nos últimos anos, vários jornalistas, pesquisadores e professores irano-americanos foram detidos pela polícia iraniana. Na semana passada, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, entregou às autoridades iranianas uma carta na qual explicava que a libertação de Saberi e a de um suposto agente americano desaparecido há de mais de dois anos na ilha iraniana de Kish seria entendida como um gesto de boa vontade.

Video da semana

Dionne Warwick & Friends

That's What Friends Are For

As mais belas praias do Brasil

O jornal inglês The Guardian publicou nesta quarta-feira (15) uma lista com as 10 melhores praias no Brasil, escolhidas por 10 especialistas. Em primeiro lugar aparece a praia Alter do Chão, próximo de Santarém, no Pará, que desbancou paraísos incontestes como Fernando de Noronha e Jericoacoara e praias tradicionais do Rio de Janeiro e da Bahia.
A praia vencedora, que fica à beira do rio Tapajós, foi escolhida por Tom Phillips, correspondente do Guardian no Brasil.
A reportagem do Guardian reconhece a dificuldade de escolher a melhor praia do Brasil - que tem 8 mil quilômetros de costa e milhares de praias voltadas ao Atlântico - mas não se furta de atribuir a Alter do Chão o título de melhor praia, classificando-a como a "resposta da selva ao Caribe". Próximo de Santarém, o lugar só se transforma em praia de agosto a janeiro, época de vazante do Tapajós. Quando o volume de água do rio baixa, ficam expostas centenas de faixas de areia. O jornal sabe que o assunto é delicado para os brasileiros, que podem "passar horas falando sobre suas praias favoritas". Confira a lista completa do Guardian e dê sua opinião sobre a eleição inglesa:
1 - Alter do Chão, Pará
Praia de rio no Tapajós apelidada pelos nativos de "Caribe brasileiro". Fica em uma vila a 32 quilômetros de Santarém, no Pará.
2 - Fernando de Noronha, Pernambuco
Parque Nacional formado por um arquipélago de 21 ilhas e ilhotas mundialmente famoso pelas belezas naturais.
3 - Praia do Toque, Alagoas
Com mar esverdeado e recifes de corais, fica em São Miguel dos Milagres, a 100 quilômetros de Maceió, Alagoas.
4 - Taipus de Fora, Bahia
Fica na península do Maraú, que já foi eleita o lugar de ecoturismo mais bonito do Brasil.
5 - Caraíva, Bahia
Ao lado de uma aldeia indígena, o acesso à vila em que fica a praia só é possível por meio de canoa.
6 - Arpoador, Rio de Janeiro
Conhecida praia carioca, entre o forte de Copacabana e o início da praia de Ipanema.
7 - Lopes Mendes, Rio de Janeiro
A praia oceânica é a mais conhecida de Ilha Grande, próxima a Angra dos Reis.
8 - Praia da Fazenda, São Paulo
Fica dentro de uma reserva florestal, em Ubatuba, no litoral norte do estado, a 250 quilômetros da cidade de São Paulo.
9 - Bonete, São Paulo
Praia de Ilhabela, a 135 quilômetros da capital paulista, que abriga uma vila de moradores descendentes de europeus.
10 - Lagoinha do Leste, Santa Catarina
Acessada apenas por trilhas e barco, além do mar, a outra atração dessa praia de Florianópolis é lagoa de águas mornas.

Asneiras costumeiras

Evo, não mais que um pseudo estadista sul americano, falastrão
O presidente da Bolívia, Evo Morales, voltou hoje a defender a suspensão do embargo imposto a Cuba pelos Estados Unidos e disse que gostaria de ser o presidente norte-americano, Barack Obama, para tomar essa decisão. O fim do bloqueio, disse, "é um pedido clamoroso de todo o mundo". "Gostaria de ser o Obama para poder levantar o embargo", completou. Morales participou do encontro que os líderes da Unasul (União das Nações Sul-Americanas) tiveram com o presidente dos Estados Unidos em Trinidad e Tobago, durante a realização da 5ª Cúpula das Américas. Ao lembrar que Cuba é o único país do continente que não participa do evento, porque foi excluída da OEA (Organização dos Estados Americanos) em 1962 --mesmo ano em que foi instaurado o embargo--, o presidente boliviano pediu que esta seja a última edição da cúpula a ser realizada sem a presença da ilha caribenha. "Esse é o meu desejo", afirmou. Na entrevista coletiva que concedeu após o encontro com Obama, Morales queixou-se da demora do novo governo norte-americano para redirecionar a política dispensada ao país. "Já se passaram 100 dias e na Bolívia não se vê nenhuma mudança. As políticas de conspiração continuam", protestou o mandatário, que, no entanto, reconheceu se tratar de um processo que ocorre "pouco a pouco". Após mencionar alguns incidentes diplomáticos que seu país viveu com representantes dos Estados Unidos recentemente --entre eles a expulsão do embaixador Philip Goldberg e dos funcionários DEA (Drug Enforcement Administration, a agência antidrogas norte-americana), acusados de ingerência--, Morales pediu "o fim do intervencionismo" da Casa Branca. Segundo ele, "é necessário corrigir os erros do passado". Apesar das críticas, o presidente boliviano disse ter ficado surpreso com as palavras ditas por Obama em seu discurso de ontem, na sessão inaugural da Cúpula das Américas, quando se comprometeu a renovar as relações com a América Latina e estabelecer "um novo começo" no diálogo com Cuba. Em dezembro do ano passado, sob o argumento de que a Bolívia não vinha colaborando de maneira eficiente no combate ao narcotráfico, o então presidente dos Estados Unidos George W. Bush decidiu suspender os benefícios do ATPDEA (Acordo de Preferências Tarifárias Andinas e Combate às Drogas, na sigla em inglês), por meio da qual o país andino podia exportar sem taxas ao mercado norte-americano.
Comento: Evo Morales não é exemplo ou persona ideal para emitir opinião sobre a relação EUA-CUBA. Cuba é uma ditadora comunista radical que limita a possibilidade de qualquer que seja a relação irrestrita.A ditadura cubana escraviza seu povo e o relega ao obscurantismo social sem perspectiva de evolução econômica. Obama, independentemente de intervenção, já tem acenado e proporcionado melhores condições ao povo cubano através da abetura e da interelação de cubanos e cubanos-americanos.

O Maranhão, dos Sarney, possui alguns dos piores índices sociais

Responsáveis pela estagnação e provincianismo do Maranhão, os Sarney voltam ao poder
O Maranhão tem alguns dos piores indicadores sociais do Brasil. Segundo dados do IBGE, com base na Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) de 2007, o Estado tem a segunda maior taxa de mortalidade infantil do país (39,2 por mil nascidos vivos) e o maior percentual de domicílios urbanos (43%) com renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 232,50).
Os maranhenses apresentam a segunda menor expectativa de vida entre os brasileiros: 67,6 anos. A esperança de vida média no Brasil é de 72,7 anos. O Estado tem também o segundo pior PIB per capita do Brasil, segundo o IBGE --atrás do Piauí.
Desde a campanha eleitoral, Jackson Lago (PDT) anunciou que faria um governo voltado ao desenvolvimento econômico e à melhoria dos indicadores sociais.
Na comparação com dados da Pnad de 2006, os números melhoraram no primeiro ano da gestão, mas foi assim nos demais Estados do país.
Nos últimos dois anos, o governo Lago construir 165 escolas, mas enfrentou uma das maiores greves de professores do Estado: 87 dias. No último mês, criou um bolsa família estadual, para complementar a renda das famílias mais pobres, e acelerou a inauguração de uma ponte ligando o sul do Estado ao Tocantins, uma antiga reivindicação da região.
O ex-governador abriu o diálogo com os movimentos sociais, que deram apoio a ele no final de seu governo. Para o professor de história Wagner Cabral, da UFMA (Universidade Federal do Maranhão), o governo Lago, apesar de ter representantes de movimentos sociais, reuniu políticos que foram do grupo de José Sarney e continuou reproduzindo ideias e práticas paternalistas adotadas por gestões anteriores. "O próprio [ex-]governador no início nomeou vários familiares e parentes de assessores. A prática do nepotismo e a utilização da máquina pública aos interesses políticos continuam", diz Cabral. Para ele, no entanto, Lago teve maior interlocução com a sociedade que os governos anteriores.

Concorrência forte:Planalto lança blog para Lula

Lula deve se inspirar no blog de Obama para criar o seu
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai entrar para o mundo digital. Sua assessoria está criando um blog para disponibilizar informações com linguagem mais descontraída e informal. A data de lançamento do blog depende ainda, segundo a Folha apurou, de o governo achar o tom ideal dessa linguagem e se familiarizar com a mídia.O pedido partiu de Lula em dezembro, quando entrou no ar o blog do governo de transição americano e, depois, o blog da Casa Branca. Segundo interlocutores do governo, os blogs de Barack Obama e do primeiro-ministro inglês, Gordon Brown, servem de modelo.
O governo quer atingir o público que utiliza a internet como principal meio de informação. Antes de lançar o blog, os responsáveis estão fazendo pilotos, montando layouts, experimentando linguagens. O segundo passo será criar um Twitter.
Em fevereiro, foi criado um Twitter falso do presidente. O acesso e a divulgação ampla das informações impressionaram e fizeram o governo acelerar a entrada de Lula no mundo virtual.

