sábado, 22 de junho de 2013

E Dona Dilma foi à TV...

Dona Dilma foi à TV, na tentativa de se impor como autoridade e se pronunciar como chefe da Nação, diante de tantas manifestações do povo, por todo país.
Não me surpreendeu seu semblante embaraçado de uma governante que não sabe o que fazer diante de um fato político e social de grande importância.
Dilma disse o óbvio, mas não obstante, frustrou a todos, como sempre.
Sobre a violência disse, entre outras obviedades: "todas as instituições e órgãos de Segurança Pública tem o dever de coibir, dentro dos limites da lei, toda forma de violência e vandalismo"...
Sim senhora Dona Dilma, isto é um fato, mas vossa excelência bem sabe que no passado, com sua participação, o grupo “político” que vossa excelência pertencia praticou inúmeros crimes de vandalismo, além de praticar assaltos a bancos, à residências, sequestros e assassinatos.
Hoje esta série de vandalismo, deverá ser punida, sem dúvida. Mas àqueles no passado que agiram da mesma ou de semelhante forma, deveriam hoje ser lembrados pela tal Comissão da Verdade.
Lembra que Vossa excelência e seus pares diziam e dizem que contra si tiveram a repressão da ditadura?  
Eu sei que entre os manifestantes estavam infiltrados bandidos que nada tinham a ver com os movimentos reivindicatórios.
Eu sei, e todos sabem, que é necessário separar o joio do trigo, para ser justo com quem tem boas intenções e fundamenta-se no caos que o país está vivenciando para protestar.
Mas vossa excelência nada disse que trouxesse alento ao povo brasileiro. Para complicar mais ainda o meio de campo, a senhora garantiu que trará, de Cuba, médicos para sanar as questões de saúde no Brasil.
Nada como uma presidente incompetente para complicar mais ainda o estado de miséria que se encontra a educação e a saúde no Brasil. Não foi à toa que a senhora recebeu uma estrondosa vaia na abertura dos Jogos da Copa das Confederações.
No entanto, trazer médicos despreparados de Cuba não resolverá nossos problemas.
Que tal investir na saúde do país alguma coisa em torno da 1/3 do que a senhora investiu nos estádios? Isto já nos ajudará a resolver as mazelas na saúde.
E que tal investir mais 1/3 na educação? Tenha a certeza que teremos um país melhor. Médicos e professores com salários mais justos, atendimento com dignidade ao povo.
Não há segredos. Falta vontade política já que a senhora já provou que não faltam verbas.
Sua desempenho administrativo, à frente do executivo federal, equipara-se à sua aparição na TV no dia e ontem: Foi um fiasco e nos parece tão constrangedora para si e para o partido ao qual a senhora está filiada.

Um comentário:

lucas disse...

Prezado Mário, o pronunciamento começou com uma declaração festiva: "tenho uma boa notícia....". Mandei tomar no.... na mesma hora. Essa senhora é uma vergonha nacional.