quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Médica cubana abre o jogo.

A Médica cubana colocando como "funciona a coisa com os castro"
A médica cubana Ramona Matos Rodriguez, de 51 anos, Levada ao plenário da Câmara na noite desta terça-feira pelo deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), disse que decidiu abandonar o programa Mais Médicos, do governo federal, descontente com o salário que recebia. Ela chegou ao Brasil em outubro e estava trabalhando em Pacajá, no interior do Pará. Fugiu no último sábado da cidade e seguiu para Brasília. Caiado provocou um alvoroço no plenário ao apresentar uma médica cubana. Com um contrato em mãos, o deputado disse ter a prova de que o convênio para a contratação dos médicos cubanos não foi firmado pelo governo brasileiro com a Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e sim com a Sociedade Mercantil Cubana Comercializadora de Médicos Cubanos S.A."
Segundo Caiado, a médica recebia apenas US$ 400 (R$ 960) e o restante do dinheiro (US$ 600) do contrato era depositado numa conta cubana, à qual ela só teria acesso depois. Caiado disse que é um absurdo o governo pagar R$ 10 mil mensais pela médica e ela receber apenas US$ 1 mil (R$ 2.400). 

Um comentário:

Lou disse...

Que programa é esse, meu Deus????!!! é para os brasileiros pensarem que a presidenta está preocupada com a saúde do país???? não não não. Alem de desprestigiar nós, médicos do Brasil, a tal sra. exercita seu lado psicopata, humilhando seres humanos; matando os de cá sem assistência. Alem de "brincar" com o povo daqui, "brinca" com o povo de lá.