Daniel Dantas e Protógenes, juntos no banco dos réus



sexta-feira, 17 de abril de 2009

Justiça condena casal por sexo barulhento que incomodava vizinhos

Gravações de áudio “enérgeticas” de um casal fazendo sexo foram usadas para os vizinhos incomodados convencerem a Justiça que tinham razão em reclamar. Os magistrados de Sunderland, na Inglaterra, ouviram as gravações com sons de Caroline e Steve Cartwright para então multá-los em cerca de R$ 650 por perturbar a ordem (o casal ainda terá de pagar mais R$ 970 com as despesas de processo).Caroline, a mais barulhenta, foi considerada culpada por descumprir uma notificação enviada após a polícia local receber 25 reclamações sobre suas “maratonas” sexuais com o marido. A mulher de 47 anos deve ainda receber uma ordem de comportamento anti-social (Asbo, na sigla em inglês), com proibições que ainda serão definidas pela Justiça.Quando as reclamações começaram, uma organização de saúde ambiental colocou um equipamento de gravação no apartamento vizinho ao do casal. Rachel O’Connor, a vizinha, apertava um botão para realizar gravações sempre que se sentia incomodada pelo barulho.“Eu ouvia barulhos sexuais muito altos. Havia muitos gemidos e gritos, como se alguém estivesse sentindo dor. Não era apenas da mulher, mas dos dois”, contou à publicação “The Sun”. Quando Rachel se mudou para o local, em novembro de 2007, ela costumava ouvir o barulho por volta das 3h. Depois, afirmou, a “prática” foi transferida para as 6h30, podendo durar até 9h. Reclamações Anne Dimmock, que aluga o apartamento para Rachel, disse ter problemas para manter os inquilinos por causa do barulho. “É perturbador, um sexo muito barulhento. A princípio, achei que se tratava de violência doméstica”, contou a proprietária, que tem um escritório embaixo do apartamento do casal. Anne afirmou que realiza reuniões de negócio na cozinha, para evitar constrangimento entre os clientes e os funcionários.Melanie Smith, sócia de Anne Dimmock, tem um filho recém-nascido e saiu do apartamento de baixo do casal, porque não aguentava mais. Já Margery Ball, parcialmente surda, afirmou não ter uma noite decente de sono em dois anos, por conta dos vizinhos barulhentos.À Justiça, Caroline afirmou: “não faço barulho de propósito. Não tenho a intenção de machucar ninguém ou destruir qualquer propriedade”. Peter Lowthian, seu advogado, alega que a cliente também se incomoda com o barulho da TV e da digitação do computador dos vizinhos.

Justiça americana inocenta Castroneves de sonegação fiscal

O piloto brasileiro Hélio Castroneves foi inocentado pela Justiça Federal Americana das acusações de sonegação de impostos, evasão de divisas e formação de quadrilha. Além de Hélio, sua irmã, Katiúcia, que é sua empresária, e o advogado Allan Miller, também foram considerados inocentes. Ao ouvirem a sentença, Hélio e Katiúcia abraçaram-se e comemoraram de forma eufórica. Durante a leitura do veredicto, o brasileiro juntou as mãos e rezou, com os olhos fechados. Se fosse condenado, o piloto poderia pegar até 35 anos de cadeia.Após seis semanas de julgamento e seis dias de deliberação na Corte Federal, os 12 membros do júri consideraram não haver provas definitivas de que os três houvessem sonegado impostos e nem evadido divisas para contas no Panamá da empresa Seven Promotions, que é de propriedade do pai do piloto. A acusação de formação de quadrilha contra o piloto, sua irmã e o advogado foi anulada pelo juiz Donald Graham por falta de provas.
- Gostaria de agradecer a Deus, aos meus fãs e a todos que rezaram por mim. Este é um lugar muito difícil de se estar - disse Helio Castroneves ao deixar a sala de julgamento, com um rosário nas mãos. O piloto informou que pretende viajar para Los Angeles ainda esta noite.Castroneves era acusado de sonegar impostos relativos a US$ 5,5 milhões (cerca de R$ 11 milhões) da equipe Penske, e mais cerca de US$ 2,3 milhões (o equivalente a R$ 5 milhões) de patrocínios da empresa brasileira Coimex. Segundo as investigações, havia suspeitas de que o piloto teria depositado os valores vindos da Penske em contas no Panamá, e depois transferido o dinheiro para outras contas, em bancos holandeses, ao invés de declarar os valores ao fisco americano. Já os patrocínios teriam ido diretamente para contas na Suíça, também evitando o pagamento de impostos nos EUA, país de residência do brasileiro há mais de uma década. Os advogados de Hélio Castroneves asseguraram que o seu cliente regularizará o pagamento dos impostos questionados pela Justiça dos EUA em maio, quando começará a receber os valores depositados nas contas dos bancos da Holanda. Com a vitória nos tribunais, Hélio Castroneves está livre para embarcar para a Califórnia e disputar neste fim de semana o GP de Long Beach pela Penske, sua equipe na Fórmula Indy.
- Em vez de ir para a Disney, eu quero ir para o GP de Long Beach. Vou voltar a correr - avisou o piloto.

Lula confirma que poupança terá rendimento reduzido

Elle ri, enquanto tenta derrubar o último recurso de poupança da classe média
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou ontem que o governo irá mudar o cálculo do rendimento da caderneta de poupança e reduzir os juros pagos aos poupadores."Daqui a pouco as grandes multinacionais vão querer colocar o dinheiro na poupança. Vamos discutir tudo com muita cautela. Primeiro, precisamos proteger o pequeno poupador. Segundo, nós não podemos permitir que pessoas que têm muito dinheiro utilizem o dinheiro para aplicar na poupança", disse o presidente.A Folha apurou que há duas alternativas prováveis para reduzir o rendimento da caderneta. Uma delas é criar faixas diferenciadas de rendimento, dependendo dos valores depositados. A outra é passar a cobrar IR (Imposto de Renda) dos grandes poupadores. A decisão deve ser tomada em aproximadamente dois meses.A mudança é necessária por causa da queda nos juros, que deve continuar nos próximos meses. Se a taxa fixada pelo Banco Central, hoje em 11,25%, cair abaixo de 9% ao ano, os técnicos estimam que a poupança renderá mais que os fundos de investimento.Isso ocorre porque o rendimento da caderneta é fixado em lei -6% ao ano mais a variação da TR (Taxa Referencial)- e é isenta de impostos. Já as aplicações feitas em fundos de investimento seguem de perto a taxa de juros de mercado, mas são tributadas. Entre os desequilíbrios que essa diferença pode causar, estão a dificuldade de o governo refinanciar sua dívida e possível redução no dinheiro disponível para empréstimos pelos bancos.Juros mais baixosUma medida provisória pode ser editada para criar diferentes percentuais de rendimento para os poupadores. Os grandes depositantes receberiam juros mais baixos, enquanto os menores teriam um rendimento mais elevado, mas ainda abaixo de 6% ao ano.O problema é que, se os juros continuarem caindo, os novos percentuais também acabarão sendo elevados num cenário de taxas baixas. Também não há consenso no governo sobre o que seriam os valores de pequenos e grandes poupadores. A cobrança do IR seguiria esse mesmo raciocínio, com isenção para os depósitos de baixo valor e tributação aos mais altos.Do ponto de vista técnico, a alternativa seria substituir os juros fixos por um percentual do que é cobrado no mercado financeiro. A dificuldade nesse caso é que, como o dinheiro da poupança é usado para financiar a compra de imóveis, uma elevação nos juros pode tornar as prestações impagáveis para os mutuários.Diante dos problemas ganha força uma medida paliativa: a aplicação continuaria rendendo juros de 6%, mas a TR, que também compõe a correção total, seria reduzida ainda mais. Com isso, o governo poderia ganhar de seis meses a um ano antes de propor alteração definitiva no cálculo do rendimento da caderneta de poupança.

ONG petista da BA recebeu R$ 6,6 milhões da Petrobras

A ONG petista Aanor (Associação de Apoio e Assessoria a Organizações Sociais do Nordeste) recebeu um montante de recursos da Petrobras que vai além do patrocínio a festas de São João no interior da Bahia. Desde 2005, a empresa firmou com a entidade, comandada pela vice-presidente do PT no Estado, contratos que somam R$ 6,6 milhões.Parte desses contratos de patrocínio foi firmada sob a rubrica de dois projetos: "Buscando a Cidadania" e "Dia Internacional dos Direitos Humanos".Para o Dia dos Direitos Humanos, foi pago R$ 1,3 milhão no final de 2007. O dinheiro destinava-se a feira cultural no Farol da Barra, show de música e atividades de teatro e dança em Salvador."A preservação dos direitos humanos é diretriz de responsabilidade social da Petrobras e em sintonia com as instituições nacionais e internacionais, governamentais ou não, que trabalham com o tema", diz a empresa sobre o contrato.No caso do "Buscando a Cidadania", foram sucessivos pagamentos que totalizam R$ 1,2 milhão. A remessa mais recente, de R$ 341 mil, tem vigência até outubro deste ano.Segundo a Petrobras, o projeto prevê "qualificação profissional de jovens e adultos do bairro de Lobato", "marco zero do petróleo no país", localizado na periferia de Salvador. Trata-se de curso técnico profissionalizante que, de acordo com a empresa, atende 630 pessoas.A maior fatia dos recursos, totalizando R$ 4,1 milhões, refere-se ao São João, festa tradicional no Nordeste financiada pela estatal desde 2006.Conforme a Folha revelou, a ONG Aanor intermediou a destinação de R$ 1,4 milhão, no ano passado, distribuído para empresas contratadas por 26 prefeituras no Estado.Prefeitos do interior da Bahia relataram ter sido abordados por Rosemberg Pinto, assessor do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, para tratar das cotas de patrocínio.O acerto, afirmam, incluía compromisso de contratar empresas indicadas por Rosemberg para montar as festas. A Petrobras diz que Rosemberg não atua mais nessa área desde julho passado.A ONG baiana Aanor é dirigida por Aldenira da Conceição Sena, que acumula os cargos de vice-presidente do PT baiano, dirigente da CUT e assessora do deputado estadual Paulo Rangel (PT), líder da bancada na Assembleia.Rangel afirmou desconhecer o trabalho da ONG na organização das festas de São João. Ele foi autor de um projeto que beneficiou a entidade com a titulação de "utilidade pública", status que permite à entidade abater doações do Imposto de Renda. O governador Jaques Wagner (PT) promulgou a lei em março passado.Ao optar por uma ONG para intermediar as transferências de verba, a Petrobras usou uma modalidade de repasse que não exige licitação.No caso de Sergipe, por exemplo, organizado pela Beija-Flor Produções Artísticas, foi firmado um convênio entre a empresa e a estatal, com valor semelhante ao da Bahia: R$ 1,3 milhão, no ano passado.Em Salvador, a Petrobras contratou a empresa Camarote Marketing e Promoções para montar o "Arraiá da Capitá", ao custo de R$ 200 mil. Declarou "inexigibilidade" de licitação.

Aécio descarta ser vice de Serra e defende ampla aliança em 2010

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), descartou nesta quinta-feira a possibilidade de ser vice de seu colega de São Paulo, José Serra (PSDB), na disputa pela Presidência da República em 2010. Aécio disse que seu apoio a Serra independe da posição que terá na chapa. "Nem sequer cogito essa possibilidade [de ser vice do Serra], até porque acho que ela não é necessária. O meu apoio ao governador Serra, se vier ele a ser o candidato do partido, independe de qualquer posição na chapa", afirmou. Aécio admitiu que o PSDB deverá buscar outros partidos além do DEM e do PPS para formar uma ampla aliança em 2010. Segundo ele, seria uma presunção do PSDB formar uma chapa sozinho. "Num quadro partidário tão plural como o brasileiro, onde devemos buscar novas alianças, novos parceiros para disputar as eleições e para governar, seria uma certa presunção do PSDB achar que, solitariamente, possa compor uma chapa. Acho que nós devemos abrir esse espaço para companheiros de outros partidos até para dar maior solidez e amplitude à nossa proposta", afirmou. Aécio e Serra disputam a indicação do partido para concorrer à sucessão presidencial. Se não entrarem em acordo, o PSDB deverá realizar prévias para definir o candidato. A data ainda não foi marcada. Questionado sobre a possibilidade de perder as prévias, Aécio disse que acatará a decisão da maioria. "Isso é uma questão ética", afirmou o mineiro. "Não há possibilidade de eu estar em outra trincheira que não seja junto ao meu partido", disse. Aécio disse que o fato de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter confirmado a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) como pré-candidata pelo PT não altera o calendário do PSDB para definir seu candidato. "Eu acho que a presença da ministra Dilma na campanha eleitoral é garantia de uma campanha de alto nível. E o presidente tem toda legitimidade e direito na democracia de apresentar, de apoiar e de pedir voto para o seu candidato", afirmou.
Comento: Todos os dias Aécio terá algum argumento, a seu favor, em busca de ser o candidato à Presidência da República pelo PSDB. É uma candidatura que Lula torce e incentiva com a mesma regularidade. É claro que, em sendo Aécio o candidato, Dilma ficará agradecida e Lula feliz da vida. É vitória certa do PT.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Yes, we pay!!!

Os dados são da Procuradoria da República no Distrito Federal. Foram gastos entre janeiro de 2007 e outubro de 2008 R$ 80 milhões em bilhetes nacionais e internacionais comprados pelos deputados.É deste dinheiro - seu, meu, nosso - que sairam as passagens pagas pelo deputado Fábio Faria para sua ex-namorada, a apresentadora Adriane Galisteu, e para a mãe dela, Emma.

Ultimo dia de um show imperdível em São Paulo

O maestro, pianista e compositor americano Burt Bacharach, faz sua última apresentação em São Paulo. Com uma orquestra reduzida mas com um desempenho fabuloso e o auxílio luxuoso de um trio de vocalistas perfeito, Bacharat deverá, hoje, repetir sua apresentação brilhante de ontem. No palco do HSBC Brasil, ele despede de São Paulo reapresenta seus grandes sucessos ao lado de seus instrumentistas e vocalistas.
Anote: Classificação 14 anos. HSBC Brasil (1 800 lugares). Rua Bragança Paulista, 1281, Chácara Santo Antônio, 4003- Ás 21h30 hs. Preços: R$ 150,00 a R$ 400,00. Bilheteria a partir das 12h. Cc.: todos. Cd.: todos. IR. Estac. c/manobr. (R$ 20,00).
>>ouça Raindrops Keep Fallin’ on My Head e I Say a Little Prayer

Lula joga a lei no lixo, atropelando a Lei de Responsabilidade Fiscal

A famosa boquinha do PT virou um bocão. Lula rasgou a fantasia e mandou gastar. O governo finalmente está livre da herança maldita.A herança era um palavrão chamado responsabilidade fiscal. Os neoliberais tinham decidido que o Estado não pode gastar mais do que arrecada. Uma política insensível, que atrapalha, por exemplo, a construção de um palanque bonito para a mãe do PAC.Mas esse problema acabou. A Petrobras, mecenas do PT, não servirá mais só para aquelas boquinhas do tipo que Silvinho Pereira administrava. Numa canetada de dar inveja a Hugo Chávez, Lula tirou a estatal do cálculo do superávit primário.
Traduzindo: a Petrobras não tem mais nada a ver com essa história de tirar o Brasil do vermelho. Está criado o paraíso fiscal do governo popular.Calcula-se que vão “sobrar” uns 20 bilhões de reais para a gastança. No mesmo momento em que os gastos públicos com pessoal sobem quase um terço (em relação ao início de 2008). Entendeu? O paraíso fiscal lulista vai permitir que o seu dinheiro multiplique as boquinhas da companheirada.É claro que eles vão te dizer que o dinheiro vai ser investido no pré-sal. Salgada mesmo será a conta dessa cascata em 2011.Lula só fala da grana que vai emprestar ao FMI. Já deu para ver que o governo vai atravessar a seca da crise arrotando caviar, tentando eleger Dilma a qualquer custo. Só não dava para imaginar que teria a ousadia de instituir o Ralo Oficial da República. Mas tudo bem, a opinião pública nunca teve saco mesmo para esse papo de superávit primário, coisa de neoliberal.
Viva o vermelho – do PT e do caixa nacional.

Mãe gasta R$ 32 mil em cirurgias plásticas para ficar igual à filha

Levando em conta o cabelo, o corpo e o rosto, elas poderiam ser consideradas gêmeas, diz a publicação britânica “Daily Mail”. Mas as duas não são irmãs e sim mãe e filha: Janet, 50, e Jane, 22. A mais velha confessa ter gasto 10 mil libras (cerca de R$ 32,4 mil) em cirurgias plásticas e para se parecer com a mais nova. “Pode soar insano, mas ela é linda. Quem não gostaria de se parecer com ela?” questionou a mãe, em entrevista ao jornal. “Ela puxou a aparência de mim, mas essas minhas características foram desaparecendo com o tempo.” Janet conta que quis recuperar seu visual ao perceber o quanto sua filha é atraente. “Agora, em vez de mãe e filha, somos como gêmeas. Tenho bons genes e boa pele, mas precisei de uma ajuda para me sentir melhor”, continuou.Há alguns anos, antes de embarcar nesse processo, Janet estava fora de forma e se sentindo pouco atraente. Agora, ela diz ser mais vaidosa do que era quando tinha 20 anos, época em que estava muito ocupada cuidando de Jane e seu irmão, Pete. “Eu não prestava muita atenção em mim mesma”, contou. Aos 40, ela se divorciou, mudou para a Espanha, encontrou um novo parceiro, começou a se exercitar e a trabalhar.Ela emagreceu, mais ainda não estava feliz com o rosto de mulher mais velha. “Eu tinha inveja dos olhos sem ruga de Jane, seus lábios e seu cabelo. Estava desesperada para ficar mais parecida com minha filha, mas sabia que meus cremes para rugas não poderia voltar o relógio de uma forma tão radical.” Foi aí que ela partiu para a cirurgia plástica.Quando a mãe contou à filha que queria se parecer com ela, a jovem desaprovou. “Ela ficou furiosa e me implorou para não fazer isso. Não que ela não quisesse ser parecida comigo, mas tinha medo da operação”, explicou. A mãe insistiu e, em setembro do ano passado, foi para a Croácia fazer a cirurgia facial. Em seguida, ele fez alongamento no cabelo. O toque final foi reformar o guarda-roupa, comprando novas peças.Ao jornal, a filha disse: “as pessoas me perguntam se eu me importo, mas não poderia estar mais orgulhosa. Eu a ajudo com o cabelo e roupas. E não posso acusá-la de roubar meu visual, se foi ela que me deu essa aparência.” Ainda de acordo com a jovem Jane, ela adora se parecer com a mãe e as duas nunca foram tão amigas.

Obama flexiona relação comercial com Cuba


Petrobras repassa R$ 1.650 milhões para festa de São João em Sergipe

"A PETROBRÁS É TÃO BOAZINHA!!!"
Além de usar ONG ligada ao PT para transferir verba de patrocínio às festas de São João na Bahia, a Petrobras se valeu da Fundação Cultural Cidade de Aracaju para repassar R$ 350 mil ao "Forró Caju", parte dos festejos juninos em Sergipe, informa o "Painel" do Jornal Folha de São Paulo, editado por Renata Lo Prete. Segundo a coluna, no restante do Estado de Sergipe, foram transferidos R$ 1,3 milhão para o São João, montante todo repassado para a empresa organizadora dos festejos: a Beija-Flor Produções Artísticas. É preciso lembrar que os Governadores dos Estados de Sergipe e Alagoas são petistas de "carteirinha". A Petrobras contratou uma ONG dirigida por Aldenira da Conceição Sena, vice-presidente do PT da Bahia, para gerenciar R$ 1,4 milhão destinado ao financiamento das festas de São João em 26 municípios do interior do Estado Baiano em 2008, informa reportagem de Silvio Navarro e Elvira Lobato, publicada pela Folha nesta quinta-feira. Conceição Sena, informa a reportagem, também ligada à CUT, é funcionária do gabinete do líder do PT na Assembleia, Paulo Rangel, por sua vez autor do projeto de lei que concedeu título de "utilidade pública" à Aanor (Associação de Apoio e Assessoria a Organizações Sociais do Nordeste). Entre outros benefícios, esse status permite à ONG abater doações do Imposto de Renda. A Aanor atua como intermediária no repasse do dinheiro às prefeituras. Procurada pela Folha, Conceição Sena afirma que a ONG é responsável por reembolsar as empresas que atuam no São João. "As entidades e as prefeituras contratam o serviço e apresentam nota. O pagamento é ao fornecedor", diz. Ela declarou estar "em processo de afastamento" da ONG. O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, negou ontem o suposto uso político no patrocínio da estatal a festas de São João na Bahia e acusou o ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), adversário de seu grupo político na Bahia, de articular uma "ação" contra ele e a empresa.
Comento:É porisso que pagamos a gasolina mais cara do mundo! Pagamos para os petistas fazerem política em palanques juninos!

Dilma é ignorante em questões rurais, diz MST

Numa demonstração explícita da resistência dos movimentos sociais com Dilma Rousseff, o líder do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) João Pedro Stedile afirmou ontem que a ministra da Casa Civil, assim como todo o governo, é "ignorante" nas questões rurais do país. Para Stedile, integrante da coordenação nacional do MST, o principal nome petista para a sucessão presidencial "não entende nada" de projetos de desenvolvimento para o meio rural. "É um governo ignorante nas questões rurais. Esse governo que está aí, começando pela dona Dilma", declarou. "A Dilma não entende nada de projetos de desenvolvimento rural, senão ela já teria aprovado [linhas de crédito para a agroindústria]", disse. A declaração do líder dos sem-terra foi feita num debate sobre reforma agrária organizado pela associação de servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Participaram do evento o novo reitor da UnB, José Geraldo, e representantes de quilombolas e do Cimi (Conselho Indigenista Missionário). Stedile disse que a criação de linhas de crédito para a construção de agroindústrias poderia ter ocorrido por meio do Banco do Brasil e do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). "E [no governo] ficam falando em progresso, em desenvolvimento, que não sei o que, que agora vai", disse, antes de citar a ministra da Casa Civil. Procurada e informada sobre o teor da reportagem, a Casa Civil não havia se manifestado até o fechamento da edição. Reportagem da Folha do último sábado mostrou a resistência dos movimentos sociais em relação à ministra Dilma e revelou a iniciativa do Palácio do Planalto para aproximá-los. O movimentos enxergam na ministra uma representante do crescimento a qualquer custo, ou seja, pouco preocupada com questões sociais e ambientais --o que não implica, porém, uma inclinação para outro candidato.

Chávez e Hillary discutem maior aproximação entre EUA e Venezuela

O pseudo estadista e presidente da Venezuela, Hugo Chávez, reuniu-se com a secretária americana de Estado, Hillary Clinton, para discutir uma possível normalização das relações diplomáticas entre os dois países. O encontro ocorreu em Trinidad e Tobago, onde se realiza a 5ª Cúpula das Américas. Em entrevista à TV estatal venezuelana, Chávez reiterou que está "disposto a dialogar" com a Casa Branca. "Não tenho a menor dúvida de que haverá, daqui em diante, uma maior aproximação", disse. Segundo ele, foi discutida com Hillary a possibilidade de nomear novos embaixadores em ambas as nações. Em setembro de 2008, o venezuelano expulsou do país o representante de Washington, Patrick Duddy. Além disso, retirou da capital norte-americana o seu diplomata, Bernardo Alvarez. As medidas foram tomadas em solidariedade à Bolívia, que também havia expulsado o embaixador dos Estados Unidos, Philip Goldberg, sob a acusação de envolvimento com os violentos protestos realizados pela oposição no leste do país. Antes de conversar com a secretária de Estado norte-americana, Chávez participou de uma reunião que teve a presença de Obama e os governantes da Unasul (União das Nações Sul-Americanas). Ao falar da audiência, ele disse estar muito otimista quanto a mudanças na política dispensada por Washington à região. "Tenho um grande otimismo e tenho muita vontade de avançar", sustentou. "É hora de iniciarmos verdadeiramente uma nova história, com equilíbrio. É necessário acabar com os mecanismos de dominação."
Comento: Chavez é um falastrão. Fala mais asneiras do que trabalha. É um ser desagragador e está levando a Venezuela à bancarrota, apesar de ter Petróleo em abundância. Sua reaproximação com os Estados Unidos é necessária e porisso, sorrateiramente, tenta se reaproximar por pura necessidade.O aprendiz de ditador é um desastrado. Sua diferença de Lula está no fato de o Presidente do Brasil haver optado pela democracia e a sequência administrativa do Governo anterior. Ambos falastrões e extremamente limitados, intelectualmente, possuem diferenças óbvias, embora se pareçam nas sandices que dizem.

Um presidente no "mundo da lua"

Não bastasse dizer e fazer asneiras em seu próprio país, o aprendiz de ditador, e presidente da Venezuela, Hugo Chávez, abriu hoje (16) a reunião da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba) afirmando que em Cuba “há mais democracia que nos Estados Unidos”. Chávez também voltou a questionar o rascunho da declaração que será emitida ao fim da Cúpula das Américas, que ocorre entre amanhã (17) e domingo (19) em Trinidad e Tobago. O líder venezuelano criticou ainda a ausência de Cuba na Cúpula das Américas, na qual estarão representantes de todas as outras 34 nações do continente americano. Na reunião da Alba participam Venezuela, Cuba, Bolívia, Dominica, Honduras e Nicarágua, além do convidado Paraguai. Durante o encontro, o presidente da Venezuela voltou a falar da criação de uma moeda comum, o Sucre, que segundo ele, já será usada em um sistema de compensação regional a partir de 2010.

Joana Machado, ex de Adriano começa a faturar

Seguindo o velho caminho de sempre, a personal-trainer Joana Machado, ex-namorada do Jogador de Futebol Adriano, começa a fazer trabalos como modelo. Desta feita, surge em um ensaio publicitário de biquinis. Aos vinte e nove anos e com o corpo em forma, a agora modelo, aproveita a maré e fatura em cima da condição momentânea de celebridade.

Governo da contramão

Sob o argumento de uma suposta necessidade de destravar obras do PAC,o Congresso e o Executivo assassinaram por decreto a principal conquista legal no campo ambiental. Por aprovação do primeiro e proposta do segundo, está derrubada a necessidade de licença ambiental prévia para ampliação de estradas em todo o território Estado, que fizeram o Brasil se tornar o quarto maior emissor de gases causadores do Efeito Estufa e das mudanças no clima do planeta, pela derrubada de florestas.Tão deletéria quanto a própria medida foi a estratégia do governo para aprová-la. Seguindo o exemplo já adotado em outras oportunidades, o governo misturou a medida ambiental na MP que originalmente tratava do Fundo Soberano, um instrumento financeiro que nada tem a ver, a princípio, com a construção de estradas. Antes, já havia travestido a liberação de transgênicos em uma MP que tratava de moradias populares.Mas, reclamar para quê? Afinal, era só isso mesmo que se poderia esperar de um presidente que já tratara da obra de interrupção do rio Madeira (RO), o maior contribuinte do Amazonas, como uma mera questões de alguns bagres.Na Câmara, durante esse processo, uma cena trágica e patética. Entre discursos de ocasião de neo-ambientalistas da oposição tucana, o Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, liberador-mor de licenças ambientais para qualquer obra, equilibrava-se entre a tentativa de salvar a própria imagem de ambientalista histórico e a obrigação de servir a um governo cuja única meta é crescer a qualquer custo, ainda que isso signifique assassinar uma das melhores legislações ambientais do planeta.O Ministro sequer lembrou aos deputados que estradas são o principal vetor de devastação da Amazônia. Falou apenas em “espinhas de peixe”, figura de linguagem que descreve a situação de terra arrasada no entorno de rodovias, tão logo um caminho rodoviário é aberto. Menos ainda falou sobre o fato de a devastação das florestas, em especial da Amazônica, ser a maior fonte de emissões de gases do Efeito Estufa no Brasil.A MP também reforçou a idéia de que a emissão de licenças ambientais entravam a infra-estrutura econômica do Brasil. Como estatísticas são uma mera questão de oportunidade, ninguém nessa área de grandes verbas, vultosos empréstimos públicos e quase nenhuma regulação do Estado gosta de lembrar que a quantidade de licenças emitidas aumenta rapidamente desde Marina Silva e que se acelerou com Minc. Agora, o Ministério do Meio Ambiente tem no máximo 60 dias para emitir as licenças, sem importar o fato de que o último corte de despesas do governo para enfrentar a crise atingiu em especial o orçamento a capacidade justamente desse Ministério de emitir licenças ambientais. Medidas assim talvez coloquem o governo Lula e seus associados na estrada do crescimento econômico. Só que – e alguém precisa ter a coragem, o pudor e o minimo de senso republicano de dizer isso ao presidente - na contramão.
Texto do Jornalista Carlos Tautz publicado em:

Marolinha fiscal

A arrecadação federal caiu em março pelo quinto mês consecutivo na comparação com o mesmo período do ano anterior. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela Receita Federal, foram R$ 53,261 bilhões, queda de 1,11% (descontada a inflação) em relação a março de 2008.
No primeiro trimestre do ano, foram arrecadados R$ 160,4 bilhões, queda de 6,6% em relação ao mesmo período do ano passado, ou seja, R$ 10 bilhões --no mesmo período do ano passado, a arrecadação somou R$ 171,697 bilhões. Na comparação entre março e fevereiro, a arrecadação teve um crescimento real de 18%, devido à influência sazona provocada pelo pagamento do Imposto de Renda e outros tributos ligados ao lucro das empresas. É justamente a queda na arrecadação e a necessidade de mais dinheiro para fazer investimentos que levou o governo a anunicar, ontem, que reduzirá o aperto fiscal deste ano. Assim, abriu-se uma folga de pelo menos R$ 23,2 bilhões no Orçamento, que pode ser usada para ampliar gastos e conceder benefícios tributários, por exemplo. De acordo com a Receita, a queda no recolhimento de tributos em março, em relação ao ano anterior, está relacionada à crise econômica. Houve queda na produção industrial e nas importações, crescimento menor nas vendas do varejo e desoneração do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para automóveis. A arrecadação desse último imposto caiu 91% em relação a março do ano passado e 92% no trimestre. As medidas de desoneração adotadas desde o ano passado, mesmo antes da crise, tiveram um impacto de R$ 6,5 bilhões no trimestre. Entre os tributos que têm mais peso na arrecadação, houve queda de 15,4% no recolhimento de Cofins/PIS e Pasep, para R$ 32 bilhões no trimestre. Juntos, os três tributos responderam por quase 60% da queda. O IRPJ caiu 13% (R$ 23,1 bilhões), o IRPF, 26% (R$ 1,7 bilhão). A arrecadação da Previdência somou 15,6 bilhões em março --alta de 11% na comparação anual-- e R$ 45,1 bilhões no trimestre (+5,5%).

quarta-feira, 15 de abril de 2009

O Imperdível show de Burt Bacharach

Há cinquenta anos o maestro, pianista e compositor americano Burt Bacharach esteve pela primeira vez no país. Faz tanto tempo que a sua incumbência na época parece hoje coisa de outro planeta: ele era diretor musical da mítica atriz e cantora alemã Marlene Dietrich (1901-1992). Uma década depois de sua última visita, no Rio de Janeiro, o artista vem a São Paulo para dois espetáculos. Criador das eternas Raindrops Keep Fallin’ on My Head e I Say a Little Prayer, o grande melodista teve como sua principal intérprete a cantora Dionne Warwick. Também foi gravado por Beatles (Baby It’s You), Frank Sinatra (Wives and Lovers, entre outras) e pelo mundo. Bacharach virou cult no fim dos anos 90: Elvis Costello e Noel Gallagher (do Oasis) estão entre os que o veneram. No palco do HSBC Brasil, ele apresenta seus grandes sucessos ao lado de sete instrumentistas e três vocalistas.
Anote: Classificação 14 anos. HSBC Brasil (1 800 lugares). Rua Bragança Paulista, 1281, Chácara Santo Antônio, 4003- 1212. Quarta (15) e quinta (16), 21h30. R$ 150,00 a R$ 400,00. Bilheteria: 12h/22h (seg. e ter.); a partir das 12h (qua. e qui.). Cc.: todos. Cd.: todos. IR. Estac. c/manobr. (R$ 20,00).

Campanha política, ilegal e explícita?

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu mais uma vez hoje sua preferência pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) na sucessão de 2010. "Fazer minha sucessão é uma tarefa gigantesca. Todo mundo sabe que tenho a intenção de fazer Dilma candidata do PT e dos partidos [aliados]", disse Lula em entrevista para a Rádio Globo. Questionado sobre voltar a disputar uma eleição presidencial, Lula descartou a intenção hoje de pensar nas eleições de 2014. "É bobagem imaginar que daqui a quatro anos a gente vai voltar. Rei posto, rei morto. Tenho que me contentar e agradecer por ter sido presidente por oito anos, por ter sido eleito duas vezes com mais de 60% dos votos." Na entrevista, Lula disse que vai torcer para que seu sucessor faça mais do que ele no governo. "Vou torcer para que ele faça com mais competência, faça melhor e que o povo não tenha saudade de mim. Mas que tenha saudade que a pessoa que fez mais possa continuar mais um mandato."

Programa de mulher?

As apresentadoras do "Saia Justa" recebem personalidades femininas para comemorar seus sete anos
O "Saia Justa", do canal pago GNT, comemora seus sete anos em um programa especial, com uma hora e meia de duração, que vai ao ar nesta quarta-feira, às 22h30. A mesa-redonda -apresentada Mônica Waldvogel, Marcia Tiburi, Betty Lago e Maitê Proença- recebe hoje Marilia Gabriela para falar sobre "liberdade feminina e seus preços". A jornalista também é do GNT, onde ancora o "Marilia Gabriela Entrevista". Outras três intelectuais participam de outros blocos do programa para falar sobre as conquistas das mulheres nas últimas décadas. No primeiro bloco, a historiadora Isabel Lustosa faz um comparativo entre as mulheres do século passado e as de hoje. Em seguida, a escritora Maria Adelaide Amaral fala sobre as mulheres nos anos 50. A outra convidada é a antropóloga Mirian Goldenberg, que destaca Leila Diniz como sendo o ícone das mulheres dos anos 60. No programa, celebridades vão dizer porque gostam do "Saia Justa". Marcos Mion diz que as mulheres "são inspiração para mim". Danielle Winits, Malu Mader e o técnico de futebol Wanderley Luxemburgo também participam.

O primeiro pacote eleitoral de Lula

O governo Lula continuou ontem a anunciar o seu primeiro pacote eleitoral para 2010. Trata-se das medidas que desde o início da semana têm sido baixadas com o objetivo de ganhar votos por meio de política politiqueira. A primeira medida politiquenta havia sido o despacho de dinheiro federal para as prefeituras, que gastaram demais e ora reclamam da queda de repasses federais obrigatórios, que são vinculados à receita de impostos (IR e IPI). Ontem, soube-se que o salário mínimo vai subir de R$ 465 para R$ 506,50 _ou, pelo menos, é o que o governo propôs. Aumento de 9%, maior que a inflação, que deve ficar em 4%. Num ano em que o PIB deve crescer em torno de zero. Lula vai reduzir o superávit primário do governo central de 2,15% do PIB para 1,4% do PIB. Diz que é para poder manter o nível de investimentos. É cascata. O governo investiu, diretamente, cerca de 1% do PIB no ano passado. A redução de 0,75 ponto percentual do superávit é para acomodar aumentos de gasto corrente, a maior parte com reajuste de servidores. Na pauta dos favores, há negociações para dar mais dinheiro a governadores. E renegociações malandras de dívida do setor privado com o governo, coisas estimuladas ou mesmo amplificadas por esses desclassificados do Congresso. Se o dinheiro do reajuste do funcionalismo e outros aumentos de gasto corrente fosse jogado de um helicóptero sobre as favelas e sertões do país, o gasto seria socialmente mais útil e teria mais efeito na contenção da crise. Isso para nem falar da pirataria de dinheiro público, como a que vemos no Congresso, nas licitações fraudadas, nos superfaturamentos, nas verbas para ONGs bandidas etc etc. De mais sério, o governo diz estudar a criação de um fundo garantidor, um seguro, para empréstimos que micro, pequenas e médias empresas tomam em bancos, o que pode reduzir o custo do dinheiro.

Lula gastou, em 2008, mais de 1 bilhão em publicidade

O governo federal, comandado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, gastou mais de R$ 1,027 bilhão com publicidade nas administrações direta e indireta em 2008, contra R$ 968,8 milhões no ano anterior (valor já corrigido pela inflação medida pelo IPCA) Ao fazer comparações com os anos anteriores, a Secom utiliza o IGPM (Índice Geral de Preços ao Consumidor). Dessa forma, o total de 2008 teria variação negativa de 0,1%, contra R$ 1,027 bilhão do ano anterior. O valor engloba todas as publicidades realizadas pelas empresas estatais, de "utilidade pública", feita por ministérios e outros órgãos da administração direta, além de propagandas de caráter institucional, que divulgam ações governamentais sob responsabilidade da Secom. O Jornal Folha de São Paulo revelou no dia 29 de março que a administração Lula deu um grande salto nos patrocínios de estatais nos últimos anos. Houve um pulo de 96% entre 2003, ano da posse, e 2006, quando o petista foi reeleito, passando de R$ 555 milhões para R$ 1,086 bilhão. Em 2008, foram R$ 918,4 milhões em patrocínios, valor que, somado ao da publicidade, chega a quase R$ 2 bilhões, número próximo aos grandes anunciantes privados, como Casas Bahia ou Unilever. Já os dados de publicidade mostram que, no ano passado, a maior parte do dinheiro (R$ 641 milhões ou 62,4%) foi para emissoras de televisão. Os jornais ficaram com 13,1% (R$ 134,7 milhões), seguidos por rádios (R$ 88,8 milhões ou 8,7%) e revistas (R$ 81,1 milhões ou 7,9%). A internet recebeu R$ 27 milhões ou 2,6%. A Secretaria da Comunicação Social da Presidência da República gastou no ano passado R$ 105,2 milhões em publicidade -a campeã de investimentos. Em seguida, veio o Ministério da Saúde, com R$ 68,6 milhões, o BNDES, com R$ 30,8 milhões, e o Ministério do Turismo, com R$ 23,2 milhões. A Eletrobras gastou R$ 25,4 milhões; Furnas, R$ 16,9 milhões. Os ministérios da Justiça (R$ 9,8 milhões), Educação (R$ 7,1 milhões) e Desenvolvimento Social (R$ 4,5 milhões) estão na sequência. As empresas estatais federais gastaram, em 2008, R$ 714 milhões com publicidade. "A Secom só pode informar os valores consolidados dos investimentos de empresas estatais que competem no mercado, como a Petrobras, a Caixa Econômica Federal ou o Banco do Brasil e não está autorizada a revelar os valores de publicidade de cada empresa", afirma nota da assessoria de imprensa.

Governo da dengue agora também pode ser da meningite

O governo petista de Jaques Wagner mantém-se, também, incompetente para agir no campo da saúde pública. Anísio José da Silva, 50 anos, morreu no Hospital de Base. Ele estava internado desde terça-feira (14) com suspeita de dengue hemorrágica, em Itabuna (BA).No atestado de óbito, a causa da morte apontada pelos médicos foi dengue hemorrágica. Os exames para confirmação serão feitos no Laboratório Central (Lacen), em Salvador. Anísio José da Silva não tinha família. Ele era de Coaraci e morava havia 16 anos no Albergue Bezerra de Menezes, em Itabuna.Há notícias de notificação de meningite em uma criança de 9 anos em um hospital de Salvador. Rebeca Ayran Santos, sente febre e fortes dores intestinais.
levada pelos pais para o hospital. Segundo os pais, uma junta médica avaliou o caso da vítima, medicou a menina, mas a doença está em estado avançado.
No Ceará , do aliado Lulista Ciro Gomes, a Secretaria de Saúde do Ceará confirmou a primeira morte por dengue no estado. O caso foi registrado em Canindé (CE). Segundo a secretaria, foram registrados 2.211 casos de dengue clássica em 2009. A doença está presente em 65 dos 184 municípios cearenses. Quatro casos suspeitos, de dengue hemorrágica, estão sob investigação. Dois deles em Fortaleza, um em Aquiraz (CE) e outro em Caucaia (CE). No interior do estado o município de Altaneira (CE) é o mais atingido. Lá, foram registradas 60 notificações.

Renda da família Obama foi milionária em 2008

A família do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, teve renda de US$ 2,66 milhões (pouco menos de R$ 6 milhões) no ano passado, conforme consta da declaração de impostos de 2008, divulgada pela Casa Branca nesta quarta-feira (15)."O presidente vendeu muitos livros no ano passado, sem dúvida", disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, antes de os dados oficiais serem divulgados.Em 2007, o presidente, que lançou dois livros de não ficção, "Dreams from My Father: A Story of Race and Inheritance" (2004) e "A Audácia da Esperança: Reflexões sobre a Reconquista do Sonho Americano" (2006), teve renda de US$ 4,2 milhões, muito acima do que faturou em 2008, quando esteve imerso na campanha eleitoral.A Casa Branca informou que os Obama tiveram no ano passado uma renda líquida de US$ 2.656.902, "a maior parte da venda de livros" e do salário que recebia como senador por Illinois.Os Obama pagaram US$ 855.323 em impostos federais e US$ 77.883 em impostos estaduais em Illinois.Em 2008, o presidente, que receberá um salário de US$ 400 mil (cerca de R$ 880 mil) neste ano, e a primeira-dama doaram a organizações beneficentes 6,5% do que receberam, ou seja, US$ 172.050.A maior contribuição foram os US$ 25 mil dados à organização Catholic Relief Services e ao fundo United Negro College.Já o vice-presidente, Joseph Biden, e sua esposa, Jill, tiveram renda bruta de US$ 269.256 e líquida de US$ 183.315 no ano passado.A principal fonte de renda do ex-senador por Delaware foi justamente seu assento na Câmara Alta, assim como os direitos do audiobook "Promises to Keep".

O conto do vigário pedófilo?

A Igreja paraguaia se desculpou ontem, sem citar o presidente Fernando Lugo, mas ele pode enfrentar acusações de pedofilia: o caso com a jovem Viviana Carillo, 26, com que tem um filho assumido de quase dois anos, começou há dez, quando ele ainda era bispo e ela tinha apenas 16 anos.

Ela gosta de apanhar

Rio - Priscila vai concorrer com Josy nas bancas mês que vem. Enquanto a morena será capa da ‘Vip’ em ensaio sensual — fotografado em um casarão do Rio por Marcelo Faustini, namorado da atriz Fernanda Machado —, a loura virá nuazinha na ‘Playboy’.Priscila também abriu a intimidade para a ‘Quem’ desta semana, junto com Max e Francine: “Não curto sadomasoquismo, mas uns tapinhas não tem mulher que não goste. A melhor fantasia que realizei foi transar com as mãos amarradas”.

Professora baiana dá à luz gêmeos siameses em Goiás

A professora Eliana Ledo Rocha Brandão, 32 anos, está se adaptando ao modo de amamentar os filhos siameses, Artur e Heitor, desde segunda-feira (13). A mãe tem de alimentar os bebês ao mesmo tempo para tornar o ato mais confortável para os filhos e para ela.As crianças nasceram na quarta-feira (8), no Hospital Materno Infantil de Goiânia, e só foram alimentados com o leite materno na véspera de receberem alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na terça-feira (14)."Eu chorei de emoção. Não via a hora de poder amamentá-los. Estive todos os dias com eles na UTI, mas tê-los nos braços foi um momento único", disse Eliana, que ainda se recupera do parto no mesmo hospital onde estão internados os filhos.Ela afirmou ao Portal G1 que tentou amamentar um filho por vez, mas teve dificuldades para acomodá-los no colo. "Achei melhor ficar sentada e colocá-los de maneira que um ficasse em cada seio. Foi muito emocionante", disse a professora.O médico responsável por acompanhar os siameses, Zacarias Kalil, disse que a possibilidade de amamentar cada um dos filhos separadamente existe, mas acaba se tornando menos viável.
Família
Eliana também tem uma filha de 1 ano e 10 meses. "A família toda veio da Bahia para Goiânia ver meus bebês. É uma felicidade só", disse a mãe. Delson Lessa Brandão, 27 anos, pai dos bebês, disse que espera o aval dos médicos para voltar para casa com as crianças. "Não vemos a hora de irmos para nossa casa."
Separação
Após a alta da UTI, os bebês passarão por vários exames, que podem indicar o cronograma ideal para a separação. Artur e Heitor estão unidos pelo tórax, abdome e bacia, possuem três pernas e um único fígado. "Estudamos a possibilidade de fazermos a separação após um ano. Até lá, faremos todos as avaliações necessárias", disse Kalil.Ele informou ainda que uma equipe médica vai avaliar quais os procedimentos menos invasivos para a recuperação das duas crianças. "Teremos de retirar uma das pernas e deixar cada um com apenas uma perna. Outro detalhe que precisaremos estudar muito é o fato de eles terem apenas um fígado e estarem unidos pelo intestino e bexiga", disse o pediatra.
Nascimento
O parto durou cerca de 50 minutos e mobilizou dez médicos. O Hospital Materno Infantil de Goiânia é referência na realização de cirurgias de separação de gêmeos siameses. Nos últimos dez anos, os médicos da unidade já realizaram cinco cirurgias deste tipo entre os 14 casos registrados na maternidade.

Ex de Galisteu diz ter devolvido R$ 21.343 de passagens aéreas para a Câmara

O deputado federal Fábio Faria (PMN-RN) disse que devolveu para a Câmara R$ 21.343,60 referente ao uso de cota de passagens aéreas utilizadas por artistas. Ele não confirma que dentro desse valor estão as passagens utilizadas por sua ex-namorada Adriane Galisteu, pela ex-sogra Emma Galisteu e por um amigo da apresentadora. Ele admitiu que sua cota de passagens da Câmara foi utilizada pelos atores Kayky Brito, Sthefany Brito e Samara Felippo, que participaram do carnaval fora de época em Natal, em dezembro de 2007. Eles foram convidados para o camarote que o deputado organizou para o evento. Em ofício encaminhado ao diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, o deputado afirma que já devolveu o dinheiro aos cofres do Legislativo. Por meio de sua assessoria, Faria disse que Adriane era sua "companheira" quando as passagens foram usadas. Por entender que tinha um "vínculo" com Adriane, a assessoria do deputado disse que os valores não seriam ressarcidos. A apresentadora deve se manifestar sobre o caso ainda hoje. As passagens de Adriane, Emma Galisteu, e o amigo dela Claudio Torelli teriam custado à Câmara cerca de R$ 11 mil. O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), disse que cabe ao próprio parlamentar julgar se agiu corretamente, uma vez que a resolução da Casa que regulamenta a utilização das passagens não proibe que terceiros utilizem a cota. Temer disse que cabe a Faria decidir se vai devolver os recursos ao Congresso ou apresentar suas justificativas formais pelo repasse das passagens aos artistas. "Não é o padrão normal. Mas ele tem que responder por isso. Se achar que deve, e esse é um juízo dele, devolve esses recursos para a Câmara. Se achar que não, apresenta as suas justificativas", afirmou Temer.

Justiça condena ex-médico a oito anos em regime semiaberto por morte de paciente

O ex-médico Marcelo Caron foi condenado a oito anos de prisão em regime semiaberto pela morte da advogada Janet Virgínia Novaes Falleiro. O ex-médico também terá de pagar R$ 30 mil de indenização por danos morais à família da vítima. Caron poderá recorrer da sentença em liberdade.
Janet morreu em janeiro de 2001 durante uma cirurgia de lipoescultura realizada pelo ex-médico. Segundo a acusação, Caron teria falsificado um documento para dizer que era residente em cirurgia plástica quando na verdade era estagiário.
Caron alegou em sua defesa que, na prática, o estágio e a residência médica eram semelhantes, o que não comprometeria seu o trabalho. "O estágio, que foi o que fiz no Hospital Mário Gatti, é o mesmo que residência. Apenas não tem o reconhecimento do MEC, nem garante remuneração ao estagiário. Contudo, as práticas são as mesmas, o aprendizado, o mesmo", afirmou o ex-médico.
A família da vítima comemorou o resultado: "A justiça foi feita e essa condenação é só o começo. Outra virão, pois todas as vítimas dele merecem isso", afirmou a mãe da vítima, Clélia Novaes.
Caron chorou durante o depoimento e argumentou em diversos momentos que era inocente. "Há casos e casos e, neste, tenho certeza de minha inocência", afirmou.
A defesa do ex-médico tentou negar a autoria do crime e desclassificar a acusação de homicídio doloso para homicídio culposo (quando não há intenção de matar), mas os jurados decidiram pela manuntenção da tese acusatória de dolo eventual --embora o réu não tenha a intenção de matar, assume o risco de provocar o resultado morte.
Além deste caso, Caron é acusado de ter matado outras duas mulheres, em Brasília, incluindo a estudante de fisioterapia Grasiela Murta Oliveira, 26, pela qual ele também irá a júri popular. O ex-médico teria mutilado outras 40 mulheres.
Janet, concunhada de Caron, morreu cinco dias após submeter-se ao procedimento com Caron no Hospital e Maternidade Vida, em Goiânia. Com o surgimento das complicações, ela foi encaminhada ao Hospital Urológico e, em seguida, ao Hospital Santa Helena, mas não resistiu a um quadro de septicemia.
Questionado sobre os 29 casos de lesões corporais que existem contra ele, o ex-médico afirmou que foi absolvido em 25 das acusações.
O CRM-GO (Conselho Regional de Medicina de Goiás) cassou o registro profissional de Caron em junho de 2002.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Josiane vai ser capa da "Playboy" de maio

Depois de tantas especulações de que Priscila e Milena estariam negociando com revistas para posarem nuas, quem saiu na frente mesmo foi Josiane. Segundo o jornal "O Dia", a ex-bbb já fechou com a "Playboy" e vai ser capa da edição de maio da publicação. A psicóloga é a segunda participante do " Big Brother Brasil 9" a posar nua. A primeira foi a pernambucana Michelle, que foi eliminada na primeira semana do programa. Segundo o jornal carioca "Extra", Priscila, também participante do BBB, está leiloando seu corpo, já que a morena está recebendo diversas propostas para posar nua. "Quem pagar mais leva", declarou ela à publicação. Ainda de acordo com o jornal, a revista "Playboy" teria oferecido um cachê à morena.
Pior audiência:
Se dentro da casa do BBB, Francine Max e Pri estavam felizes por chegarem à final, fora dela, a decisão desta edição do " Big Brother Brasil" não empolgou o público. Segundo o jornal "Extra", pertencente ao Grupo Globo, a audiência estava bem abaixo do esperado: 32 pontos, a menor de todas as edições. O BBB5, vencido por Jean e com Grazi Massafera em segundo lugar, foi o que obteve maior índice: 47,5 pontos. Apesar de não agradar ao público como antigamente, o BBB continua sendo um fenômeno de faturamento e já está confirmado para o ano que vem.

Deu no Pérolas Políticas

Doações ao DEM e PSDB tinham recibo; a do PT, não

Nesta terça (14), o ministro Tarso Genro (Justiça) e o diretor-geral da PF, Luiz Fernando Corrêa, darão as caras na Comissão de Justiça do Senado. Foram chamados para explicar por que partidos e políticos que receberam doações legais da Camargo Corrêa foram expostos no noticiário em situação vexatória. Uma notícia produzida pelo repórter Hudson Corrêa deve açular a animosidade dos queixosos DEM e PSDB. Hudson conta que há no inquérito da Operação Castelo de Areia informações acerca da existência de recibos para as doações feitas a tucanos e demos. Dá-se coisa inversa no caso de um repasse feito ao PT. Ainda assim, as legendas de oposição ganharam o noticiário. O petismo não. Captados por grampos telefônicos, os diálogos travados entre diretores da empreiteira estimularam a suspeita de que a Camargo Corrêa borrifara verbas no caixa dois de partidos. São conversas vadias, que fazem menção a doações intermediadas pela Fiesp. Contribuições “por dentro”, supostamente legais, e “por fora”, à margem da lei. Parte das doações é mencionada em e-mails interceptados pela PF. Uma dessas mensagens eletrônicas é datada de 18 de novembro de 2008. Foi enviada por Dárcio Brunato, executivo da Camargo Corrêa, para Luiz Henrique Maia Bezerra, representante da Fiesp. Traz uma lista de oito doações a partidos. Ao lado de cada cifra aparecem anotações referentes ao recibo: “OK” ou “pendente”. A remessa feita ao diretório potiguar do DEM é mencionada no e-mail assim: "DEM - R$ 300.000,00 (RN) recibo OK". A doação feita a um diretório petista aparece assim: "PT Diretório Regional R$ 25.000,00 [recibo] pendente". Não há referência à localização geográfica do diretório do PT aquinhoado com R$ 25 mil. Tudo faz crer que tratou-se, também neste caso, de uma doação legal. Mas o PT, com o seu recibo “pendente”, estava em situação menos cômoda do que o DEM. A despeito disso, o petismo não foi pendurado nas manchetes. Num e-mail anterior, datado de 6 de novembro, Luiz Henrique, o preposto da Fiesp, informara a Fernando Dias Gomes, diretor da Camargo Corrêa, o seguinte: "O recibo do DEM-RN, R$ 300.000,00, eu mandei ontem por Sedex a você, deve chegar hoje...”
“...Quanto aos dois [recibos] do PSDB do Pará, fui informado pelo próprio partido que eles já haviam enviado diretamente a vocês."
O diretório paraense do PSDB fora aquinhoado com R$ 300 mil. Em duas parcelas: R$ 200 mil e R$ 100 mil. Daí a referência a “dois” recibos. Os senadores José Agripino Maia (DEM-RN) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA), presidentes dos diretórios destaduais de seus partidos, já haviam exibido publicamente os recibos. Discursaram da tribuna do Senado na primeira hora, logo depois de a PF ter varejado o castelo de areia da Camargo Corrêa. Até hoje não se conformam com a exposição negativa que o episódio lhes rendeu. O recibo do PT, por ora, não veio à luz.
Em suas manifestações públicas, Tarso Genro e Luiz Fernando Corrêa disseram que a investigação da PF jamais visou os partidos. O alvo sempre foi a Camargo Corrêa. O diretor da PF chegou a dizer que a responsabilidade pela exposição das legendas era do juiz Fausto de Sanctis. Uma meia verdade. O magistrado, de fato, anotou na ordem de prisão de dez funcionários da empreiteira e doleiros as siglas de sete partidos: DEM, PSDB, PMDB, PPS, PSB, PDT e PP. Mas De Sanctis não fez referência aos nomes dos políticos citados nos grampos. Preservou, entre outros, Agripino Maia e Flexa Ribeiro. Ou seja, ou os nomes vazaram da PF ou escoaram do Ministério Público. Só dias depois soube-se que havia menções também a outros partidos governistas. Além do PT, o PSB. São mistérios cuja elucidação a oposição vai cobrar do ministro e do mandachuva da PF. Há uma outra explicação que, embora não desperte interesse no Senado, a platéia aguarda com ansiedade: Afinal, quem diabos recebeu o “por fora” da Camargo Corrêa?
- PS.: Ilustração via Blique, o blog do Ique.
http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/

Lula, sem saída?

Perdido no labirinto que ele mesmo construiu, o presidente Lula vê que seus "esforços" para ajudar as montadoras a vender automóveis desaguaram numa crise, sem precedentes, para os municípios brasileiros.Não se concebe que a equipe econômica do governo não soubesse que cada centavo a menos, nos impostos incidentes sobre os automóveis, implicaria em menos participação dos municípios na arrecadação. Agora procura-se uma saída de emergência e, mais uma vez, nós pagamos o pato. O governo vai "distribuir" 1 bilhão para os municípios basileiros -todos em estado de semi-falência- advindos dos impostos que pagamos na aquisição de outros produtos, inclusive, do pão nosso de cada dia. A verdade é que esse governo trabalha em cima de uma plataforma montada no governo FHC, e sem nada de novo, inventa renúncia de receita sem pensar em suas conseguências. É verdade que o país atravessou uma bela fase. Com o estado arrumado, e políticas e sistema econômicos sólidos, navegou em mares tranquilos em razão do aumento de consumo dos países em desenvolvimento. Mas, neste momento, a tarefa deve ser entregue a profissionais e não ficar à mercê dos arroubos políticos do "cara"!

O Aécio petista reúne Meirelles, Lupi e Alencar num simpósio

O governador mineiro Aécio Neves, mais petista do que nunca, tenta se situar na mídia utilizando-se de seus aliados petistas. Vejam abaixo o texto no blog de Josias de Souza:
No esforço que empreende para se diferenciar de José Serra, com quem mede forças no PSDB, Aécio Neves patrocina, a partir desta terça (14), uma pejelança econômica.A pretexto de debater os efeitos da crise global, Aécio logrou arrastar para Belo Horizonte estrelas do governo Lula.
A principal delas é o presidente do BC, Henrique Meirelles, um personagem que José Serra vem se esmerando em açoitar.Meirelles será o primeiro expositor de um simpósio mineiro sobre a crise. Será aberto por Aécio, às 9h desta terça. Termina na quarta (15).O evento foi articulado pelo governador em parceria com a Assembléia Legislativa de Minas, presidida por um aliado de Aécio, o deputado estadual Alberto Pinto Coelho (PP).Aécio oferece um palco a Meirelles menos de 24 horas depois de Serra ter repisado, em São Paulo, ataques à política monetária do BC. Sob a roupagem econômica do debate mineiro, esconde-se um objetivo político de Aécio. Deseja provar-se mais agregador do que Serra.Aécio defende a tese de que, na disputa presidencial de 2010, a oposição pode atrair para o seu palanque legendas que hoje gravitam em torno de Lula.
Um dos partidos governistas que Aécio corteja é o PDT, cujo presidente, o ministro Carlos Lupi(Trabalho), é outro debater do simpósio mineiro. Falará na tarde desta terça.A abertura do segundo dia do simpósio será feita por outro expoente do gabinete de Lula, o vice-presidente José Alencar, crítico contumaz dos juros lunares.Alencar dividirá a mesa com o vice-governador mineiro, o tucano Antonio Anastasia. É uma espécie de Dilma de Aécio.Anastásia é visto como bom admistrador. Na equipe de Aécio, granjeou a fama de carregador de piano. Mas não tem intimidade com as urnas.A despeito disso, a exemplo do que faz Lula com Dilma Rousseff, Aécio decidiu ungir Anastasia. Quer fazê-lo seu sucessor no governo de Minas, em 2010.Além dos auxiliares de Lula, a parceria de Aécio com o presidente da Assembléia leva a Belo Horizonte gente que convive com a crise no seu dia-a-dia.Por exemplo: o mandachuva do Grupo Gerdau, Jorge Gerdau Honannpeter; e o presidente do Dieese, Tadeu Morais de Souza.Diz-se que o ciclo mineiro de debates pode resultar em projetos que, aprovados na Assembléia, ajudariam o Estado a enfrentar a crise. Porém...Porém, o lero-lero propositivo não consegue disfarçar o objetivo central da pajelança: o esforço de Aécio para demonstrar que as pesquisas de opinião, que sorriem para Serra, não deveriam ser o único critério de escolha do PSDB.
Comento: O esforço de Aécio é admirável como admirável é sua capacidade de achar que ministros de Lula poderão ajudá-lo na caminhada ao Planalto. Imagina! Acreditar nisso é melhor crer nos duendes da xuxa ou...em Papai Noel.

Bolsa garapa

José Padilha, o diretor de "Tropa de Elite", decidiu criar um fundo em prol das quatro famílias mostradas em "Garapa", seu documentário que mostra cearenses que tentam enganar a fome bebendo água com açúcar. Toda a renda do filme vai para o fundo que será administrado pela ONG Instituto da Criança, com objetivo de melhorar as condições de vida das pessoas retratadas no longa.
- Nossa intenção é oferecer condições para que as famílias possam alcançar um nível econômico auto-sustentável – diz Padilha. – Hoje, sem ensino, sem perspectivas, sem condições de higiene, isso é impossível.
A verba será transformada em investimento em ensino, meios de transporte e melhorias nas casas onde as famílias vivem. A renda do filme incluirá todos os prêmios que o filme venha a ganhar e toda a renda líquida de bilheteria, excluído os custos de terceiros e impostos.
Fome? No nordeste? no governo do PT? Nunca antes nessepaiz....

E a campanha continua...


Estudante vai à Justiça após perder vaga de cota para negros em universidade

A estudante Tatiana Oliveira, de 22 anos, que ingressou neste ano no curso de pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) por meio de programa de vagas destinadas a afrodescendentes, teve sua matrícula cancelada na semana passada, um mês após o início das aulas. Uma comissão da universidade deu um parecer de que ela não preenche as condições exigidas pelo programa de cotas. “Fiz o que o edital pedia: uma declaração de próprio punho de que sou descendente de afrobrasileiro. Eu sou parda. Não agi de má-fé”, afirma ela, cuja mãe é branca e o pai, pardo. Marli Dalchum, advogada da estudante, diz que na próxima terça-feira (14) vai ingressar com ação na Justiça Federal, com pedido de liminar, para que Tatiana retorne imediatamente a assistir aulas na UFSM.De acordo com o pró-reitor de graduação da universidade, Jorge Luiz da Cunha, todas as matrículas feitas por meio dos programas de cotas são revisadas com cuidado. No caso das 220 vagas (11% do total oferecido no vestibular) para afrobrasileiros, o estudante é submetido a uma entrevista, com a presença de representantes de movimentos negros, em que são feitas três perguntas: se ele se considera afrobrasileiro; se já foi discriminado por pertencer a esse grupo e em que outras vezes o estudante se reconheceu como preto ou pardo. De acordo com Tatiana, o parecer diz que “a candidata se autodeclarou parda sem, entretanto, saber explicar o porquê de tal declaração, reconhecendo-se mais clara que alguns de seus colegas e familiares”. Segundo o pró-reitor de graduação da UFSM, na entrevista, a estudante afirmou que a primeira vez que ela se reconheceu como parda foi no vestibular. Tatiana também relatou nunca ter sofrido preconceito relacionado à sua cor.“Não é uma questão genealógica. (A vaga) é para afrobrasileiro, para aqueles que se consideram discriminados ou têm dificuldade de acesso à escola”, diz Jorge Cunha, acrescentando que, neste ano, 22 matrículas dos programas de cotas, para estudantes de escola pública, deficientes e afrodescendentes, foram canceladas.A advogada de Tatiana rebate: “Ela reside numa das vilas mais pobres de Santa Maria, a mãe dela está desempregada. Ela não apresenta condições socioeconômicas. A avó dela é descendente de escravos”. Tatiana tem esperanças de reaver a vaga. “Vamos entrar com a liminar na Justiça o quanto antes porque estou perdendo aula”, lamentou a estudante.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Bruxa solta no morumbi

O goleiro e capitão do São Paulo, Rogério Ceni, 36, sofreu uma fratura no tornozelo esquerdo no treino desta segunda-feira, no CCT da Barra Funda, e vai desfalcar o time por cerca de quatro meses. Segundo o site oficial do São Paulo, o jogador terá que passar por uma cirurgia, que será marcada em breve. Com a lesão, a mais grave de sua carreira, o goleiro está fora das finais do Campeonato Paulista e da Libertadores --Bosco deverá ser seu substituto. Rogério se contundiu em uma disputa de bola com o atacante André Lima, mas se machucou sozinho --o pé ficou "preso" no gramado. O elenco são-paulino, que já teria as baixas de Zé Luis e Arouca, também contundidos, embarca nesta segunda-feira para a Colômbia. No próximo domingo, o São Paulo encara o Corinthians, no Morumbi, no segundo jogo das semifinais do Estadual --perdeu o primeiro por 2 a 1.
Rogério não passava por um bom momento no clube e teve uma falha incrível na vitória por 2 a 1 sobre o Defensor, na última quinta, pela Libertadores, quando colocou a bola para dentro do gol após uma cobrança de falta do time uruguaio. Na derrota são-paulina para o Corinthians, Rogério falhou em dois chutes de fora da área, primeiro de Douglas e depois de Chicão. Nas duas, o goleiro soltou a bola e causou perigo para sua defesa. No lance de Douglas, Rogério tentou encaixar, a bola escapou e bateu no pé da trave.